Meu AdoroCinema
Noé
Críticas AdoroCinema
4,0
Muito bom
Noé

Soldado de Deus

por Francisco Russo
No princípio, não havia nada. A história de Noé começa no gênesis, bem antes da famosa reunião dos animais antes do dilúvio divino, de forma a associá-lo ao pecado original. É no furto da maçã proibida que começa a realidade sombria, onde os descendentes de Caim resultaram numa civilização violenta e egoísta. Para “limpar” a Terra, veio a enorme enxurrada que cobriu os continentes. Um novo início, uma purificação, que traz consigo a instigante pergunta: há espaço para a humanidade nela?

Noé - FotoMais do que simplesmente levar a história bíblica às telonas, o diretor Darren Aronofsky está interessado é em discutir a posição do ser humano diante deste “juízo final”, sob os mais diversos aspectos. O mais explícito é o lado da fé que beira o fanatismo, representado pelo próprio personagem título. A crença inabalável de Noé em seguir os desígnios de Deus faz com que não apenas construa a famosa arca, mas também deixe de lado centenas – milhares? – de vidas humanas suplicando por uma vaga na embarcação, trazendo ao personagem uma dubiedade moral que pode render uma boa polêmica. Mais intenso ainda é o conflito vivido por Noé após o dilúvio, numa subtrama surpreendente que desperta vários questionamentos sobre o próprio ser humano.

Para construir esta realidade, Aronofsky foi fundo nas pesquisas e resgatou trechos pouco conhecidos vindos das mais diversas religiões. É notável o empenho na reconstituição de certas passagens, assim como o esforço feito para justificar esta realidade de fundo fantástico. Questões básicas sobre a construção da arca e como os animais chegaram à embarcação, e lá permaneceram em harmonia durante o dilúvio, são explicadas no longa-metragem, por mais que existam algumas perguntas sem resposta aqui e ali. Da mesma forma, o diretor teve o cuidado necessário em apresentar animais que não necessariamente são idênticos aos que conhecemos, mas sim vindos de supostas etapas anteriores da evolução. Afinal de contas, o mundo de Noé é diferente do atual e, como tal, apresenta peculiaridades muito próprias.

Entretanto, por mais que haja um nítido apuro na criação desta realidade, Aronofsky derrapa de leve justamente num de seus elementos cruciais: os guardiões. Seres gigantes que servem de ligação entre o paraíso perdido e a vida atual na Terra, eles são conceitualmente interessantes mas pecam na roupagem em tom de fantasia, que remetem a filmes das séries Harry Potter e O Senhor dos Anéis. Esta opção talvez seja por questões mercadológicas, de forma a atrair um público maior, mas acaba também agindo contra o filme, já que torna os personagens – e a história em si – ainda mais fantasiosos. E este lado é, no fim das contas, o que menos importa para o filme como um todo.

Noé - FotoEm relação às atuações, é importante destacar o trabalho de Russell Crowe. Por mais que em certos momentos seu personagem se assemelhe aos de épicos por ele estrelados anteriormente, há em seu Noé uma variedade de emoções que o torna, acima de tudo, humano. Jennifer Connelly e Emma Watson também têm bons momentos, especialmente na metade final, quando suas personagens são mais exigidas emocionalmente. A qualidade na fotografia, digital, e a edição caprichada em momentos belos mas supérfluos, como a reapresentação do gênesis, também merecem destaque.

No fim das contas, o ponto crucial de Noé é a discussão implícita sobre a servidão a Deus e a culpa do homem na realidade que nos rodeia, usando para tanto a figura do Deus punidor. Não espere discussões inflamadas sobre o assunto, mas a construção de situações que podem (e devem) servir como comparação aos dias atuais. Mais do que um mero blockbuster interessado no espetáculo, Noé é um filme que tem o que dizer a um público que queira discutir. Assista de mente aberta, sem se ater a detalhes religiosos, já que não é este o verdadeiro objetivo da história. Noé olha para o ser humano, com suas falhas e virtudes, demonstrando uma crença talvez infundada que pode ser representada pela frase mais importante do longa-metragem: “o mal está em todos nós”. Sob os mais diversos aspectos.
Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema

Comentários

  • Will C.

