Minha conta
    Sean Penn manifesta desinteresse em atuar: "Não estou mais apaixonado por isso"
    Por João Vitor Figueira — 22 de mar. de 2018 às 16:42

    Duas vezes vencedor do Oscar, Penn prepara seu primeiro romance. "Algumas pessoas, eu sei, vão gostar de verdade. Outras vão detestar. E é isso que eu gostaria de dizer sobre mim, sabe?"

    Emma McIntyre/Getty Images

    Duas vezes vencedor do Oscar, Sean Penn afirmou que se desencantou com a profissão de ator. Aos 57 anos de idade, o artista americano concedeu uma entrevista ao programa CBS Sunday Morning na qual contou que não tem mais paixão pela atuação.

    "Atuar pode ser um ótimo exercício quando você está trabalhando com bons atores ou bons diretores ou bons roteiristas", revelou. "Mas será que eu acredito que há um valor duradouro nisso? Talvez eu pudesse fazer ter essa discussão intelectualmente. Mas eu não tenho uma visceralidade... Eu não estou mais apaixonado por isso", desabafou o ator que tem mais de 40 anos de carreira. Ele ainda disse que se sente assim "há algum tempo".

    Com mais de 60 trabalhos como ator em filmes e séries, Penn já dirigiu cinco longas-metragens em sua carreira, incluindo o cultuado Na Natureza Selvagem (2007) e o seu trabalho mais recente, a bomba A Última Fronteira (2016). O ator venceu o prêmio de atuação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas por suas performances em Sobre Meninos e Lobos (2003) e  Milk - A Voz da Igualdade (2008). Ele também já dirigiu videoclipes para artistas como Bruce Springsteen e Peter Gabriel, além de ganhar as manchetes por seu ativismo político.

    Para além do cinema e do audiovisual, Penn tem investido sua criatividade na literatura. Seu primeiro livro, intitulado Bob Honey Who Just Do Stuff chega às livrarias ainda neste mês de março. A trama acompanha um homem solitário de meia idade envolto no conturbado contexto das eleições presidenciais dos Estados Unidos em 2016. Ele se torna um assassino e usa como arma uma pequena marreta.

    "Algumas pessoas, eu sei, vão gostar de verdade. Outras vão detestar. E é isso que eu gostaria de dizer sobre mim, sabe?", disse Penn ao falar sobre como ele acha que o livro vai impactar o público. 

    Apesar do desencanto, Penn ainda está envolvido com alguns projetos ainda inéditos como ator. O ator vai interpreta Andrew Jackson, o 7º presidente dos Estados Unidos, na minissérie American Lion. Ele também vai atuar no drama biográfico The Professor and the Madman e na série The First.

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    • Marcos Adriano Dams
      É uma pena, mas a decisão é dele
    • Flower i.
      É melhor ele sair mesmo agora; pode vir alguém e acusa-lo de assédio. Falando sério, ele já tem 2 Oscars, vasta trajetória, pra que forçar a barra? E, além de tudo, ele é uma pessoa que gosta de emoções fortes... Casou com a Madonna quando ela estava lá no topo, descasou aparentemente sem levar $$ dela, sendo ainda um quase desconhecido, depois é que sua carreira deslanchou.Está em bom momento pra ir buscar novas experiências, e mostrar versatilidade.
    • Bernardo Bastos Guimarães
      A gente não precisa exercer a mesma atividade profissional a vida inteira. Só temos uma vida, e ela pode ser múltipla! Simultaneamente, exercermos várias atividades profissionais, ou uma após outra, conforme o tempo. Eu mesmo já modifiquei um pouco meu campo de ação, sempre em busca de maior satisfação. Dinheiro, principalmente salário, não pode nos escravizar. Às vezes receberemos menos em dinheiro, mas ganharemos mais em alegria, satisfação, e isso é a felicidade! Há casos até de pessoas que desempenharam a vida toda um trabalho e, ao se aposentarem, é que foram fazer o que realmente gostariam... ou seja, foram ser felizes! É o caso que li, recentemente, de um médico, que já idoso tornou-se carpinteiro.
    Mostrar comentários
    Back to Top