Minha conta
    A Mulher Mais Odiada dos Estados Unidos
     A Mulher Mais Odiada dos Estados Unidos
    em breve / 1h 31min / Drama, Policial
    Direção: Tommy O'Haver
    Roteiro Tommy O'Haver
    Elenco: Melissa Leo, Juno Temple, Josh Lucas
    Título original The Most Hated Woman In America
    Ver o trailer
    Usuários
    3,4 54 notas e 3 críticas
    Avaliar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse

    Na década de 1960, a ativista ateísta Madalyn Murray O'Hair decidiu lutar contra a religiosidade de seu país com o objetivo de criar uma sociedade mais laica ao conseguir que a Suprema Corte dos Estados Unidos derrubasse a obrigatoriedade da leitura da Bíblia nas escolas públicas. No entanto, este ato político gerou uma verdadeira onda de perseguições e ódio que Madalyn nunca pôde prever.

    Classificação indicativa a definir por http://www.culturadigital.br/classind

    Trailer

    Most Hated Woman In America Trailer Original 1:45
    Most Hated Woman In America Trailer Original
    1240 visualizações
    Pela web

    Elenco

    Melissa Leo
    Personagem : Madalyn Murray O'Hair
    Juno Temple
    Personagem : Robin Murray O'Hair
    Josh Lucas
    Personagem : David Waters
    Michael Chernus
    Personagem : Jon Garth Murray
    Ficha completa

    Comentários do leitor

    Rodrigo M.
    Rodrigo M.

    Segui-los Ler as 9 críticas deles

    3,5
    Enviada em 27 de abril de 2020
    Uma Biografia interessante, mesmo que talvez não tão fiel aos fatos. Conta a história de uma ativista em prol de um estado laico. Apesar de ateia, ela nunca quis impor o ateísmo a ninguém, sua busca era apenas por liberdade. O interessante é a contradição exposta no filme, enquanto os que se diziam religiosos destilavam seu ódio contra Murray, ela acolhia a todos sem distinção. Outro aspecto interessante é como muitas vezes a ...
    Leia Mais
    Kamila A.
    Kamila A.

    Segui-los 5541 seguidores Ler as 662 críticas deles

    2,5
    Enviada em 6 de agosto de 2018
    Além de ser o título do filme dirigido e co-escrito por Tommy O’Haver, A Mulher Mais Odiada dos Estados Unidos foi a alcunha pela qual Madalyn Murray O’Hair (que, no filme, é interpretada por Melissa Leo) passou a ser conhecida naquele país – após a divulgação de artigo de capa da revista Life, em 1964. Madalyn ganhou notoriedade nos Estados Unidos devido a uma ação judicial que impetrou em 1963 e que, devido a uma decisão ...
    Leia Mais
    Cesar Silva
    Cesar Silva

    Segui-los 2 seguidores Ler as 47 críticas deles

    3,5
    Enviada em 2 de julho de 2021
    Sinceramente, o filme é bem intrigante em seu desenvolvimento, pois, partimos de uma posição contra a imposição religiosa, no qual foi a luta de Madalyn Murray O'Hair, em um contexto em que isso era natural nas escolas e outros ambientes (1960) para uma explanação de uma vida corrupta e desonesta da mesma. O'Hair quando percebe que seu filho está sendo obrigado a ler a bíblia na escola, sendo que ele é ateu, ver a necessidade de ...
    Leia Mais
    3 Comentários do leitor

    Fotos

    11 Fotos

    Detalhes técnicos

    Nacionalidade EUA
    Distribuidor Netflix
    Ano de produção 2017
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades -
    Orçamento -
    Idiomas Inglês
    Formato de produção -
    Cor Colorido
    Formato de áudio -
    Formato de projeção -
    Número Visa -

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    • Thiago Soares Mota
      - 90º filme de 2.019 (o nono na Netflix) - Visto em 22/03...- Fui enganado pela sinopse desse filme! Esperava ver a história real de uma mulher ateia e sua luta em prol de um estado laico! Mas o filme, que até começa assim, se preocupa mais em mostrar o quanto de dinheiro ela ganhou com essa causa e as consequências que ela enfrentou! O mundo está cheio de pilantras que usam a fé das pessoas humildes pra ganhar dinheiro (e há boas cenas no filme que tratam disso, com o personagem do Peter Fonda) e no Brasil temos, como exemplo, Edir Macedo, R.R. Soares (que não é meu parente), Silas Malafaia e Waldomiro Santiago, entre outros! Mas uma ateia usar do mesmo artifício, foi a primeira vez que eu vi! Tirando a parte da pilantragem, a luta dela em prol de um estado laico é válida, uma vez que ela não queria impedir as pessoas de terem uma religião, mas sim, impedir que quem não compartilha dos mesmos princípios fossem regidos por eles! A sempre competente Melissa Leo faz bem o papel, mas os coadjuvantes são fracos! Com um diretor melhor, poderíamos ter um filme memorável! No geral, vale uma conferida...- Nota: 7,0/10 (bom)...
    Mostrar comentários
    Back to Top