    Porque você não tenta ler a fonte da história em vez de apenas "ouvir", para assim evitar dizer que, "as histórias das igrejas, são muito limitadas, é não dá explicações de nada praticamente nada".

    Se faz mais sentido o filme, beleza, explique então o sentido proposto.

  • Will C.

    Ela é feia? presumo que você seja muito linda, por isso nem foto sua tem...

    Sabe nada você, deve ser mais uma revoltadinha...

  • Will C.

    Cagando goma demais sem provar seu vomitado conhecimento, no dia que você provar esse tal conhecimento seu a ponto de cagar que pode dar aulas, serás mais respeitado, por enquanto é mais um idiota arrogante que se encantou com "estórias" das religiões, as quais também conheço e a internet está cheia delas, porém nenhuma com comprovação científica, apenas aceitação...

  • Will C.

    Tem gente que acha que ama mais do que Deus, que conhece mais o amor do que Deus (o próprio amor), tem horas que penso que um novo dilúvio não seria mal, mas logo lembro que a promessa é outra, e que devo amar a Deus acima de qualquer pessoa ou coisa, por isso me esforço para tentar entender, mesmo que tais pessoas que nem se preocupam com a perspectiva de Deus, insistam em falar de amor como se realmente o conhecesse, filho desculpe, mas o que você escreveu soa como o famoso ditado: Tentar ensinar o padre a rezar missa. Sei que parece presunção, mas é mais verdadeiro do que o filme.

  • Enio

    ah tá... provavelmente vc pensa q o que esta escrito em sua bíblia seja um registro factual da história?!... sei.

  • Enio

    Não sou religioso e muito menos cristão para esperar que um filme fosse “DAR REALISMO” a uma estória como essa. E mesmo encarando como uma fábula
    (a vida e a origem do mundo explicado sob a ótica limitada de uma parábola
    religiosa) trata-se de um filme tolo e descartável.

    Desde o inicio o roteiro se mostra uma mera desculpa para mostrar os efeitos especiais (como se isso ainda impressionasse algum publico). Além disso, não acrescenta nenhuma novidade à estória profética de Noé (exceto pelos destoantes monstros de lama)... ou tão pouco tentou justificá-la.

    No que tange a “discussões humanas” sobre moralidade dúbia a luz de uma fé cega a qual o filme se propõe: Só mesmo um fanático religioso poderia achar nisso algo passível de debate.

    É certo que para esses fanáticos, nada disso importa... já que para eles não se trata apenas de um filme, mas sim de uma “palavra divina” baseada em uma “escritura sagrada”.

  • Weverton S.

    O filme não é nada mais do que uma aberração

  • Ilson d.

    Após ler alguns comentários eu acho que Russell Crowe errou em deixar as gêmeas viverem.

  • Antonio de Paula Rocha Lima

    Se Noé não fosse um personagem bíblico, destacado em pouco
    mais de 4 páginas da Bíblia no Livro de Gênesis no Antigo Testamento, este Noé
    de Darren Aronofsky até poderia ser considerado um bom filme. Chega a ser
    comovente as interpretações de Russel Crowe e Jennifer Connelly. Eles dão
    crédito aos seus personagens envolvidos numa nova formação da humanidade.
    Ocorre que, o grande problema é que o Noé que o filme busca retratar é mesmo o
    personagem do Gênesis. E como os textos bíblicos não contêm ingredientes para
    um filme de 138 minutos, a narrativa se vale do que consta em livros apócrifos
    e até da imaginação do roteirista, para apresentar um Noé totalmente
    desfigurado e que nada tem a ver com as Escrituras. Ocorrem inúmeros fatos
    bizarros e inusitados dentro da Arca. Até um intruso apareceu por lá. E o
    resultado acaba por irritar os religiosos e até mesmo os não crentes
    conhecedores dos textos bíblicos. John Huston foi bem melhor numa outra
    ocasião.

  • Alessandro M.

    Não sei se foge muito da Bíblia. É uma visão atualizada. Filme muito bom. Tem até o Big Bang como se fosse o "Sopro de Deus". Gostei muito.

  • Elinaldo P.

    Muito ruim o filme, não recomendo

  • Ivete De Antoni A.

