Minha conta
    Jurassic Park - Parque dos Dinossauros
    Média
    4,6
    3148 notas
    Você assistiu Jurassic Park - Parque dos Dinossauros ?

    79 Críticas do usuário

    5
    48 críticas
    4
    21 críticas
    3
    6 críticas
    2
    4 críticas
    1
    0 crítica
    0
    0 crítica
    LeandroMM
    LeandroMM

    Seguir usuário 21 seguidores Ler as 59 críticas

    5,0
    Enviada em 13 de fevereiro de 2013
    Filme brilhante, só de pensar que já se passaram tantos anos e não ficou ultrapassado, pois os efeitos visuais e especiais impressionam até hoje. Arrepio só de lembrar a primeira vez que vi o filme. Obrigado Steven Spielberg e Michael Crichton, esse foi um dos melhores filmes que já assisti na minha vida. Na época eu era criança e curtia muito os Dinossauros. Quando vi na telona, um filme dar vida aos dinossauros com uma história fantástica sobre clonagem, fiquei completamente impresssionado. Espero ansiosamente pelo relançamento em 3D.
    Henrique Zimmermann T.
    Henrique Zimmermann T.

    Seguir usuário 9 seguidores Ler as 2 críticas

    5,0
    Enviada em 18 de agosto de 2013
    Eu assisti ao filme em 3D na sexta e no sábado, aqui estão as minhas impressões.
    É impressionante como a conversão para o formato tridimensional foi bem feita. Realmente, parece que o filme foi produzido em 3D nativo. Foi curioso assistir a um filme que já vi (literalmente) centenas de vezes e ele parecer estranho, diferente. Logo na primeira imagem do filme, as árvores que se movem, já surge a sensação de que algo novo está vindo. Vi tantas vezes essa imagem, mas a noção de profundidade dada pelos galhos que se sobrepõem no espaço me espantou, pois meu cérebro estava acostumado com a imagem plana daqueles mesmos galhos. É como se tivesse passado 20 anos assistindo o filme usando óculos embaçados e, de repente, os retirasse. O efeito 3D é muito confortável aos olhos, a imagem é nítida e realista ao longo de todo o filme, em poucos momentos ela me pareceu "falsa". Nunca vi um filme 3D tão nítido e confortável como esse (e olha que quem está escrevendo NÃO se impressionou com o 3D de Avatar...).

    O 3D me chamou a atenção especialmente em alguns momentos do filme, como quando a câmera mostra de perto o mosquito nas mãos de Rostagno (ver aquele mosquito flutuando dentro do âmbar é impressionante). Ou em cenas externas, com várias camadas de profundidade, como a escavação em Montana, a debandada dos Gallimimus, os jipes se deslocando nas colinas (quando chegam na ilha), os Explorers atravessando o portão do parque. A terceira dimensão dá uma bombada também nos takes em que vemos os pés dos raptores, naqueles momentos em que a câmera está rente ao chão e vemos as passadas dos dinossauros.

    Percebi que a versão 3D do filme conta também com modificações no próprio filme. As cores estão mais vivas, e isso é mais visível pelas faixas dos jipes, que estão nitidamente mais "vermelhas", antes elas eram meio alaranjadas. O som continua o mesmo, mas percebe-se que os rugidos do T. rex e dos velociraptores foram aumentados em volume e tem um componente de graves maior, deixando eles mais "profundos".

    Eles até se atreveram a corrigir erros do filme! Sabemos que o Jurassic Park tem uma lista de cerca de 150 erros de continuidade ou de equipamento e pessoal da produção aparecendo em algum ponto da tela. Percebi que alguns erros mais graves foram corrigidos
    1 - Aquela lâmpada, num tripé ao lado de uma planta em vaso, quando o T. rex capota o Explorer. Elas não estavam lá, apagaram elas digitalmente.
    2 - A lâmpada que aparece atrás do Muldoon quando ele passa por baixo de um tronco de árvore, momentos antes de ser morto. Ela foi disfarçada de "feixe de luz natural".
    3 - Não se vê mais a sujeira na câmera quando o helicóptero voa em direção ao por-do-sol, no fim do filme, naquele momento em que aparece o nome do Spielberg. Ela sempre me incomodou, e a turma da conversão fez o favor de removê-la.

    Mas, junto com os outros menores, alguns erros graves permaneceram:
    1 - A toalha do Hammond que muda de cor, quando estão no trailer em Montana.
    2 - A mão que apóia o raptor quando ele entra na cozinha.
    3 - O reflexo do membro da equipe quando Grant e o raptor estão se empurrando na porta da sala de controle.

