Minha conta
    Me Chame Pelo Seu Nome
    Nota média
    4,5
    publicações
    • Ccine10
    • Cinema com Rapadura
    • Cineplayers
    • Critikat.com
    • Observatório do Cinema
    • Omelete
    • Papo de Cinema
    • The Guardian
    • The Hollywood Reporter
    • Variety
    • CineClick
    • Cinepop
    • Boston Globe
    • New York Times
    • O Globo
    • Screen International
    • Télérama
    • Washington Post
    • Chicago Sun-Times

    Cada revista ou jornal tem seu próprio sistema de avaliação, que será adaptado ao sistema AdoroCinema, de 0.5 a 5 estrelas.

    críticas da imprensa

    Ccine10

    por Igor Pinheiro

    “Me Chame pelo Seu Nome” traz uma história sobre amor e autodescobrimento, passando pela arte e pela sexualidade, quebrando essa expectativa de forma que nos faz refletir a maneira como encaramos algumas questões bastante debatidas na sociedade e perceber que ainda temos muito o que aprender, por mais desconstruídos que tentemos ser.

    A crítica completa está disponível no site Ccine10

    Cinema com Rapadura

    por Diogo Rodrigues Manassés

    Com um subtexto rico e um elenco muito competente – destaque para a revelação Timothée Chalamet –, o filme tem como pilares a indescritível ligação emocional do casal Elio e Oliver e a estética, em perspectiva sensual. Tecnicamente deslumbrante, sua grande lição é não ter medo de amar.

    A crítica completa está disponível no site Cinema com Rapadura

    Cineplayers

    por Francisco Carbone

    Com uma mise-en-scène de tirar o fôlego, onde passeia pelo quarto vazado dos protagonistas para espelhar suas reações, seus toques e olhares tão sutis que um espectador menos atento pode não captar todas as nuances visuais...

    A crítica completa está disponível no site Cineplayers

    Critikat.com

    por Fabien Reyre

    O filme inteiro se parece com os fabulosos cenários do campo italiano, marcado por uma leveza que nunca se confunde com preguiça, irradiando uma beleza pura e sem esforços, cuja própria simplicidade é fonte de múltiplas emoções.

    A crítica completa está disponível no site Critikat.com

    Observatório do Cinema

    por Giovanni Rizzo

    Me Chame pelo Seu Nome é um filme extremamente acertado em suas opções estéticas, onde tudo está organizado para revelar algum sentido. Essa relação com um tempo afetivo constrói um filme pautado nessa luz nostálgica que provoca certo maravilhamento...

    A crítica completa está disponível no site Observatório do Cinema

    Omelete

    por Natália Bridi

    "Call Me By Your Name" equilibra boas atuações, roteiro sincero e uma câmera precisa para contar uma jornada de amadurecimento espontânea, que fala de sexo com naturalidade, sendo erótico e ao mesmo tempo corriqueiro.

    A crítica completa está disponível no site Omelete

    Papo de Cinema

    por Robledo Milani

    Me Chame Pelo Seu Nome é mais um atestado da busca pela beleza empreendida pelo cineasta italiano Luca Guadagnino, porém não só, e, sim, muito mais do que isso. [...] Impossível permanecer indiferente, mais difícil ainda querer demonstrar qualquer reação contrária.

    A crítica completa está disponível no site Papo de Cinema

    The Guardian

    por Jordan Hoffman

    A magistral fábula de amadurecimento de Luca Guadagnino sobre a chama italiana entre um acadêmico visitante, vivido por Armie Hammer, e o filho de seu professor, interpretado por Timotheé Chalamet, é uma adição exponencial ao cânone queer.

    A crítica completa está disponível no site The Guardian

    The Hollywood Reporter

    por Boyd van Hoeij

    A química entre os dois homens é palpável e, principalmente, comporta as complexas emoções, expectativas e ideias dos personagens sem que eles sequer tenham que abrir a boca.

    A crítica completa está disponível no site The Hollywood Reporter

    Variety

    por Peter Debruge

    Por mais que nos intrigue com mistérios, Guadagnino recria o transformador verão de Elio com tanta intensidade que nós poderíamos estar vivenciando ele em primeira mão.

    A crítica completa está disponível no site Variety

    CineClick

    por Thamires Viana

    A atuação dos atores é um show à parte. [...] Me Chame Pelo Seu Nome não merece ser denominado apenas como um filme de drama gay. Ele é mais do que um drama e embora tenha sua temática voltada para um romance homossexual, se desmistifica da rotulação e fala apenas uma língua: a do amor...

    A crítica completa está disponível no site CineClick

    Cinepop

    por Raphael Camacho

    É uma trajetória de começo, meio e fim de emoções viscerais, onde somos testemunhas da beleza que é a sorte de amar. Essa construção do sentimento é feita de maneira intensa, sensual e com personagens carismáticos, inteligentes e com grande sede na arte do viver.

    A crítica completa está disponível no site Cinepop

    Boston Globe

    por Ty Burr

    Uma fábula de amadurecimento ricamente detalhada em termos emocionais e sexuais. Baseado em um romance, o filme se desenvolve de forma inovadora: através de olhares e observações lentamente acentuadas.

    A crítica completa está disponível no site Boston Globe

    New York Times

    por Manohla Dargis

    "Me Chame Pelo Seu Nome" é menos sobre amadurecimento [...] e mais sobre sensibilização. Dessa forma, é sobre a criação de um novo homem que, como a narrativa sugere, encontra liberdade para prazeres livres de uma identidade sexual definida.

    A crítica completa está disponível no site New York Times

    O Globo

    por Daniel Schenker

    A aclamação em torno de “Me chame pelo seu nome", produzido pelo brasileiro Rodrigo Teixeira, é compreensível. [Luca] Guadagnino imprime atmosfera sedutora [...] O trabalho dele, por si só, justificaria a ida ao cinema. Felizmente, filme tem diversas qualidades...

    A crítica completa está disponível no site O Globo

    Screen International

    por Fionnuala Halligan

    Mas aqui há sempre algo a ser visto ou ouvido, mesmo quando Guadagnino não está se mostrando ostensivamente. Ele tateia, seduz e provoca com sensorialidade...

    A crítica completa está disponível no site Screen International

    Télérama

    por Louis Guichard

    Um filme mais leve, menos introspectivo do que o livro original. Mas a inspiração proustiana permanece no retrato de uma classe social cujos membros são desprovidos de qualquer dificuldade material.

    A crítica completa está disponível no site Télérama

    Washington Post

    por Ann Hornaday

    Os prazeres da arte, música, culinária, beleza natural e despertar sexual são evocados e celebrados em "Me Chame Pelo Seu Nome" um quase impecável e apreciável filme que observa e obedece os ritmos lânguidos de um tórrido verão italiano.

    A crítica completa está disponível no site Washington Post

    Chicago Sun-Times

    por Richard Roeper

    Não há um momento em "Me Chame Pelo Seu Nome" que não seja visualmente composto e poucos dialógos fogem de insights ou provocações. Todos os três personagens masculinos [...] são altamente inteligentes e se agradam mutuamente em vários níveis.

    A crítica completa está disponível no site Chicago Sun-Times
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    • Melhores filmes
    • Melhores filmes de acordo a imprensa
    Back to Top