Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    "Odeio super-heróis, é uma besteira", critica Terry Gilliam, diretor de The Man Who Killed Don Quixote
    Por Renato Furtado — 6 de jun. de 2018 às 15:45

    Agora que finalizou seu tão sonhado projeto, o cineasta tem tempo para comentar todo e qualquer assunto.

    Agora que finalmente conseguiu lançar The Man Who Killed Don Quixote - longa que foi desenvolvido durante 25 anos, correu o risco de ser cancelado para sempre por causa de contratempos homéricos, mas que foi exibido como encerramento do último Festival de Cannes -, Terry Gilliam tem tempo de sobra para comentar todos os assuntos que passarem pelo seu radar. E quando se trata dos super-heróis, a mais forte tendência de Hollywood no momento, o cineasta não tem palavras muito agradáveis para utilizar:

    "Eu odeio super-heróis, é uma besteira. Vamos lá, amadureçam! Não seremos adolescente pelo resto de nossas vidas. É ótimo sonhar com grandes poderes. Os super-heróis sempre têm a ver com poder e é por isso que não gosto de super-heróis: eles sempre têm que vencer outros super-heróis poderosos. Vamos lá, um pouco de amor, paz e compreensão: é disso que precisamos", decretou Gilliam, ao ser questionado como The Man Who Killed Don Quixote se encaixa no panorama atual da indústria (via The Playlist).

    Portanto, não espere ver um longa de super-heróis do mesmo diretor de obras como Os 12 Macacos e Medo e Delírio. Apesar de seu surreal estilo cinematográfico - que muito bem poderia ser aplicado em produções mais ousadas baseadas em histórias em quadrinhos, fora da tradicional e "familiar" esfera da Marvel e da DC -, Gilliam realmente não tem interesse algum em seguir modas. Por isso, resta mesmo aproveitar The Man Who Killed Don Quixote - leia aqui nossa crítica para a aventura coestrelada por Adam Driver e Jonathan Pryce.

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    • 𝙾𝚣𝚢𝚖𝚊𝚗𝚍𝚒𝚊𝚜_𝚁𝚎𝚊𝚕𝚒𝚜𝚝𝚊 ⚔️
      Sou viciado em gibis de vários tipos, mas entendo que há os que não gostem do gênero, ninguém é obrigado. Não adianta xingarem o diretor nos comentários, por ele não ter a mesma visão, isso sim é mi mi mi.
    • Bernardo Bastos Guimarães
      Clap, clap, clap!!!!! Também considero uma baita bobagem filmes em cinema de super-heróis, um retrocesso para Hollywood, para a nobre arte, mas que, por ter agradado ao grande público e trazido bilhões de dólares de renda, vai se estender por mais alguns anos. Sim, um pouco de amor, paz e compreensão: é disso que precisamos. Não gosto igualmente dos filmes dele, mas está certíssimo!E com isso ultrapasso minha marca de 1000 comentários aqui. rsrs
    • Junior Oliveira
      Corno falido! Não bastou dirigir um bocado de filme inútil, teve que perder dinheiro com essas merdas! Dizem por aí que o Ricardão usou o BAFTA que ele ganhou nos tempos de Monty Python pra dar prazer à esposa dele. Bem feito, semanas e semanas no set de filmagem, tem que ser corno mesmo!
    • Mickael B.
      deve ter esquecido que também já foi criticado na época de Monty Python. realmente foi infeliz no que disse
    • Danilo
      Uma coisa é dizer que não gosta porque acha besteira e coisa de adolescentes, outra coisa é afirmar que é uma besteira e pedir para os outros crescerem, no mimíni foi uma declaração infeliz!!!
    • Bruno
      Tá com inveja esse corno falido
    • Jc V.
      Gosto é gosto, beleza tio.Mas tem filmes de super-heróis realmente muito bons e densos tipo Cavaleiro das Trevas, V de vingança, Superman (original), etc. E tem outros que são realmente uma completa bobagem como Guardiões da Galáxia, Esquadrão Suicida, Guerra Civil, etc.Ou seja, não dá pra botar tudo no mesmo saco.
    • Vidamell Vida R.
      Tá, entendo que Super-herois é coisa pra adolescente, eles têm poderes, vencem o mal, e coisa tal, mas por favor os super-herois foram as melhores coisas que foram criadas(na minha opinião).Mas se é opinião dele, não vou interferir, mas aviso, vai ferir(já feriu)os corações dos fãs de Super-herois.
    • Diego
      Curiosamente ele foi sondado para dirigir Watchmen e chegou até mesmo a ter um conceito para o fim do filme.
    • Lucas D.
      Numa coisa ele tem razão, filme de super herói é coisa de criança
    Mostrar comentários
    Back to Top