    Como em Brasília só tem um cinema exibindo o filme, em uma cópia dublada, tive que assistir dublado. Não é a dublagem clássica, original do VHS (Estúdio Alamo), é a dublagem que chamo "da Globo". Ela não é tão boa quanto a original, os dubladores não acertam o tom das frases, pois o humor do filme é baseado em diálogos irônicos, que não são expressos nessa dublagem. Mas o ponto positivo dela é o timbre das vozes do Malcolm e do Muldoon, que são muito próximos das vozes dos atores originais.
    Ricardo L.
    Ricardo L.

    Seguir usuário 46.089 seguidores Ler as 2.249 críticas

    5,0
    Enviada em 2 de outubro de 2017
    Um dos filmes da minha vida! Top 10 com certeza. quando lembra de dinossauro, automaticamente lembra-se de Jurassic park, Vugo Park dos dinossauros. Um sucesso de critica e público em todo mundo, Filme que mostra a volta dos Dinossauros a terra depois de milhões de anos, isso tudo com efeitos incríveis de cair o queixo, some e imagem deslumbrantes. Atuações ótimas de Sean Niel, Laura Dern, Richard Attenborough, Samuel L. Jackson e Jeff Goldeblum. Um filme que marcou e marca a vida de milhares de pessoas pelo mundo.
    Jhonathan C.
    Jhonathan C.

    Seguir usuário 2.723 seguidores Ler as 415 críticas

    5,0
    Enviada em 21 de novembro de 2014
    Na minha opinião, é um dos melhores filmes do século xx. Não é a toa, afinal, Steven Spielberg é um dos melhores diretores que existe, com tamanha competência, criatividade e muita ousadia. Esplêndidos efeitos especiais. O elenco se saiu muito bem. Sem dúvidas, o mundo de Dinossauros apresentado por Spielberg nos fez ficar maravilhados e surpreso com tanta grandeza. Um filme marcante.
    Alê **
    Alê **

    Seguir usuário 2 seguidores Ler as 28 críticas

    2,5
    Enviada em 9 de fevereiro de 2012
    Esse filme é ótimo. Tem a minha idade e dá de 10 a 0 nos efeitos de muitos outros!!!  A cena da cozinha e a do carro com as crianças são as melhores.  Pra mim só ficou vago o fato de as passadas do T-Rex serem super lentas. Porque pelo tremor, é como se ele ficasse em um pé só, se equiibrando. O filme é tão bom que a 'Globo' demorou anos pra colocá-lo na 'Sessão da Tarde'.
    anônimo
    Um visitante
    5,0
    Enviada em 23 de outubro de 2019
    Jurassic Park é, quem sabe, o melhor filme ''comercial'' já feito. Aqui Spielberg acerta em cheio quase todas as caixinhas e realiza um filme divertido, provocativo, e, acima de tudo, atemporal. NOTA : 9.0 / 10
    Ricardo A.
    Ricardo A.

    Seguir usuário 128 seguidores Ler as 174 críticas

    4,5
    Enviada em 14 de março de 2018
    Spielberg, sendo Spielberg. Uma vez vi uma entrevista dele dizendo que ele gosta de fazer filmes para contar histórias para seus filhos, coisas que valem a pena ser contadas. Quando se fala de filme de dinossauros este é o marco, e também serve de comparações para outros posteriores do gênero, sobre qualidade, roteiro e atuação, inclusive das próprias sequências da trilogia. Sam Neill está muito bem no papel mesclando sua rabugice contra crianças com seu encanto pelos animais. O filme tem ótimas cenas memoráveis. Da trilogia inicial este certamente foi o melhor filme.
    Fernando Schiavi
    Fernando Schiavi

    Seguir usuário 2.188 seguidores Ler as 389 críticas

    5,0
    Enviada em 28 de fevereiro de 2012
    Um marco na história do cinema! Este é o típico filme que exerce um fascínio imenso em todos, seja criança, adolescente ou adulto. Os dinossauros sempre foram alvos de inúmeras teorias e de muito estudo e pelo simples fato de pensar neles vivendo hoje em dia com os humanos é no mínimo instigante, além de muito criativo.

    Este filme moistra o milionário John Hammond que está prestes a inaugurar um parque de diversões revoilucionário, com dinossauros de verdade reproduzidos a partir de um fóssil de um mosquito que viveu há mais de 65 milhões de anos. Nos dias de hoje podemos então presenciar tironossauros, bronquiossauros, além de outros. Pressionando pelos investidores do parque, Hammond vai buscar a opinião de famoso e respeitados arqueólogos exploradores, que chegam ao local e tem a maior emoção de suas vidas convivendo de perto com o objeto de seus estudos e de adoração. Mas o que eles não esperavam é que por uma traição de um membro da equipe, a situação fugisse do controle liberando os dinossauros de suas cercas eletrificadas, causando pânico à todos os presentes no local.

