Minha conta
    The Walking Dead é uma das piores séries do ano segundo a Variety. Por quê?
    Por Laysa Zanetti — 16 de dez. de 2016 às 18:38

    Temos algumas ideias.

    Sem medo de ser feliz, a Variety divulgou a sua lista das piores passagens do ano na TV. O critério que a equipe edital seguiu é bastante simples: buscaram "as maiores decepções, atrocidades e frustrações" que compuseram o panorama televisivo em 2016. E o resultado é que The Walking Dead perdeu apenas para Donald Trump como a pior atração que esteve na TV nos últimos doze meses.

    Confira abaixo, na íntegra, a justificativa do veículo para a escolha da série (inegável sucesso de audiência em números) entre as piores do ano:

    “Para sermos justos, a vida em um mundo zumbi pós-apocalíptico deveria mesmo ter empecilhos, e sangue será derramado. Mas arrancar cabeças apenas por esporte é um substituto preguiçoso para uma narrativa real ou desenvolvimento de personagem. Me interrompam se vocês já estiverem ouvido isso antes: Nosso alegre grupo de sobreviventes encontra uma nova comunidade, que é comandada por um cruel líder, que atormenta todos um por um. Escolha uma temporada, qualquer temporada. Estamos presos em um ciclo narrativo que saiu direto de Westworld. E após um gancho da sexta temporada ter deixado os espectadores resmungando sobre qual personagem favorito estaria na ponta errada de Lucille, a sétima temporada abriu com um episódio que foi tão grotesco que estava claro que padrões e práticas haviam sido esquecidos. À medida que um cartunesco Negan continua brincando com mais crueldade com as suas vítimas, a série brinca com os seus espectadores — que merecem coisa melhor.”

    2016 está inserido em uma nova era de ouro da televisão, conhecida pelos "mestres do jargão" como Peak TV – peak sendo a tradução literal para auge. Em 365 dias, há mais horas de séries novas indo ao ar entre canais tradicionais e serviços de streaming do que há de horas disponíveis neste mesmo intervalo para que uma pessoa acompanhe todo este mar de conteúdo. E entre refilmagens preguiçosas e séries com audiência inexpressiva, é bastante provável que haja algumas mais trágicas do que The Walking Dead indo ao ar. E isso não significa que seu lugar nesta lista esteja injustificado, porque o alcance é uma parte importante deste resultado.

    The Walking Dead é a maior fonte de lucros para a AMC e para a FOX Networks, que a distribui globalmente. Mas episódio após episódio, nos sentamos em frente à TV absorvendo 60 minutos de transmissão que não se justificam. A prova disso é a queda constante de audiência ao longo deste ano. É somente no primeiro ou no último episódio, ou naqueles que precedem um grande hiato, que de fato um grande acontecimento se apresentar. Estes causam infinito buzz nas redes sociais, inúmeras matérias na imprensa. E isolados valem a pena. Infelizmente, eles acabam justificando a existência de todo o resto. 

    Confira a lista completa da Variety:

    12º lugar: Arquivo X
    11º lugar: Notorious e Conviction
    10º lugar: Roadies
    9º lugar: Chelsea
    8º lugar: Top Gear
    7º lugar: Vinyl
    6º lugar: The 100 (RIP Lexa)
    5º lugar: Crisis in Six Scenes
    4º lugar: Entrevista de Billy Bush com Ryan Lochte no The Today Show
    3º lugar: Todos os telefilmes, documentários e episódios sobre o caso de JonBenet Ramsey
    2º lugar: The Walking Dead
    1º lugar: Donald Trump



    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    • Alex
      The 100 é ótima
    Mostrar comentários
    Back to Top