Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    De Jornada nas Estrelas a Discovery: A história e a evolução da franquia Star Trek
    Por Vitória Pratini — 1 de out. de 2017 às 07:24
    facebook Tweet

    Star Trek: Discovery chegou à Netflix e esta é a hora de você conhecer o restante da franquia.

    Vida longa e próspera. A famosa saudação dita pelo Sr. Spock (Leonard Nimoy) em Jornada nas Estrelas atualmente é conhecida mundo afora na cultura pop. 

    A clássica série dos anos 60, que (pasme!) não fez sucesso na primeira vez que estreou nas telinhas, gerou inúmeros filmes e séries de TV, sendo a mais recente delas Star Trek: Discovery, que está em cartaz na Netflix, com novos episódios todas as segundas-feiras.

    Que tal descobrir um pouco mais sobre a franquia criada por Gene Roddenberry? Venha fazer conosco essa 'jornada nas estrelas'.

    Gene Roddenberry e a U.S.S. Enterprise.

    Após começar a carreira como policial em Los Angeles, Eugene Wesley Roddenberry resolveu começar a escrever roteiros de séries policiais e de faroeste. Vendo a possibilidade de um novo sucesso, Gene Roddenberry – como viria a ser conhecido - tentou emplacar o sucesso de algo que vinha trabalhando há algum tempo: Star Trek.

    Segundo ele, Jornada nas Estrelas era "o primeiro conceito [de ação, aventura e ficção científica] com personagens centrais fortes e outros regulares recorrentes". Seria uma espécie de "Caravana", construído em torno de personagens que viajam para mundos parecidos com o nosso e acabam se deparando com a ação, a aventura e o drama, que formam a história principal.

    A franquia sempre foi sinônimo de inovação e representatividade, de fato seguindo o lema das produções e "audaciosamente indo onde ninguém jamais esteve". Para se ter uma ideia, Jornada nas Estrelas foi a primeira série de TV a mostrar um beijo interracial – entre Kirk (William Shatner) e Uhura (Nichelle Nichols). Já Star Trek: Voyager inovou trazendo uma capitã mulher (Kate Mulgrew) como protagonista, poderosa e destemida, cujo primeiro oficial era descendente de indígenas.

    Star Trek faz parte da cultura pop, assim como a cultura pop se inspira em Star Trek. A série original reunia elementos já conhecidos sobre ficção científica – e que seriam reprisados em outros programas como Perdidos no Espaço –, mas as produções da franquia não pararam nas telinhas e telonas. Com o crescente número de fãs, Star Trek passou a apostar em diferentes mídias, como livros, jogos e até fanfilms, que foram feitos por espectadores com a autorização da Paramount.

    Relembre, nas próximas páginas, a linha do tempo de sucesso de Jornada nas Estrelas.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top