    Ainda não assisti ao filme e já o classifico como excelente (talvez esteja sendo afoita demais e gosto muito de cinema) devido ao fato do autor escolher um filme desta natureza em pleno século XXI, quando os valores e interesses de muitas pessoas sequer se aproximam das escrituras sagradas. E o fato de o autor fazer menção ao livro sagrado já conta muitos pontos para mim. Mas, não é o meu comentário final. Após assistir ao filme me pronunciarei novamente, pois irei comparar as cenas do filme com as escrituras (espero que sejam fieis às mesmas). E, também, já ganha pontos por impulsionar um ato de pesquisa.

  • Hikari

    O filme ficou muito bom! Em vez de tentar lucrar babando ovo de fanáticos religiosos e padres pegadores, o autor explorou uma história contada por várias culturas no mundo, a aproveitando pra questionar e propor debate sobre a natureza humana. Durante boa parte do filme, os descendentes de Seth são apresentados como pessoas puras, e toda a culpa é colocada no Caim e a maldição repassada a seus descendentes. Até estranhei, afinal a Humanidade hoje é um lixo, naum fazia sentido descender da "linhagem pura". Ficou muito bom qd a família do Noah e ele principalmente começam a tomar péssimas atitudes. Mas o auge da história é qd é tratada nossa dificuldade de "falar com deus" e nos deparamos com dilemas de decidir oq é certo e errado, afinal muitas vezes naum é fácil decidir qual é o certo a fazer. O labo bom e mau do ser humano é mostrado com um constraste muito comovente, e no final o dito "livre arbítrio" é colocado em pauta com deus colocando em Noah o poder de decidir pelo futuro naum só da Humanidade, como de boa parte da Vida na Terra. Em vez de colocar Noah como um obediente q segue diretrizes superiores, ele é colocado com o poder de decidir TUDO! Fantástico!

  • Jailson Q.

    Sobre as pedras douradas foi explicado sim....as próprias explicam ao Nóe como vieram.....

  • Raiane B.

    Eu assisti ao filme ontem e achei muito bom ! Em nenhum momento foi dito que seguiriam a risca a história de Noé como está escrita na Bíblia, simplesmente pegaram o teor da história e fizeram um filme baseada nisso , assim como as minisséries evangélicas da record sempre acrescentam coisas que não existem para (encher linguiça), no filme nem é citado o nome de Deus sempre se referem a Deus como (Criador) está na cara que o filme não foi feito com intuito de agradar aos evangélicos, se for comparar a Bíblia realmente tem coisas que não condizem, mais tbm queriam o que ? Quer ler a história de Noé do jeito real e verdadeiro sem eresias pegue a Bíblia faça bom proveito !

  • daniel S.

    kkkkkk falou tudo acho que eles comentaram outro filme acima...

  • daniel S.

    Viviane Thomé, imagina vc criar um livro contando como é bom ser mãe e quando chegou lá na hora de publicar seu livro, mudaram sua história, vc virou a vilã das mães, odeia ter filhos, maltrata seus filhos é uma carrasca em casa. Como vc se sentira se não é essa a sua historia? Foi o que fizeram com a historia de Deus nesse filme de Noé. Não estou falando de fanatismo, estou falando de uma historia linda se tornar triste, que até o fim não foi um final feliz....

  • daniel S.

    O filme a mais pontos negativos que positivo, primeiro perdeu a essência que é narrativa bíblica. Como falou Bel M no comentário abaixo. Imagina você acostumado com uma História lá quando era criança e depois é toda mudada. É como você assistir Chapelzinho Vermelho e ela ser a perseguidora do lobo mal, ou Branca de Neve da uma maçã a bruxa, Pinóquio quanto mais ele fala verdade o nariz crescer, ou uma Rapunzel careca. Não tem logica essa mudança radical da historia de Noé. No filme mostra um Noé que esta mais perdido que cego em tiroteio, sem saber o que Deus quer dele, quando na narrativa bíblica tanto católica como qualquer outro, mostra Deus a todo momento a falar com Noé, não deixando nenhuma duvida na sua jornada. Sem falar na parte ridícula que só '' Hermione kkkkkk'' é a unica das esposas dos 3 filho que entra na Arca, ou seja vai rolar maior suruba ali para repopular a terra, será que ninguém imaginou isso ao excluir as outras 2 esposas? Ou o filho de Noé la que no fim vai embora, será que ele vai roubar uma femeá dos animais para poder procriar? Triste fazerem de uma História linda uma merda... Ponto positivo no filme são is efeitos especias e eu que paguei meia, porque sou cadeirante.

