Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Força Maior
    Média
    3,2
    90 notas e 18 críticas
    distribuição de 18 críticas por nota
    2 críticas
    6 críticas
    2 críticas
    2 críticas
    4 críticas
    2 críticas
    Você assistiu Força Maior ?

    18 críticas do leitor

    Claudio S
    Claudio S

    Segui-los Ler a crítica deles

    0,5
    Enviada em 1 de janeiro de 2021
    Um dos piores filmes que já assisti em toda minha vida! Tedioso, sem pé nem cabeça, com uma interpretação pavorosas do ator principal. Um bebê chorão que merecia mais levar uma paulada na cabeça. O filme passa num cenário bonito, mas o hotel que dizem ser de luxo parece um caixote, muito feio. Detestei. Se compara a *um drink no inferno* e *maré de sangue!*
    Nelson Jr
    Nelson Jr

    Segui-los 1 seguidor Ler as 59 críticas deles

    4,0
    Enviada em 7 de outubro de 2020
    Um filme que  tem uma temática diferente..,todo psicológico., nos leva a refletir sob , convivência.., o desgaste de um casamento , as fraquezas humanas.., ética.., tentativa de superação..,é um debate moral sob hierarquia social e de genero..,  tudo sob a ótica da cultura Nórdica , o filme é como uma terapía.., é muito interessante! a trilha sonora , com músicas clássicas em cada ato, deu um ar solene e de angustia  a história.., a lentidão de cada cena é algo que incomoda..., mas ao mesmo tempo parece ser necessário..! excelente atores , destaque para o casal protagonistas , Johannes Kuhnke e Lisa Loven Kongsli. Um filme que foge do clichê ., que emociona.,  que chama a atenção e a fotografia  lindíssima! é um show a parte!
    Alice
    Alice

    Segui-los Ler a crítica deles

    0,5
    Enviada em 30 de julho de 2020
    Filme horrível! Parece que foi criado de última hora, diálogos, contexto, cansativo e entediante. 2h de filme em vão!
    Michelle M.
    Michelle M.

    Segui-los Ler a crítica deles

    1,0
    Enviada em 3 de dezembro de 2017
    Cenas longas e diálogo mal desenvolvido. Não perca seu tempo assistindo esse filme de 2 horas, pois ele não vai adicionar nada ao seu conhecimento.
    Vikingbyheart
    Vikingbyheart

    Segui-los Ler as 20 críticas deles

    4,0
    Enviada em 6 de setembro de 2016
    Vencedor do Prêmio do Júri na mostra Un Certain Regard do Festival de Cannes de 2014, indicado ao Globo de Ouro de melhor filme estrangeiro em 2015 e pré-indicado (mas não chegou às nomeações finais) como melhor filme estrangeiro ao Oscar também em 2015, o longa-metragem sueco Turist (no original) ou Força Maior (em português) acompanha o drama emocional que envolve uma família sueca em férias nos Alpes franceses após um incidente com uma avalanche. A história se desenvolve em torno do casal Tomas (interpretado por Johannes Kuhnke, conhecido por Arven - Herança - 2003) e Ebba (protagonizada por Lisa Loven Kongsli, atuou em Engelen - 2009) e seus dois filhos, Harry e Vera (interpretados pelos irmãos Vicent Wettergren e Clara Wettergren, respectivamente), que vão passar as férias esquiando nos Alpes franceses. Tudo transcorria bem até uma avalanche controlada surpreender os turistas e a família, que almoçava à céu aberto no restaurante da estação de esqui. No início a neve deslizando montanha abaixo não parece perigosa, mas o fenômeno se intensifica e acaba instalando um terror momentâneo entre as pessoas. As reações, completamente distintas, de Tomas e Ebba frente ao perigo iminente acabam por trazer consequências muito mais devastadoras do que o efeito da avalanche em si. Enquanto ele sai correndo para salvar a sua própria vida, ela permanece no local para proteger os filhos. O diretor e roteirista Ruben Östlund (conhecido por De Ofrivilliga - Involuntário - 2008 e Play - 2011) retrata de forma densa e profunda o drama moral e psicológico a que os personagens são expostos na trama, abordando a sexualidade, os papéis dos gêneros no núcleo familiar, os conflitos conjugais e as convenções sociais. O homem é visto na sociedade como forte e protetor, enquanto a mulher é sentimental e dependente. Existe uma série de mecanismos necessários para sustentar essas convenções, sendo problematizados e investigados no decorrer do longa-metragem. Fredrik Wenzel é o responsável pela qualidade da fotografia, que traz um cenário alpino e uma série de imagens deslumbrantes. Os planos fixos, sobretudo a cena da avalanche, e as tomadas abertas foram feitas com maestria. Contrastando com a paisagem fria, branca e melancólica, as interações humanas transbordam vida, sendo abundantes em emoções nas cenas de discussão. A influência desse ambiente hostil na vida dos personagens é marcante. Dia após dia percebemos os diferentes estados de espírito dos integrantes da família e seus desdobramentos emocionais, que são acentuados ao som de uma trilha sonora composta de solos intensos de violinos. Aqui cabe ressaltar o ótimo desempenho dos atores principais, Lisa e Johannes. Força Maior ainda promove uma reflexão quanto ao comportamento humano na sociedade moderna. Existe um confronto de imagem de quem somos na intimidade e o que aparentamos ser no convívio social. O Facebook e o Instagram estão repletos de fotos de momentos de felicidade e de sucesso, numa busca frenética para mostrar que levamos uma vida de perfeição. Mas a vida é feita de imperfeições, sendo que o que nos define e distingue é a forma como lidamos com elas. A aparência é mais rica do que a realidade? Até que ponto as pessoas mostram quem realmente são para o mundo, inclusive para as pessoas mais próximas e íntimas? A imagem que temos de nós mesmos é a mesma vista pelo olhar do outro? Em situações extremas e de estresse elevado será que nós agiríamos conforme os nossos valores éticos e morais ou o instinto animal falaria mais alto? Esses são alguns dos questionamentos que Força Maior deixa no ar.
    Rodrigo S.
    Rodrigo S.