    O filme tem o grande mérito de misturar uma ótima ficção científica em uma aventura fascinante, hipnotizante e que acaba misturando também um pouco de suspense, um pouco de humor, terror e cenas espetaculares em um mesmo contexto. As cenas noturnas na tempestade são o ponto alto da obra. Mas temos que ressaltar também alguns exageros e problemas na credibilidadfe de algumas cenas como a que as crianças conseguem segurar a porta impedindo a entrada de um dinossauro que por menor que seja tem toneladas de força a mais que os dois, ou na cena da queda de Tim com o carro nas árvoires e nem sair um pouco machucado que fosse, ou principalmente a cena de milhares de volts não matando o garoto na cerca,um segundo como aconteceu já bastaria para matá-lo. Mas este é o tipo de filme que devemos relevar esse tipo de falha e seguir em frente em nome da diversão.

    Este filme marcou sem dúvidas toda uma geração e é referência até hoje. Quase não se acredita que o filme já vai completar 20 anos de seu lançamento, e ao mesmo tempo o filme continua contemporâneo não apenas pela história mas também em relação aos efeitos visuais. Convenhamos que no início dos anos 90 os efeitos deram um gigantesco salto de qualidade e já faziam frente a muitos efeitos usados atualmente (Exemplo: O Exterminador do Futuro 2- O Julgamento Final, True Lies, Titanic, etc). A combinação dos efeitos com as maquetes eltrônicas dos dinossauros foram incrivelmente bem utilizadas, enquadrdas e inseridas na pós-produção e o resultado é perfeito. O incrível é que podemos assistir ao filme hoje e simplesmente nem perceber que os efeitos tem quase 20 anos de defasagem tecnológica, tamanha sua qualidade. Isso tudo, apesar dos monitores CRTs vistos em cena e de códigos de sistemas operacionais pioneiros e totalmente não-gráficos. Essa questão da teconologia dos efeitos da atualidade em contraste com um tema de milhões de anos atrás aguça ainda mais o espectador sem dúuvida alguma.

    Vemos aqui um bom roteiro de David Koepp, parceiro presente com frequência nas últimas décadas com Spielberg e que ainda para este filme tem o aval e ajuda fundamental do autor do livro em que o filme foi baseado, Michael Crichton. Um roteiro empolgante e com bom ritmo rescrito a quatro mãos. Mais do que merecido os Oscars de Efeitos Especiais, Melhores Efeitos Sonoros e Melhor Som, pois nenhum outro filme foi mais impactante e perfeito tecnicamente do que Parque dos Dinossauros. O elenco também é muito bom, encabeçado por Sam Neill, Laura Dern e Jeff Goldblum que protagonizou as cenas mais cômicas do filme, além de Richard Attenborough. Isso sem emncionar as crianças Joseph Mazzello e especialmente Ariana Richards, que se mostrou muito expressiva e carismática em cena. Infelizmente sua carreira não deslanchou e além de mais uma pequena participação na sequência deste filme, apareceu pouco e em filmes de baixo orçamento.

    De qualquer maneira vemos mais um de vários clássicos de Steven Spielberg, que a essa altura já havia feito grandes clássicos do nosso cinema e já tinha um status inabalável. Grande direção como só ele poderia nos propiciar. Um exelente início de uma trilogia inicial. Filme clássico e obrigatório para quelaquer pessoa que se diz cinéfilo. Um espetáculo visual, uma grande aventura!
    Ricardo B.
    Ricardo B.

    Seguir usuário 23 seguidores Ler as 23 críticas

    5,0
    Enviada em 12 de fevereiro de 2015
    Com algumas das melhores cenas de suspense de Steven Spielberg desde "Tubarão" (1975), esse filme é um espetáculo de efeitos e animatrônicos extremamente realistas, com ótimos, relacionáveis e memoráveis personagens, o que faz de "Jurassic Park: O Parque dos Dinossauros" uma clássica, nostálgica e divertidíssima aventura de ficção científica.
    anônimo
    Um visitante
    4,5
    Enviada em 31 de outubro de 2015
    Falo com toda sinceridade que "Jurassic Park" foi um dos grandes culpados por aumentar a minha paixão por cinema.Perdi as contas de quantas vezes assisti esse clássico,dirigido perfeitamente por Steven Spielberg.Com uma trilha sonora,edição de som e efeitos visuais belíssimos para a época.Assim como ele produziu suas obras antes desse filme.Ele consegue fazer de uma história simples,em uma aventura emocionante.Um grupo de pessoas,que envolve bons nomes no elenco.Como o lendário Sam Neill,e a peça importante que é Jeff Goldblum,e Laura Dern.
    Os dinossauros aqui estão bem representados,depois de 65 bilhões de anos,só podia ser obra do gênio Spielberg.

    -Filme revisto em 21 de Outubro de 2015
    -Nota 9/10
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    • Melhores filmes
    • Melhores filmes de acordo a imprensa
    Back to Top