  • Bel M.

    O nome do Filme e Nóe , escuto essa historia desde de criança , e acho que ele devia sim seguir a historia que aprendemos, agora se o filme chamasse A ARCA E OS GUARDIÕES iria entrar no cinema sem um historia ponta na cabeça , não brigo por religião , mais se alguém chega e muda algo que vc acredita que vc conhece vc não gosta vc se assustar , e o mesmo que chega no cinema indo assistir o filme Papai Noel , e chega la o papai noel não e bom , não e amigo , e completamente louco , foi como me senti nesse filme , Nóe , já tem uma historia não adianta inventar outra . Os guardiões nem me incomodou tanto , mais a loucura do Nóe , foi algo nunca relatado , e pra mim ele estava completamente insano , se fosse uma historia desconhecida ok , mais não era , e não foi esperando esse tipo de historia que entramos la . O Brasil e um pais católico , religioso , e o povo foi sim ver um filme da Biblia feito com alto padrão , assim como assistir e amei Moisés O Príncipe do Egito .

  • D?bora FPB

    o filme é uma blasfêmia. só serve pra assistir e criticar. efeitos especiais por efeitos especiais, não faltam outros...

  • Luciane A.

    Volta pra lata sardinha...rs

  • Luciane A.

    Disse tudo Viviane, de fato não é qualquer um que entenderá o conteúdo, afinal o fanatismo e a ignorância cega certas pessoas.

  • Luciane A.

    Adorei o filme, existe nele uma mensagem "entre linhas" de algo que falta pouco pra vir à tona, recomendo!

  • Rosa D.

    O filme Noé é muito ruim, não gostei de nada elenco, história mal contada...

  • Alessandra D.

    O filme vale a pena por ser em 3D e pelo Russel, apenas.

  • Neidiane M.

    Sinceramente ñ tenho do que me queixar adorei o filme e se tiver oportunidade volto e vejo novamente sem mais.

  • AnaLu

    Muita gente criticando o filme e o elenco mas será que realmente perceberam as mensagens subliminares?Não achei o elenco horrível, isso vai da afiniade ou não com os atores, filme talvez cansativo sim, bem fantasioso, mas pelas mensagens subliminares vale a pena ver sim para uma boa reflexão!!!Gostar ou não deste ou daquele filme e dos seu elenco é algo particular e pessoal.

  • 'Gustavo R.

    O filme Noé é sem dúvida o pior na carreira do Russell Crowe, encontraram a pior forma de contar uma história, o enredo é horrível, o roteiro é sofrível, a trilha sonora é uma tortura, super monótona. Enfim, o filme não vale o ingresso, não vale a energia que um dia você poderá gastar para assistir na tv aberta.

  • Silvia C.

    Muito ruim filme destetei não sei como dos críticos ganho 4 estrelas sinceramente

  • Katia C.

    essa é boa!!!!!!!!!!!

  • Marcelo A.

    Realmente foi o melhor comentário aqui.O seu texto daria um roteiro MUITÍSSIMO melhor que o do filme.

    Parabéns

  • Marcelo A.

    Concordo em tudo que vc disse,só disse verdade

  • Paulo E.

