Minha conta
    Festival de Cannes 2015: Filme italiano traz a fantasia sombria dos contos de fadas
    Por Francisco Russo — 13 de mai. de 2015 às 19:11

    O Conto dos Contos, novo longa-metragem do diretor Matteo Garrone, foi exibido hoje para a imprensa mundial.

    Pode-se dizer que muito da fama obtida pelo diretor italiano Matteo Garrone deve-se ao Festival de Cannes. Afinal de contas, foi nele que faturou duas vezes o Grande Prêmio do Júri, por Gomorra e Reality - A Grande Ilusão, o que lhe trouxe uma boa projeção no meio artístico internacional. Neste ano, Garrone retorna ao festival com seu mais novo trabalho: O Conto dos Contos. Um filme bem diferente do que seu público está habituado a ver. Se em seus dois longas anteriores o diretor buscou trabalhar com a realidade nua e crua - por mais que em Reality haja um deslumbramento em relação aos reality shows, ainda assim ele é bem pé no chão -, aqui a opção é completamente o oposto. O Conto dos Contos lida com o lúdico e o fantasioso, de forma a construir três histórias que dialogam abertamente com o fantástico.

    Inspirado no livro homônimo, escrito por Giambattista Basile no século XVII, o diretor (e também roteirista, ao lado do trio Edoardo AlbinatiUgo Chiti e Massimo Gaudioso) constrói um filme inspirado nos contos de fadas clássicos da forma como eles são originalmente, ou seja, sem medo de sangue e situações sombrias. Esta simples característica já dá ao longa um tom diferente ao dos trabalhos habituais no gênero, o que por vezes surpreende. Além disto, há um capricho especial nos aspectos técnicos da produção, como direção de arte, maquiagem e fotografia. Por mais que traga uma proposta bastante interessante, e três tramas com desdobramentos que também lidam com o fantástico, O Conto dos Contos até prende a atenção mas em poucos momentos consegue realmente brilhar. As idas e vindas entre as historietas prejudicam o ritmo de cada uma delas, por mais que haja uma unidade visual que torne o longa uniforme. A trilha sonora de Alexandre Desplat é outro destaque, pelo tom adotado de poesia sombria. Até o momento, O Conto dos Contos é o melhor filme exibido no Festival de Cannes - o que não quer dizer muito, afinal de contas ainda temos 11 dias pela frente. Não seria surpresa alguma caso abocanhasse um prêmio de melhor contribuição artística, concedido pelo júri presidido pelos irmãos Joel e Ethan Coen.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top