Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Alto Mar: Marco Pigossi revela como novelas ajudaram seu trabalho na série da Netflix (Entrevista Exclusiva)
    Por Katiúscia Vianna — 20 de ago. de 2020 às 13:31

    O ator também fala sobre os desafios de interpretar em espanhol e a estranha conexão da série com o Coronavírus.

    O povo brasileiro é conhecido por se "virar nos 30" e Marco Pigossi poderia ser um bom exemplo desse ditado. Depois de anos interpretando diversos papéis nas novelas, o moço investe em territórios internacionais graças à Netflix. Além de atuar em inglês na australiana Tidelands, ele aposta no espanhol para ser um destaques da terceira temporada de Alto Mar.

    Essa é uma série que faz parte da popular moda de séries espanholas da plataforma — algo liderado por fenômenos como La Casa de Papel. Na trama, Pigossi se junta ao elenco como Fábio, um espião da inteligência britânica que precisa encontrar um vírus mortal dentre os passageiros de um navio. E sabe quem ajudou o ator nos preparativos para um papel tão sagaz? Justamente o principal produto brasileiro: sua experiência em novelas.

    "Como sempre digo, as novelas no Brasil são sempre uma mistura de todos os gêneros. Dependendo do personagem e da trama, você passeia por todos os estilos e isso te traz um aprendizado incrível. O mais legal é que tinha uma experiência em fazer policiais por A Regra do Jogo, mas um espião dos anos 50 é completamente diferente. O desafio ali foi deixar uma certa dubiedade. É um personagem que está sempre atuando", contou Marco Pigossi, em entrevista exclusiva para o AdoroCinema.

    O desafio de Marco Pigossi ao trabalhar em espanhol

    Mas seus desafios foram além de interpretar um papel com carisma suficiente para atrair o público, ao mesmo tempo que cause desconfiança nele. A questão é fazer isso tudo, sem ser em sua língua nativa. Nesse aspecto, Pigossi agradece muito a parceria com sua colega de cena, Ivana Baquero — sim, a menina de O Labirinto do Fauno cresceu e se tornou estrela da Netflix. Marco conta como os dois se tornaram grandes amigos e ela pode ajudá-lo a conhecer os bastidores de um set num país estrangeiro.

    "A Ivana é uma atriz incrível. Algumas vezes me ajudava com a pronúncia e estava sempre disponível para ensaiarmos e pensarmos nas cenas juntos. Quando atuamos em outra língua, mudamos muito a maneira que somos. É uma outra 'embocadura', ou seja, muda o tom da voz, o jeito de falar, a velocidade da fala. Para mim, o que faço é tentar ao máximo viver e experienciar a língua para que de alguma maneira seja natural. "

    Alto Mar e sua relação com o Coronavírus

    Outra curiosidade de Alto Mar é que, sem querer, sua terceira temporada dialoga com a pandemia global causada pelo Coronavírus. Afinal, gira em torno desse vírus mortal que pode causar grandes danos na humanidade. Ainda mais num ambiente fechado como um navio... "A grande diferença é que, na série, o vírus foi criado por alguém, com o objetivo de criar o caos, então pode encontrar um antídoto. Já no nosso caso, as coisas não são bem assim, a cura ou a vacina é um processo longo. A realidade e a ficção sempre andam paralelas, não!? A vida imita a arte, ou a arte imita a vida? Acho que os dois. Mas esse caso não é uma coincidência feliz."

    Alto Mar pode ter chegado ao fim, mas essa não será a última vez que Marco Pigossi aparecerá na Netflix. Ele já está confirmado numa nova produção nacional da plataforma, Cidade Invisível, de Carlos Saldanha. Marco não pode revelar muito sobre o assunto, mas descreve o projeto como "uma série com temas muito brasileiros". Afinal, depois de dar o ar de sua graça em obras de fora, está na hora dele mostrar o que há de especial na nossa terrinha para o mundo, não é mesmo?

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top