    MUITO, MUITO, MAS MUITO RUIM. O FILME CONSEGUE CRIAR COISAS MUITO PIORES QUE PRÓPRIA HISTÓRIA BÍBLICA DE NOÉ (ESDRUXULA). E AQUI NENHUMA CRÍTICA A QUEM ACREDITA, APENAS UMA CRÍTICA TÉCNICA A HISTÓRIA. NO FILME O DIRETOR CRIOU MONSTROS DE PEDRA QUE SÃO GUARDIÕES DO NADA,OS ANIMAIS INDO PARA A ARCA POR SI PRÓPRIOS, OS ANIMAIS HIBERNANDO COM UMA FUMAÇA MISTERIOSA QUE NÃO ATACAVA OS HUMANOS, NOÉ QUE QUER DESTRUIR A RAÇA HUMANA, INCLUSIVE TODA A SUA FAMÍLIA E DEPOIS QUE NÃO CONSEGUE, INVENTA O VINHO E SE TORNA UM BÊBADO, E O PIOR, É PEGO PELADO DORMINDO NA PRAIA, UM CRIADOR QUE NÃO FALA NADA COM NOÉ SÓ MOSTRA UMAS IMAGENS HORRÍVEIS EM SEQUENCIA DE FLASH, ETC, ETC, ETC. SEM CONTAR COM A INTERPRETAÇÃO DESASTROSA DE TODOS OS PERSONAGENS, INCLUSIVE A DO GRANDE ANTONY HOPKINS, UMA VERGONHA. UM DOS PIORES FILMES QUE ASSISTI NA VIDA.
    NÃO PERCA O SEU TEMPO. LIXO!!!
    E TEM MAIS, CANIBALISMO GRATUITO, APELO VEGETARIANO GRATUITO, INCESTOS, FILHO TENTANDO MATAR PAI, AVÔ QUERENDO MATAR AS NETAS (O PRÓPRIO NOÉ), UM NOÉ VIOLENTO E TRANSTORNADO, ROTEIRO TOTALMENTE PERDIDO SEM LIGA, TRILHA SONORA INEXPRESSIVA. UMA VERGONHA!!!

    NÃO ASSISTA!!!

  • Paulo E.

    UM LIXO DE FILME!!!

  • Paulo E.

    ESSA BÍBLIA É UMA VERGONHA. ACREDITE NELA QUEM QUISER. PARECE QUE FOI ESCRITA PELO PT (ZÉ DIRCEU)....

  • Paulo E.

    RAFAEL, NA BOA. MESMO DESVINCULANDO DA BÍBLIA...ETA FILMINHO RUIM!!! UM DESASTRE!!!

  • Paulo E.

    SÉTIMO, CONVENHAMOS, HISTORINHA BÍBLICA RUIM ESSA HEIN? QUANTA BOBAGEM....

  • Paulo E.

    BEM.SE ESSA É A HISTÓRIA DA BÍBLIA ACREDITE QUER QUISER!!!

  • Paulo E.

    CONCORDO PLENAMENTE. NA BÍBLIA ESSA HISTÓRIA JÁ É ESDRUXULA, MAS O DIRETOR SE SUPEROU. QUE BOSTA DE FILME!!!!

  • Paulo E.

    CRENTE NÃO DEVERIA IR AO CINEMA. CINEMA É PARA PECADORES. MAS NUMA COISA EU CONCORDO, FILMEZINHO MEDÍOCRE.

  • Paulo E.

    CARA, VOCÊ PODE ENTENDER ALGO SOBRE A BÍBLIA, MAS DE FILME NÃO ENTENDE NADA. FILME RIDÍCULO, VERGONHOSO, INTERPRETAÇÕES DESASTROSAS E ROTEIRO MEDÍOCRE.

  • Rafael S.

    Um péssimo filme, criado para "ateus vegetarianos". Que muda toda a historia com a tentativa de surpreender. Realmente surpreendeu, mas foi para pior. Filme repleto de heresia.

  • Adeilson N.

    O FILME DEVERIA CHAMA-SE ARCA DE NÃOÉ PORQUE ? SEGUE A RESPOSTA

    1) Noé (Russell Crowe) não recebe um chamado de Deus, como na Bíblia, para construir a arca. Ele tem, sim, sonhos e alucinações que o levam a construir a arca.

    2) O nome de Deus jamais é pronunciado. É sempre “o Criador”.

    3) Na visão de Aronofsky, os guardiões, anjos caídos que Deus deixou na Terra, são criaturas de pedra, frutos de efeito digital. São eles que ajudam Noé a construir a imensa arca.

    4) Não houve uma tentativa de invasão à arca, comandada por Tubalcaim (Ray Winstone), descendente de Caim, como aponta uma eletrizante sequência de ação.

    5) Tubalcaim não entrou na arca nem fez conchavo com o filho do meio, Cam, como sugere o filme.

    6) Além de Noé e sua mulher, embarcaram os três filhos do casal e suas respectivas esposas. No longa-metragem, apenas o primogênito, Sem, leva a mulher, um órfã adotada pela família, interpretada por Emma Watson.

