Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    O Dilema das Redes
    Média
    4,0
    140 notas e 16 críticas
    distribuição de 16 críticas por nota
    6 críticas
    5 críticas
    3 críticas
    1 crítica
    0 crítica
    1 crítica
    Você assistiu O Dilema das Redes ?

    16 críticas do leitor

    Kamila A.
    Kamila A.

    Segui-los 4837 seguidores Ler as 637 críticas deles

    4,0
    Enviada em 22 de setembro de 2020
    Quando as primeiras redes sociais surgiram, ali pela metade da década de 90; e quando elas alcançaram o seu ápice, no meio dos anos 2000, enxergávamos nelas o potencial positivo de permitir a expansão dos nossos laços sociais na Internet - na medida em que essas redes permitiam que nos conectássemos a amigos de colégio, a familiares distantes, e, por que não, a novos amigos que ali surgiam, com base nos interesses em comum. Com o tempo, passou-se a perceber que estas mesmas redes sociais possuíam um potencial bastante nocivo - na medida em que ela não conseguia controlar discursos de ódio; propagação de fakes news; e, o que é pior, o que ela fazia com o uso de nossos dados, principalmente, no direcionamento de propagandas. O documentário “O Dilema das Redes”, dirigido por Jeff Orlowski, faz uma reflexão sobre o perigoso impacto humano que as redes sociais possuem. Para tanto, conta com depoimentos de profissionais que ajudaram a construir boa parte dessas redes - e que, hoje, pensam sobre as implicações dessas redes e das suas contribuições para a humanidade. Se você já se perguntou, alguma vez, por que apareceu a propaganda de um determinado produto que você estava procurando, no seu feed, como se aquela rede social adivinhasse os seus pensamentos. Se você já se perguntou, alguma vez, por que só aparecem determinados tipos de notícias no seu feed. Se você já se perguntou por que aparece no seu feed um tipo de conteúdo sugerido; então “O Dilema das Redes” vai ser um filme altamente esclarecedor para você. O documentário mostra muito bem como os algoritmos das redes sociais utilizam os nossos dados para manipular nossos pensamentos, para incutir desejos, para chamar a nossa atenção para algo. Numa analogia muito feliz feita no documentário, é como se fôssemos marionetes nas mãos de quem controla os nossos dados. “O Dilema das Redes Sociais” é um filme urgente e que cumpre o papel social do cinema em nos ajudar a compreender como chegamos na realidade em que nos encontramos. É preciso repensar a forma como nossos dados são utilizados pelas redes sociais. É preciso repensar algoritmos. É preciso repensar a responsabilidade social que as redes sociais possuem. É preciso repensar a forma como disponibilizamos os nossos dados nos diversos sites. Se você não ficar com a pulga atrás da orelha após assistir a este filme, então algo está muito errado! O dilema ao qual o título se refere também é nosso!
    Alexandre L.
    Alexandre L.

    Segui-los Ler as 2 críticas deles

    5,0
    Enviada em 14 de setembro de 2020
    Maravilhoso! Já até desativei todas minhas notificações! Vale muito a pena assistir. O documentário nos alerta sobre o que há de horrível por trás das redes e do grande dilema que é viver com elas e não ser usado por elas como cobaias.
    Pedro F.
    Pedro F.

    Segui-los 49 seguidores Ler as 194 críticas deles

    4,5
    Enviada em 14 de setembro de 2020
    Outro documentário muito importante no mundo em que estamos vivendo. Traz quase todos os problema que as mídias sociais tem nós causado e e causado à sociedade como um todo e é muito interessante. Apesar de não trazer nada de extremamente novo, já que muitas dessas coisas já tem sido nós ditas a euxastão, mas isso não tira de forma nenhuma o mérito de O Dilema das Redes. Precisamos proteger nossa democracia e nossa saúde mental!!!
    Alessandra A.
    Alessandra A.

    Segui-los 9 seguidores Ler as 4 críticas deles

    4,0
    Enviada em 18 de setembro de 2020
    O documentário aborda a problemática da manipulação das redes sociais na vida das pessoas, desde a escolha de produtos até a eleição, mostra como a democracia fica ameaçada quando a ferramenta é usada por pessoas poderosas e com intenções ruins, também comenta sobre a eleição no Brasil.
    Cleibsom Carlos
    Cleibsom Carlos

