Minha conta
    Garota, Interrompida
    Média
    4,4
    1120 notas
    Você assistiu Garota, Interrompida ?

    26 Críticas do usuário

    5
    10 críticas
    4
    6 críticas
    3
    7 críticas
    2
    0 crítica
    1
    1 crítica
    0
    2 críticas
    Évelyn C.
    Évelyn C.

    Seguir usuário 8 seguidores Ler a crítica

    4,5
    Enviada em 8 de outubro de 2013
    Susanna sofre do T.P.B, que não é o transtorno bipolar, e sim, borderline, no bipolar as oscilações são de humor, e ocorrem em períodos maiores, períodos de mania e outros de depressão. Susana apresenta um transtorno de personalidade onde as oscilações acontecem num mesmo dia, ela não tem certeza do que pretende, de seus valores, do que está sentindo, e acha que a solução para tudo isso é a morte. Ela consegue melhorar quando externiza esses pensamentos, é inteligente, idealista e enxerga no mundo uma tremenda hipocrisia. Porém, diferente de Lisa, ela é sensível e sente uma enorme culpa ao fazer ou falar algo que não devia em um momento de surto. A sociopata planeja machucar ao outro e sabe muito que suas palavras ferem o sentimento alheio, nota-se que a maneira que ela busca de se sentir confiante é manipular todos que estão ao seu redor.
    Garota Interrompida além de esclarecer a diferença entre sociopata, bipolar, e borderline, mostra vários dilemas, confusões e angustias que se passam na mente de diversas pessoas, talvez com uma menor intensidade. Louco é não conseguir controlar a própria loucura, sadia loucura.
    Mauro G.
    Mauro G.

    Seguir usuário 13 seguidores Ler a crítica

    5,0
    Enviada em 26 de setembro de 2013
    Excelente! O único filme que consegue mostrar de forma clara o TPB - Transtorno de Personalidade Bipolar....e ainda o que é uma sociopata, tão excepcionalmente interpretado pela Angeline Jolie que arrematou o Oscar por que não tinha para mais ninguém mesmo...só deu ela nesta interpretação!
    vale a pena comprar, guardar, assitir, e assistir e assitir.
    Nelio M.
    Nelio M.

    Seguir usuário 15 seguidores Ler as 82 críticas

    3,0
    Enviada em 21 de fevereiro de 2016
    Mais que uma história sobre a doença da protagonista, o filme trata de questionamentos comuns a qualquer pessoa, numa jornada rumo ao autodescobrimento. O filme mostra que ninguém é totalmente louco ou normal e que as pessoas tratadas como loucas, na verdade, apenas precisam de tratamento. O filme ganha força na interpretação impecável de Winona Ryder, que encara com talento a difícil missão de protagonizar um filme tão profundo. Angelina Jolie, vencedora do Oscar pelo papel, brilha com intensidade, mas sem caricaturas, ao interpretar uma personagem que esconde sua fragilidade com uma aparente segurança. A atuação do elenco de apoio, que inclui nomes como Brittany Murphy, Whoopi Goldberg, Jared Leto e Vanessa Redgrave, é, também, irrepreensível.
    Dalter L
    Dalter L

    Seguir usuário 2 seguidores Ler as 29 críticas

    0,5
    Enviada em 20 de abril de 2021
    Li em comentários de outros usuários que o filme fala de um certo transtorno ou doença. Não vi nada disso, talvez não tenha prestado atenção, ou talvez porque o filme é chato e desinteressante.
    wesleyaxe
    wesleyaxe

    Seguir usuário 9.407 seguidores Ler as 680 críticas

    3,0
    Enviada em 9 de fevereiro de 2012
    O filme é interessante pelos delírios das personagens e suas peculiaridades, cada uma bem apresentada ao expectador. Outro triunfo são as atuações em especial de Winona e Angelina que por esse filme ganhou Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante. Adorei!
    Isis Lourenço
    Isis Lourenço

    Seguir usuário 5.764 seguidores Ler as 754 críticas

    3,5
    Enviada em 23 de janeiro de 2018
    O filme trata de várias doenças psiquicas,sendo um prato cheio para os profissionais dessa área,para os demais espectadores parece um pouco confuso e parado
    Jackson A L
    Jackson A L

    Seguir usuário 6.795 seguidores Ler as 841 críticas

    4,0
    Enviada em 25 de abril de 2016
    Um drama que retrata um personagem com Bordeline, uma doença de transtorno de personalidade (diferente de transtorno bipolar). Ótima atuação de Winona Ryder juntamente com Angelina Jolie, que ganhou o Oscar de melhor atriz coadjuvante do ano de 2000.
    Lucas F.
    Lucas F.

    Seguir usuário 14 seguidores Ler as 6 críticas

    5,0
    Enviada em 9 de agosto de 2014
    O filme não apenas aponta as doenças mentais, também aponta as doenças da humanidade
    Bruno Maschi
    Bruno Maschi

    Seguir usuário 359 seguidores Ler as 215 críticas

    3,5
    Enviada em 12 de fevereiro de 2016
    A primeita parte do filme é muito boa! Mas em minha opinião o drama vai decaindo com o tempo. Angelina Jolie está sensacional como coadjuvante. Não gostei muita da atuação da protagonista.
    Thayná S.
    Thayná S.

    Seguir usuário 27 seguidores Ler as 10 críticas

    4,5
    Enviada em 13 de setembro de 2014
    Sei que vi este filme no momento certo da minha vida. Precisava ver meus dilemas estampados em alguma produção. Só percebemos o quanto queremos viver quando nos deparamos com a morte de frente.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    • Melhores filmes
    • Melhores filmes de acordo a imprensa
    Back to Top