    Segui-los Ler as 2 críticas deles

    1,0
    Enviada em 31 de janeiro de 2016
    Nossa que filme ruim. Diálogos péssimos, cenas longas e desnecessárias. Filme Lento e monótomo! Nao consegui chegar ao fim, pois minha paciência chegou primeiro.
    Sandiele O.
    Sandiele O.

    Segui-los Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 27 de janeiro de 2016
    denso, profundo e atual, um drama familiar, e acima de tudo uma problemtização psicológica dos papéis dos gêneros no núcleo familiar
    Fabrício d.
    Fabrício d.

    Segui-los 32 seguidores Ler as 3 críticas deles

    4,0
    Enviada em 11 de dezembro de 2015
    Com um cenário alpino deslumbrante e opressor, ''Força Maior'' revela um drama familiar denso e pungente. No começo pensei que o filme iria ser algum tipo de filme-tragédia estilo ''O Impossível'', mas quando o drama dos personagens são expostos na trama o filme toma uma proporção dramática interessante e magistralmente conduz o espectador a um ensaio sobre o laços familiares dilacerados e distanciamento conjugal. Os atores muito bem enquadrados e dirigidos por Ruben Östlund entregam uma sensação de fragilidade e conflitos em cena que conseguem dizer muito mais do que qualquer diálogo. Como na brilhante cena onde Ebba, junto com um casal de amigos, fala tudo o que pensa sobre a atitude covarde do marido e a câmera focada no rosto de Tomas reforça os mais desconcertantes sentimentos. Para mim, fora a cena da avalanche e a cena do ônibus, esse foi um dos melhores momentos da película. Outro grande destaque também é a trilha sonora composta por solos intensos de violinos que acabam dando grande ênfase na atmosfera glacialmente agonizante da trama. Resumindo, um filmaço! Uma pérola do cinema sueco que precisa ser descoberta por todos cinéfilos que amam cinema de verdade.
    Wellington L.
    Wellington L.

    Segui-los 2 seguidores Ler as 3 críticas deles

    1,0
    Enviada em 6 de dezembro de 2015
    Não perca seu tempo. Quem avisa amigo é. Filme lento, monótono, chato, longo. Assista o Faustão, vc vai se divertir mais.
    CMxiii
    CMxiii

    Segui-los Ler a crítica deles

    1,0
    Enviada em 24 de maio de 2015
    Enjoativo. A mulher fica encrencando com o marido por ter sido deixada para traz em uma avalanche no restaurante. Credo, nem assisti até o final. Enche a paciência!
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top