Minha conta
    O Chamado da Floresta
    Nota média
    2,5
    publicações
    • Cinepop
    • Cineweb
    • Folha de São Paulo
    • O Globo
    • Screen Rant
    • The Guardian
    • Collider
    • Observatório do Cinema
    • Screen International
    • The Hollywood Reporter
    • Variety
    • Washington Post
    • Papo de Cinema

    Cada revista ou jornal tem seu próprio sistema de avaliação, que será adaptado ao sistema AdoroCinema, de 0.5 a 5 estrelas.

    críticas da imprensa

    Cinepop

    por Pablo Bazarello

    O que impressiona de verdade é o efeito que traz Buck à vida em tela. Sim, o cachorro aqui é completamente gerado por computadores [...] O "Chamado da Floresta", assim como seu protagonista, é um híbrido: entre o antigo e o moderno.

    A crítica completa está disponível no site Cinepop

    Cineweb

    por Neusa Barbosa

    Nessa façanha técnica residem ao mesmo tempo o ponto forte e o ponto fraco desta produção, que extrai do texto original boa parte do realismo e da violência das páginas de London, atenuando os rigores e maus-tratos à trupe de cães puxadores de trenós na nevada região do Yukon, Canadá.

    A crítica completa está disponível no site Cineweb

    Folha de São Paulo

    por Thales de Menezes

    “O Chamado da Floresta” é divertido e emocionante. Pode receber tranquilamente o selo de filme para toda a família. Mas algo parece incomodar. O que deveria ser uma das principais atrações do longa talvez provoque alguma estranheza na plateia.

    A crítica completa está disponível no site Folha de São Paulo

    O Globo

    por Daniel Schenker

    Nesse entretenimento tradicional, que cumpre as suas modestas ambições, a trajetória de Buck é emoldurada por oportunas menções à corrida do ouro e à chegada do telégrafo.

    A crítica completa está disponível no site O Globo

    Screen Rant

    por Sandy Schaefer

    O filme é elevado pela performance Harrison Ford. [...] Facilmente a coisa mais assustadora sobre "O Chamado da Floresta", Buck também é o elemento mais cativante.

    A crítica completa está disponível no site Screen Rant

    The Guardian

    por Peter Bradshaw

    O resultado é um pouco brega e você pode se sentir constrangido, mas é um entretenimento robusto e antiquado, com um toque real de contar histórias.

    Collider

    por Matt Goldberg

    "O Chamado da Floresta" sempre vai tão longe que, eventualmente, você se pergunta por que os animais simplesmente não falam se serão reproduzidos em movimentos tão amplos. Essa questão central prejudica o resto do cenário, onde a majestade do mundo natural é minada pela criatura CGI na vanguarda.

    A crítica completa está disponível no site Collider

    Observatório do Cinema

    por Aléxis Perri

    Filme do estreante em live-actions Chris Sanders retira do baú o gênero aventura, mas sem qualquer renovação ou essência humana.

    A crítica completa está disponível no site Observatório do Cinema

    Screen International

    por Fionnuala Halligan

    Uma versão superproduzida da clássica história de cachorros felpudos e um caso didático de por que e onde não usar CGI. [...] A humanidade sempre pode se beneficiar de algum aprimoramento digital; o melhor amigo do homem, nem tanto.

    A crítica completa está disponível no site Screen International

    The Hollywood Reporter

    por Frank Scheck

    Os resultados são visualmente desorientadores, para dizer o mínimo. Embora a equipe de efeitos especiais façam um trabalho tão bom quanto a tecnologia permite, o expressivo Buck nunca parece real. E você espera que ele e o resto dos animais cantem.

    A crítica completa está disponível no site The Hollywood Reporter

    Variety

    por Owen Gleiberman

    O estilo do filme, para ser franco, é mais do que um pouco falso. [...] No entanto, "O Chamado da Floresta" fica melhor à medida que avança.

    A crítica completa está disponível no site Variety

    Washington Post

    por Mark Lieberman

    Em uma era de entretenimento infantil que é sarcástico, auto-referencial e até meta, "O Chamado da Floresta" se destaca por seu esforço sério de entreter sem comentar sobre si mesmo ou sobre o mundo moderno.

    A crítica completa está disponível no site Washington Post

    Papo de Cinema

    por Marcelo Müller

    "O Chamado da Floresta" é aquele tipo de filme que mostra a persistência como o principal motor da felicidade. [...] o filme acaba tendo um gosto de comida requentada, além de um ritmo penoso e cansativo.

    A crítica completa está disponível no site Papo de Cinema
    Back to Top