Minha conta
    Uma Noite no Museu 3 - O Segredo da Tumba
    Média
    3,9
    1272 notas e 99 críticas
    distribuição de 99 críticas por nota
    22 críticas
    27 críticas
    27 críticas
    18 críticas
    4 críticas
    1 crítica
    Você assistiu Uma Noite no Museu 3 - O Segredo da Tumba ?

    99 críticas do leitor

    anônimo
    Um visitante
    3,0
    Enviada em 17 de setembro de 2015
    Não tem nenhuma grande diferença dos outros dois filmes anteriores da franquia.A não ser,por conta de duas despedidas,Robin Williams e Mickey Rooney,duas lendas da comédia,que dão adeus nesse longa.O filme tem momentos engraçados,clichês,mas que ainda assim,é a grande atração do filme.Se tem algumas cenas bobas,e personagens mais ainda.Como é o caso da péssima aparição de Dan Stevens,que vive um Lancelot em um de seus piores dias.Ele contracena pouco tempo ao lado de Hugh Jackman,que participa de uma peça teatral,cujo o personagem é da mesma época que Lancelot.Temos ainda a adição de Rebel Wilson,que faz uma personagem maluca que já é sua cara,mas bem divertida.E a outra novidade é Ricky Gervais,mais um personagem sem muito espaço.O resto permanece fazendo as mesmas aparições.Os efeitos continuam bons,como os anteriores.O problema é a despedida de Williams no final,parecia que já sabia de algo.
    Eduardo F.
    Eduardo F.

    Segui-los 120 seguidores Ler as 157 críticas deles

    5,0
    Enviada em 31 de janeiro de 2015
    A história chega ao fim! Ben Stiller encarna pela terceira e ultima vez, Larry, o segurança do Museu de história natural de Nova York, dessa vez ele precisa ir ao Museu de Londres, para resolver o problema com a peça que faz os personagens do museu ganharem vida. mais uma vez com um ótimo elenco, o gênio Robin Williams retorna como Theodore Rosevelt, e faz aqui seu último filme antes de falecer, mesmo caso da lenda Mick Rooney, Dyck Van Dyke aparece mais uma vez como Cecil o antigo segurança, Owen Wilson está hilário mais uma vez como Jebidiah, ao lado de Steve Coogan como Octavius, Rebel Wilson é uma boa adição, e rende boas risadas ao lado de Laaa, Neandertal numa impagável interpretação de Ben Stiller, Hugh Jackman faz uma participação especial como ele mesmo, e Ben Kingsley como o Faraó, pai de Ahkmenhah. a direção é de Shawn Levy assim como nos dois primeiros filmes. Leve e divertido, ótimo filme para toda a família.
    Bruno Maschi
    Bruno Maschi

    Segui-los 332 seguidores Ler as 215 críticas deles

    4,0
    Enviada em 4 de abril de 2015
    Um ótimo final para a boa trilogia (Provavelmente não vão produzir mais um filme, isso fica claro com o final) Uma Noite No Museu! Normalmente o primeiro filme sempre é o melhor, o segundo é mais ou menos e o terceiro é desnecessário! Mas em alguns casos (Toy Story), isso muda! E com certeza nessa trilogia também podemos analisar de outra maneira, sem dúvidas foi o melhor filme de todos os três, engraçado, dramático, com um final não tão inesperado. Infelizmente um epílogo não tão agrádavel. Mas devo admtir que o conjunto é muito superior aos outros 2 longas produzidos. Possui também uma muito bem criativa com Hugh Jackman, uma pequena mas grande participação do ator, interpretando ele mesmo (na vida real). Infelizmente como todos os filmes da trilogia o clichê prevalece na maior parte do filme, inovando apenas em seus minutos finais, mas a magia do filme não se perde, e a comédia acaba sendo muito bem trabalhada!
    PS : A emoção aumenta quando Robin Willians fala suas últimas palavras no filme #RIP. The Magic Never Dies.
    Jessica Souto
    Jessica Souto

    Segui-los 14 seguidores Ler as 43 críticas deles

    2,0
    Enviada em 19 de janeiro de 2018
    Não sei porque resolvem criar continuação para coisas que não precisam de continuação! é legalzinho mas bem fraco, nada se compara ao primeiro!
    Mr. Júnior Cobblepot
    Mr. Júnior Cobblepot

