Meu AdoroCinema
1408
Críticas AdoroCinema
3,0
Legal
1408

Pague para entrar e aproveite sua estada

por Roberto Cunha
Começar um filme de suspense com uma cena de carro na estrada, numa noite de chuva e música no clima está longe de ser novidade. Pelo contrário, 1408 é um obra nova que deixa claro que bebeu nos clássicos do gênero. Reza a lenda que a trama, uma história do mestre do terror Stephen King, foi baseada num fato real ocorrido num hotel da Califórnia. Não é fácil filmar as entrelinhas de King, já conseguiram belos trabalhos, como O Iluminado e Louca Obsessão, mas pode ser que ele seja melhor quando não se baseia em algo real.

O filme de Mikael Hafström (Fora de Rumo) usa vários clichês para dar sustos e as citações - claro - são muitas. A começar por um quarto delirante (A Hora do Pesadelo), a roupa de neoprene (de mergulhadores e surfistas) batizada de "Psycho", os corredores de O Iluminado (não chegou aos pés do original), o carrinho de O Bebê de Rosemary e a própria cortina do banheiro de Psicose. Está tudo ali.

Talvez o maior mistério e também o que mais assusta em 1408 é a participação de Samuel L. Jackson (no cachê mais mole da carreira), Tony Shalloub (outro que faturou na moleza) e John Cusack. Este último carregou o filme nas costas, tendo que se virar do avesso para viver um escritor numa história um tanto quanto kafkaniana. O personagem dele escreve guias sobre coisas mal assombradas e dá suas cotações (haja criatividade) em caveiras. Só que o cara não acredita em nada e, tremendo descrente, se depara com o desafio de se hospedar no tal quarto 1408. Uau! A soma é igual a 13!!

Destaque para o humor negro na escolha da música do Carpenters (do sugestivo título de We've Only Just Begun) como elemento de assustar e para o off da recepcionista do hotel, salientando "o sistema expresso de fechamento de conta". Mancadas? Fico com a falha do roteiro que afirma que nada eletrônico funcionaria no maldito quarto, mas tudo funciona dentro e fora dele como percebemos até o final da história. E olha que foi uma das poucas falas do personagem de Jackson.

Os efeitos especiais são bons e bem aproveitados. São várias seqüências legais. Pena que algumas foram mostradas no trailer, quebrando um pouco o impacto. O resultado final, se não compromete, também não chega a ser grande coisa. Mas não se assuste. Vale o ingresso.
Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema

Comentários

  • Josmar D.
    ótimo filme , só gostaria de entender que soma é essa com 1408 que da 13
  • Josmar D.
    obrigado pela resposta BRENO , agora entendi
Mostrar comentários
Back to Top