    7) No filme, Cam (Logan Lerman) é um rapazinho e foge dos pais para arranjar uma namorada para entrar com ele na arca. Cam já se considerava na idade de ter uma companheira. Noé, que era contrário à ideia, acabou criando uma rebeldia no filho.

    8) Para não explicar como todas as espécies de animais conviveram juntas por tantos dias dentro da arca, o roteiro simplificou: os bichos dormem o tempo inteiro.

    9) Na Bíblia, não há indicação de quantos anos Noé demorou para construir a Arca. Calcula-se em cem anos. No filme, ele leva uma década.

  • Marcelo A.

    O filme realmente é um LIXO.

    E não me venha com a conversa fiada falando que o filme foi baseado em uma Graphic Novel para promove-lo,pois a mesma Graphic Novel se baseou onde mesmo??

    Ora se o filme ou a Graphic Novel NÃO é uma obra baseada na bíblia então é o que???Ou vai falar que foi invenção do diretor essa história toda do dilúvio e tudo
    mais.

    Se o filme não se baseia na bíblia,que é só uma visão do diretor para o ser humano, com suas falhas e virtudes,então pode trocar o título
    do filme e por outro

    Só existe um relato na HISTÓRIA de um NOÉ que passou por um único DILÚVIO para lavar a terra da maldade do homem e essa história só se encontra na bíblia

    Qual a dificuldade fazer uma adaptação bíblica para a cinematográfica???É simples,basta fazer como dita a história

    Já que o personagem é BÍBLICO,faça-se uma adaptação conforme a bíblia

    E na boa,nunca vi uma adaptação tão ruim quanto esta.

    Muita invenção e distorção da obra literária,pois quando se faz uma adaptação de uma obra literária para a cinematográfica a intenção é ser FIEL com o que o livro diz.Seria o mesmo se eu pegasse a consagrada obra do Senhor dos Anéis ou
    Jogos Vorazes e adaptasse cinematograficamente com dinossauros e
    extraterrestres.

  • Carla M.

    Concordo com vc Marcelo... Sem contar o Trailer que foi mais fiel as escrituras que o próprio filme, os caras fizeram uma isca (trailer) ótima, uma pena chegar lá para ver o filme e ter vontade de sair correndo...

  • Carla M.

    Deus ama vc CAROL !!! Apesar de vc ser preconceituosa em relação a Deus que te formou e criou e te ama do jeito que vc é, independente do que vc pensa sobre ele ou as palavras Dele descritas no livro sagrado.

  • Carla M.

    Para quem acredita na Bíblia como eu, a história existe sim !!! Eu creio, isso vai de cada um ...

  • Carla M.

    Concordo com seu ponto de vista, mas acho que ele não deveria ter colocado o nome do filme então de NOÉ, pois não é a história de NOÉ, concorda ? Deveria ter colocado o Dilúvio, ou A Arca sei lá, mas Noé ??? Cara eles foram tão espertos para focar no PÚBLICO RELIGIOSO, que no trailer, não mostra nada de mulher grávida, nada de Gigantes e tal...Foi uma isca o trailer, para mostrar ao mundo o ponto de vista do Diretor, sem contar que muita gente da nossa geração não lê bíblia e acha mesmo que foi assim a história...De acordo com o filme

  • Carla M.

    Então meu anjo, por isso o filme foi proibido em vários países, pois esta fora com a história descrita na bíblia, se tivessem colocado outro nome no filme garanto que não teriam esse problema, mas o cara foi escolher o nome justo NOÉ, usou até os nomes dos filhos, só esqueceu de por as NORAS na arca, e acabou colocando bebes e um psicopata dentro da arca chamado Noé que quase assassinou as crianças, sem contar que no filme não foi Deus que teve misericórdia da humanidade para um novo recomeço e sim NOÉ...#patético Muita coisa fora da história e para quem não conhece a história vai acreditar até que existia máscara para proteger os olhos quando faziam suas armas...#cadacoisa

  • Carla M.

    Concordo plenamente com o que vc disse Roseli...

  • D?bora B.

    CONCORDO RAPHAEL.

  • D?bora B.

