Meu AdoroCinema
    Oscar 2019: O Grande Circo Místico vai representar o Brasil na disputa de melhor filme estrangeiro
    Por Katiúscia Vianna — 11 de set. de 2018 às 13:36

    O filme de Cacá Diegues superou nomes como Ferrugem, Benzinho e As Boas Maneiras.

    É oficial: O Grande Circo Místico será o representante brasileiro na disputa pelo Oscar de melhor filme estrangeiro em 2019!

    O anúncio foi feito pelo Ministério da Cultura nessa terça-feira (11/09), numa decisão da comissão formada pela atriz Bárbara Paz, a produtora Lucy Barreto (Flores Raras), o presidente da Academia Brasileira de Cinema Jorge Peregrino e os diretores Flávio R. Tambellini (A Glória e a Graça), Jeferson De (O Amuleto), João Jardim (Janela da Alma) e Hsu Chien (Ninguém Entra, Ninguém Sai).

    Superando outros 21 candidatos, o filme de Cacá Diegues (cineasta que já representou o Brasil no Oscar outras 6 vezes!) é baseado no poema A Túnica Inconsútil, de Jorge de Lima, para contar os amores e desamores de um clã de artistas de circo, numa saga que perpassa gerações e séculos. Jesuíta BarbosaVincent CasselBruna LinzmeyerAntonio FagundesMariana Ximenes e Juliano Cazarré estão no elenco. Leia a crítica do AdoroCinema!

    O Grande Circo Místico só chega aos cinemas em 15 de novembro, mas você já pode conferir nossas entrevistas exclusivas com Cacá Diegues, Mariana Ximenes e Bruna Linzmeyer, durante a exibição do longa no Festival de Cannes! A próxima edição do Oscar acontecerá no dia 24 de fevereiro de 2019.

     

     

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Jonathan Kennedy
      O Brasil mais uma vez não vai ganhar o oscar uma pena, não escolhem o filme certo, porr@, assim não dá, Benzinho ou as Boas Maneiras era para ter sido escolhido, uma vez é por causa de Politica que nem o Aquarius agora é burrice mesmo.
    • Dheo C.
      Havia outros filmes com potenciais melhores q este. Nem perco meu tempo torcendo. Não faz o tipo d filme q a academia escolhe, porém espero estar enganado.
    • Vidamell Vida R.
      Mesmo sendo um filme que eu não assistir, vai mesmo assim. Ganha mais um Oscar, por favor!! Sei que esse filme nem chega aos pés de Central do Brasil.
    • Luiz Barbosa Da Silva Junior
      Concordo ! Chance perdida
    • Adriano V.
      Mais um ano sem Brasil... a pior coisa é que essa equipe que selecionou o filme como representante brasileiro já sabia que a recepção da crítica internacional tinha sido negativa (Variety e THR reprovaram o longa) e, mesmo assim, escolheram ele. Uma pena mesmo o Brasil não ser representado por sucessos de críticas como Benzinho (que irei assistir nesse final de semana) e Ferrugem, mais uma grande perda de chance...
    Mostrar comentários
    Back to Top