Minha conta
    Um anti-Forrest Gump? A comédia romântica mais injustiçada de Adam Sandler celebra 20 anos
    Evelyn Souza
    Evelyn Souza
    Conquistada pela cultura pop, Evelyn adora assistir e discursar sobre filmes teens, de todas as gerações, e aqueles que quase ninguém ouviu falar. Além de ser dorameira e tentar usar seu coreano ínfimo em todas as oportunidades.

    Embriagado de Amor, sem dúvida o filme mais excêntrico e poético de Paul Thomas Anderson, completa 20 anos de seu lançamento e está disponível para aluguel.

    Lançado nos cinemas há apenas 20 anos, em janeiro de 2003, Embriagado de Amor é sem dúvida a obra mais incompreendida do cineasta Paul Thomas Anderson. Antes de Sangue Negro e depois de Magnólia, dois impressionantes afrescos monumentais, o diretor encenou neste Punch-Drunk Love, no original, uma surpreendente comédia romântica.

    Embriagado de Amor
    Embriagado de Amor
    Data de lançamento 16 de maio de 2003 | 1h 35min
    Criador(es): Paul Thomas Anderson
    Com Adam Sandler, Emily Watson, Philip Seymour Hoffman
    Usuários
    3,6

    A história nos apresenta Barry Egan, interpretado por Adam Sandler. É um empresário sufocado desde criança pelas sete irmãs. Ele sente uma lufada de ar fresco quando a colega de uma delas, Lena, vem ao seu encontro. Mas, ao mesmo tempo, uma garota de programa, para quem ele ligou para tentar fugir da solidão, o prende. Pela primeira vez, ele terá sua vida nas mãos.

    INCRÍVEL, MAS VERDADEIRO

    Pode parecer inusitado e surreal, mas é uma história verídica que está na origem do projeto Embriagado de Amor. Paul Thomas Anderson se inspirou em um artigo publicado na Time em 2001. Contava a história de David Phillips, engenheiro civil da Universidade da Califórnia que participou de uma oferta promocional de viagens aéreas.

    Ele acumulou cupons para 12.150 potes de pudim Healthy Choice. O “Pudding Guy” ganhou assim dois milhões de quilômetros de avião com um investimento de apenas 3.000 dólares. David Phillips serviu de modelo para a criação do personagem Barry Egan.

    Após o projeto de grande escala que foi Magnólia, um filme de 3 horas, Paul Thomas Anderson quis apostar em um filme mais curto e intimista, centrado em um único personagem principal. Assim, para viver Barry Egan, o diretor convocou Adam Sandler.

    Filhas de Adam Sandler terão salário alto em novo filme do pai na Netflix - e já têm contrato milionário para continuações

    O artista escreveu seu roteiro especialmente para o ator, sonhando em vê-lo interpretar certas cenas. O diretor de Embriagado de Amor é um fã absoluto do ator, que ele acha extremamente engraçado em todas as ocasiões. Observe que Paul Thomas Anderson também tinha Emily Watson em mente ao escrever seu roteiro.

    New Line Cinema

    Além disso, além dos papéis principais, a equipe de Embriagado de Amor é composta por muitos artistas não profissionais que concordaram em participar do filme. É o caso, por exemplo, das sete irmãs de Barry Egan (Adam Sandler) ou dos quatro perseguidores.

    Estes últimos também são realmente irmãos na vida. Da mesma forma, entre as sete irmãs do filme, quatro são realmente parentes. Com esse romance leve e incomum, Paul Thomas Anderson queria simplificar as coisas o máximo possível.

    CONVENÇÕES DE LIMPEZA

    Nesse sentido, ele se aproximou da comédia romântica tentando fazer uma varredura em todas as convenções do gênero. Seu principal objetivo era fazer um filme divertido e surpreendente, no qual o público nunca pudesse adivinhar o que viria a seguir.

    Esse gosto pela experimentação continuou no set. Toda a equipe não hesitou em filmar as cenas de diversas maneiras, mesmo que isso significasse que muitas coisas fossem cortadas durante a edição.

    Embriagado de Amor ganhou o prêmio de Melhor Diretor no Festival de Cinema de Cannes de 2002. Seu filme anterior, Magnólia, recebeu o Urso de Ouro no festival de Berlim de 2000. Infelizmente, Embriagado de Amor foi um fracasso comercial, apesar das excelentes críticas. Iria arrecadar apenas US$24 milhões em receitas mundiais para um orçamento estimado de 25 milhões.

    UM TRABALHO ENCANTADOR E OFF-SET

    O Le Monde descreveu Embriagado de Amor como um "filme estranho e encantador, com poesia ainda delicada". Por sua vez, o L'Express evoca um romance "encantador, excêntrico e poético".

    Já o jornalista Olivier Pélission elogiou Adam Sandler, "incrível no papel anti-Forrest Gump, e Emily Watson e Philip Seymour Hoffman estão excelentes". A Positif, revista referência em cinema, também adorou o filme. “Embriagado de Amor é um filme edificante, e não é sempre que você vê comédias tão bem representadas.”

    New Line Cinema

    A Première chegou mesmo a fazer uma comparação de prestígio: “Apostamos que Embriagado de Amor será para Adam Sandler o que O Show de Truman foi para Jim Carrey”, afirmou a revista.

    Embora o trabalho de Paul Thomas Anderson não tenha se tornado tão popular quanto o longa-metragem de Peter Weir, ainda assim é tão surpreendente e excêntrico. Embriagado de Amor Love está disponível para aluguel no Prime Video e Apple TV.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Back to Top