    CONCORDO PLENAMENTE COM VC. PORQUE INVENTAR PARTE DA HISTÓRIA SE PODIAM TER EXPLORADO MELHOR A HISTORÍA VERDADEIRA ?

  • D?bora B.

    IHIHIHIHI, GOSTEI DA SUA RESPOSTA

  • D?bora B.

    CONCORDO COM VC ROSELI.EM NENHUM MOMENTO FALARAM O NOME DE DEUS. E ME INCOMMODOU MUITO O FATO DE APRESENTAREM UM NOÉ TÃO FANÁTICO QUE QUASE MATOU 2 BEBES.

  • Valia R.

    Exatamente!!
    Algumas pessoas, ou a maioria, quer assisitir a uma retratação fiel à Biblia, o que não é o caso. Filme bíblico é uma coisa. Filme roteiro adaptado é outra completamente diferente.

  • David R.

    Darren Aronofsky apesar de família judia é ateu.

  • Everton P.

    Filme fantastico sai meio da realidade ,mas n perde o foco central da historia,mas suepreende muita gente...eu gostei particulat ate emociona ,bhaaaaa.

  • Fernando Sampaio

    Concordo, Raphael.

  • Fernando Sampaio

    Sr. Djalma, vc é livre para crer ou não na Bíblia, mas precisa ser tolerante com quem pensa diferente de você. Quem pensou diferente de Noé, se deu mal, pois ficou fora da arca ! Mesmo com tantas fontes literárias, a Bíblia para mim é "O Livro dos Livros", pois foi o único inspirado por Deus. Depois que vc fizer um curso de teologia num Seminário Batista ou Presbiteriano, talvez tenhamos alguma chance de trocarmos algumas palavrinhas neste espaço. Sugiro ainda que vc compre a Bíblia de Estudo Arqueológica NVI - Editora Vida (custa algo em torno de R$ 150,00). Deus é onisciente, mas deu ao homem o direito de escolher praticar o bem ou o mal. Se você alega crueldade em Deus por ter matado crianças, não esqueça que Jesus, que um dia foi criança, nascida da Virgem Maria, foi conduzida à cruz na idade adulta para tornar possível a salvação de todos os que vierem a crer. E Jesus, torno a dizer, se referiu à pessoa de Noé: "Como foi nos dias de Noé, assim também será na vinda do Filho do homem" (citado em Mateus 24:37). Crês nisto ? Eu creio !

  • Fernando Sampaio

    Acredito em todo o relato biblico e, aos interessados, há litetaratura suficiente, produzida ao longo dos séculos, respaldada na arqueologia, que ratifica inclusive a existência de outros personagens e acontecimentos bíblicos que muitas pessoas dizem ser mito. Jesus falou sobre Noé: "Como foi nos dias de Noé, assim também será na vinda do Filho do homem" (citado em Mateus 24:37). Esta declaração Dele já é suficiente para que eu creia ! Sobre o filme, o diretor mitologizou vários fatos, como a inclusão dos "Gigantes", talvez na tentativa de tornar o filme comercialmente mais atrativo, em cenas que mais parecem imitação do filme "Transformers", substituindo metal por pedras na composição dos Gigantes. Não há como assisti-lo sem fazer uma interconexão religiosa. E o roteiro sugere que a continuidade da existência humana deveu-se a um ato de bondade de Noé. Hoje, a arca é simbolizada por Jesus. Eu, pela fé, já estou Nela. Deus não mais julgará os homens por um dilúvio, mas através do fogo (2Pedro 3:10: "Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão").

  • Mhrj M.

    Se a história de noé existe ou não é uma questão de fé de cada um como qualquer outro livro da biblia,eu creio.

  • Charles S.

    Ela refere-se à versão bíblica como a "história real", ela apenas não se expressou da melhor forma possível. Francamente...

  • Charles S.

    Palavras obviamente vindas de alguém que, além de ateu, é um parvo. Carol, vc não tem a obrigação de crer em nada, mas tbm não precisa ir com tamanho desrespeito assim, q estupidez! Vc sabe q a Anonim@ refere-se à versão bíblica como a "história real", ela apenas não se expressou da melhor forma possível. Francamente... E sou agnóstico.

  • Marcelo A.

    kkkkkkkkkkkkkkkk

Mostrar comentários
Back to Top