    Segui-los 1 seguidor Ler as 41 críticas deles

    2,5
    Enviada em 16 de setembro de 2020
    O documentário levanta questões contemporâneas que necessitam ser debatidas urgentemente, mas é raso ao analisá-las...Convém lembrar, por mais que isso seja desagradável, que o ser humano sempre foi individualista e egoísta e se prendeu a tribos, sempre teve uma queda para o fútil e a burrice e sempre se limitou ao próprio umbigo, e isso é bom, pois cada um deve ter a liberdade de viver como quer, mas esta "escolha" tem um preço. O ser humano não é um recipiente vazio e zumbificado, porque todas as atitudes que tomamos na vida, das pequenas e insignificantes às maiores e importantíssimas, envolvem uma escolha pessoal...Não estou aqui falando do engodo da meritocracia, e sim que dentro dos limites de nosso contexto social estamos sempre "escolhendo" entre uma coisa e outra e que a tecnologia, por mais poder que tenha, nunca tirará de nós esse poder de "escolher". A tecnologia apenas potencializou aquilo que já existia e precisava de um "gatilho" para explodir. Acho curioso quando as pessoas falam "que hoje as famílias não se conversam mais", porque elas também não conversavam antes, apenas a distração era outra como televisão, música, vídeo game, etc, etc...Que culpa tem a tecnologia se os pais parecem ter perdido a autoridade sobre os filhos? Então a tecnologia é culpada pela falta de educação das pessoas? As fake news não são culpadas se algum idiota acredita em diversas teorias estapafúrdias! E o próprio documentário usa de canalhice intelectual ao creditar às fake news as vitórias de Trump e Bolsonaro, pois, apesar de achá-los nefastos, sei que eles souberem atingir àqueles que não se sentiam representados pelo modelo de democracia que temos, por mais que seus discursos sejam vazios e odientos. Há uma insatisfação geral no mundo e a culpa não é da tecnologia! A verdade é que estamos vivendo uma crise da chamada "democracia representativa", pois esse sistema foi cooptado e não representa mais a população que o elege, sendo que o avanço desenfreado de Wall Street, que curiosamente não é citada uma vez se quer no documentário, apesar de ser lá que as coisas são "decididas", e do Vale do Silício estão incluídos neste contexto.
    Olivia Goldenrose
    Olivia Goldenrose

    Segui-los 13 seguidores Ler as 11 críticas deles

    3,5
    Enviada em 27 de setembro de 2020
    O roteiro joga contra os depoimentos ao colocar uma história fake intercalada com verdades cruas e ditas pelos seus personagens verdadeiros.
    Peterson Florindo
    Peterson Florindo

    Segui-los Ler as 11 críticas deles

    5,0
    Enviada em 21 de setembro de 2020
    O documentário aborda de maneira clara, direta e compreensível como as redes sociais e ferramentas de busca intensificaram os problemas de saúde mental em adolescentes e jovens adultos (ansiedade, insegurança, baixa autoestima, narcisismo, etc), e principalmente a polarização política entre adultos (ódio, intolerância, teorias da conspiração). Em tempos de pandemia, fake news e surto coletivo global, é um documentário bastante relativo para repensarmos como as redes nos afetam e, especialmente, como podemos tornar o mundo melhor (ou menos pior).
    Daniel N.
    Daniel N.

    Segui-los 4984 seguidores Ler as 601 críticas deles

    3,5
    Enviada em 13 de outubro de 2020
    Nada que não soubéssemos... mas assustador para quem tem filho pequeno, ainda mais pelos depoimentos dos "cabeças", que não permitem que os filhos tenham redes sociais. Que rumo incerto nos espera... sinistro.
    anônimo
    Um visitante
    3,0
    Enviada em 4 de outubro de 2020
    Se o óbvio fatalismo, sensacionalismo, e interesse escuso por trás de sua produção incomodam, O Dilema das Redes se redime em parte com sua ótima edição, direção dinâmica, e boa articulação na apresentação de seus temas. Eles encontraram uma maneira dinâmica e até divertida de desenvolver os argumentos, incrementando bons atores para simularem situações indiretamente geradas pelas redes sociais que podem ocorrer na vida real.
    Alex FreireRP
    Alex FreireRP

    Segui-los 1 seguidor Ler as 19 críticas deles

    5,0
    Enviada em 7 de novembro de 2020
    Necessário Eu sei que soa como clichê mas todos, absolutamente todos que fazem uso de redes sociais, seja qual for, Facebook, Instagram, YouTube, Whatsap, não importa qual, é uma necessidade assistir esse documentário por pessoas que ajudaram a criar essas ferramentas e apontam com clareza e simplicidade os malefícios que estão sendo causados neste momento, só para ficar em dois exemplos as divisões políticas e as fake news que manipulam opiniões, dividem e moldam a sociedade, o risco é iminente, a mudança é necessária mas para ela vir, os usuários (uma boa parte ao menos) precisam perceber a enrascada que estamos. Maravilhoso, claro que poderia ser maior, ter uma parte 2, mas atinge com maestria seu propósito e espero que abra os olhos de muitas pessoas pelo mundo como abriu os meus.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top