Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Uma Noite em Miami
    Média
    3,7
    58 notas e 3 críticas
    distribuição de 3 críticas por nota
    0 crítica
    3 críticas
    0 crítica
    0 crítica
    0 crítica
    0 crítica
    Você assistiu Uma Noite em Miami ?

    3 críticas do leitor

    Kamila A.
    Kamila A.

    Segui-los 4690 seguidores Ler as 627 críticas deles

    4,0
    Enviada em 21 de janeiro de 2021
    Baseado na peça teatral homônima escrita por Kemp Powers (autor também do roteiro da adaptação cinematográfica), o filme "Uma Noite em Miami", que marca a estreia da atriz Regina King como diretora, nem parece uma adaptação teatral. Sua trama é muito dinâmica e se passa na noite do dia 25 de fevereiro de 1964, momentos após a consagração de Cassius Clay (Eli Goree), como campeão mundial de boxe, no Miami Beach Convention Center. Nos eventos que iremos acompanhar, com a desculpa de comemorar o triunfo de Clay, se reunirão, num quarto de hotel, além do boxeador, o ativista e líder do Nacionalismo Negro, Malcolm X (Kingsley Ben-Adir, ótimo): o cantor e compositor Sam Cooke (Leslie Odom Jr., excelente); e o jogador de futebol americano e ator Jim Brown (Aldis Hodge). Em comum entre os quatro o fato de todos serem negros e figuras proeminentes - ou em ascensão - nos seus respectivos campos de atuação. "Uma Noite em Miami" se passa num momento histórico da luta negra, principalmente, a que era travada pelo Movimento dos Direitos Civis. Embora não fosse do mesmo grupo de outra liderança proeminante da época (Martin Luther King), Malcolm X, que era integrante da Nação do Islã, era um defensor dos direitos dos negros e um trabalhador fervoroso pela conscientização dos afro-americanos sobre os crimes que eram cometidos contra eles. No encontro imaginário que acontece entre os quatro personagens de "Uma Noite em Miami", assistimos a um debate interessante, principalmente no trabalho de convencimento que é feito por Malcolm X sobre o uso da celebridade para chamar a atenção a causas justas. O que o líder da Nação do Islã deseja dos seus colegas é algo simples: o posicionamento sobre o que realmente importa - a questão da segregação racial, que ainda era uma constante no sul dos Estados Unidos. Por isso mesmo, o que "Uma Noite em Miami" nos recorda é de que, na luta pela causa do movimento negro, pessoas brigaram por isso no passado, conseguindo alguns avanços; mas que a batalha ainda é árdua e permanece ativa. Não podemos - e, mesmo eu não sendo negra, me incluo nessa batalha, pois acredito que ela é de todos nós - abaixar a guarda. A mudança à qual Sam Cooke faz referência na letra de "A Change is Gonna Come", música que encerra o filme, ainda não chegou!
    Carlos P.
    Carlos P.

    Segui-los 94 seguidores Ler as 176 críticas deles

    4,0
    Enviada em 15 de fevereiro de 2021
    Primeiramente, a parte negativa que tenho visto nesse e em muitos filmes recentes é a quantidade de referências que tem no filme. Óbvio que pra começar a ver esse filme você tem que ter uma noção de quem são os personagens, mas às vezes o roteiro poderia pensar um pouco mais em quem quer conhecer mais sobre esses nomes do que em quem já os conhece. Fora isso o roteiro foi muito bem elaborado, me surpreendeu positivamente até. Quatros dos maiores homens negros de uma geração mostrando como combatem o racismo, cada um com sua visão(alguns mais moderados, outros mais radicais), o que os faz entrar em conflitos. O mais importante é que a escrita das falas é tão bem feita, que faz com que consigamos entender a visão dos quatro.
    Daniel W.
    Daniel W.

    Segui-los 27 seguidores Ler as 109 críticas deles

    4,5
    Enviada em 8 de fevereiro de 2021
    Um filme ótimo, demonstrado por perspectivas diferentes com que negros reagem ao racismo.Regina king conduz filme de forma brilhante que fazer ele passa tão rápido .
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top