    Segui-los 9 seguidores Ler as 23 críticas deles

    2,5
    Enviada em 29 de agosto de 2015
    Com ares de encerramento da franquia, Uma Noite no Museu 3 leva o guarda noturno Larry Daley ao Museu Britânico, em Londres, onde ele e seus companheiros tentam resolver um mistério que ameaça acabar com magia que dá vida a figuras históricas. Com ótimos efeitos especiais e novos personagens, o longa diverte tanto quantos os anteriores e continua como ótima opção para o público jovem. O interessante desse longa é a nova locação, a qual garante novidade para a aventura - e isso é ótimo. A história é simples e tem ritmo acelerado, com muitas cenas de perseguição, combates e momentos cômicos para envolver as crianças. Pode se dizer que o filme é totalmente cansativo pelo o tema a ser abordado, um museu em Nova York, onde criaturas em exposição criam vida e se envolve em aventuras, o público espera um filme com mais emoção, humor, por que desde o 2° Uma Noite do Museu não vemos esses tópicos importantes.

    O filme tenta causar emoção ao mostrar os problemas na relação entre Larry e seu filho (Skyler Gisondo), mas quem rouba a cena mesmo são dois atores que deixaram saudade em 2014. Mickey Rooney faz uma curtíssima aparição. Robin Williams, por sua vez, tem a oportunidade de fazer uma bela despedida, em que a trama se confunde com a vida real e com o triste destino do artista, sendo capaz de arrancar algumas lágrimas do público. A despedida de Williams é totalmente emocionante, esse filme chega a ser marcante não pelo enredo, mais pelo último filme do grande comediante que era Robin Williams, além de Mickey Rooney e Williams temos também provavelmente veremos também pela última vez nas telonas Dick Van Dyke, que no auge de seus 89 anos contracena alegremente dançando com algumas senhorinhas.

    A sensação agridoce que o público experimenta ao fim do longa é um sinal de que talvez a saga vivida na noite no museu nova-iorquino tenha, de fato, chegado ao fim. Embora a última cena do longa dê margem para que essa situação possa ser revertida. Mais se houver uma continuação para a franquia, não há nenhuma dúvida de que o próximo passo natural seja Ben Stiller e todos os seus empoeirados companheiros vivendo novas aventuras, desta vez no Louvre em Paris. Pode não ser exatamente o sonho de todo cinéfilo, mas também não há muito do que reclamar. Certamente, há franquias muito piores e mais longevas por aí.
    Gabriel A.
    Gabriel A.

    Segui-los 8 seguidores Ler as 6 críticas deles

    4,0
    Enviada em 30 de janeiro de 2015
    Daqueles filmes que mesmo seguindo a serie continua bom.
    Rômulo L
    Rômulo L

    Segui-los 144 seguidores Ler as 225 críticas deles

    3,0
    Enviada em 8 de julho de 2017
    Minha maior curiosidade foi respondida neste terceiro capitulo da saga do vigia de museu que é placa de metal banhada de ouro que dar vida os personagens de cera. Como a placa foi feita e que século foi finalizada? Finalmente ela foi respondida em pouco segundos.
    Neto S.
    Neto S.

    Segui-los 21621 seguidores Ler as 773 críticas deles

    2,0
    Enviada em 10 de novembro de 2015
    O segurança Larry Daley (Ben Stiller) segue com seu inusitado trabalho no Museu de História Natural de Nova York. Determinado dia, descobre que a peça que faz os objetos do museu ganharem vida está sofrendo um processo de danificação. Com isso, todos dos amigos de Larry correm o risco de não ganharem mais vida. Para tentar salvar a turma, ele vai para Londres pedir a orientação do faraó (Ben Kingsley) que está em exposição no museu local.esperava mais , bem fraquinho, poucas cenas engraçadas,filme tem até boas atuações, mais é chatinho , o pior da trilogia. Nota 4/10
    Luis R.
    Luis R.

    Segui-los 17721 seguidores Ler as 759 críticas deles

    2,0
    Enviada em 24 de setembro de 2015
    Fraco!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Sandro P.
    Sandro P.

    Segui-los 6133 seguidores Ler as 572 críticas deles

    2,5
    Enviada em 23 de fevereiro de 2016
    Um pouco melhor que o segundo, dá para rir em alguns momentos, mas já cansou. Espero que não inventem mais uma continuação... Destaque para os efeitos especiais!
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top