Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Oz, Mágico e Poderoso
    Média
    3,8
    1667 notas e 141 críticas
    distribuição de 141 críticas por nota
    27 críticas
    43 críticas
    41 críticas
    20 críticas
    8 críticas
    2 críticas
    Você assistiu Oz, Mágico e Poderoso ?

    141 críticas do leitor

    Tatiane P.
    Tatiane P.

    Segui-los 4 seguidores Ler as 4 críticas deles

    2,5
    Enviada em 16 de maio de 2013
    Eu achei que o filme seria um pouquinho mais legal, Mila Kunis e James Franco, não tiveram um grande desempenho em seus papeis, muito menos a atriz Michelle Williams. A única coisa que salvou o longa foram os efeitos. Roteiro? Amassa e joga fora, porque estava uma porcaria. Fico com "O Mágico de Oz" de 1939.
    marcushvg
    marcushvg

    Segui-los 2 seguidores Ler as 5 críticas deles

    4,0
    Enviada em 17 de março de 2013
    Filme bom é aquele que vc esquece da hora e quando se dá conta ele acabou, e esse filme é um ótimo exemplo disso, ótimos efeitos 3 D, meu filho de 4 anos que se dispersa em muitos filmes nesse ele nem piscou...o final é maravilhoso, impossível não se emocionar...
    Arthur G.
    Arthur G.

    Segui-los 15 seguidores Ler as 17 críticas deles

    3,5
    Enviada em 18 de março de 2013
    “Oz – Mágico e Poderoso” pode acabar soando muito chato e sem criatividade para quem não conferiu o longa de 1939, ou simplesmente para quem não se recorda muito bem. Algumas coisas podem parecer infantis demais, como as ideias mirabolantes e antiquarias de “Profecias” ou “O Grande Salvador que estávamos esperando...” – Alice... É você... Mesmo com sua fraqueza estrutural e seu nível “Pipoca”, com suas inesperadas “referências” a outros clássicos infantis ou até mesmo à produções recentes, o filme ainda pode ser uma diversão muito boa. Sem sombra de dúvidas, “O Mágico de Oz” de 1939 é um filme obrigatório para que a aventura de Sam Raimi possa transmitir todo o seu potencial e ter valido a pena. Fica a dica.
    Diegoprs
    Diegoprs

    Segui-los 19 seguidores Ler as 38 críticas deles

    4,0
    Enviada em 20 de julho de 2013
    Estilo "Alice no País das Maravilhas", é um filme que enche os olhos de quem assiste. Efeitos grandiosos, atuações perfeitas, personagens cativantes... A única coisa que o filme peca é que o roteiro não se desenvolve tão perfeitamente ao longo do tempo. Alguns momentos você se encontra estagnado no mesmo lugar, parece que o filme não evoluiu; que algumas cenas não deveriam estar ali, e que só estão ali para ocupar tempo. Ótimo para a diversão de todas as idades, o filme não é cansativo. Em alguns momentos parece que o ritmo vai cair, mas antes que você se entedie, ele retoma a todo vapor.
    Pedro B.
    Pedro B.

    Segui-los 11 seguidores Ler as 2 críticas deles

    2,0
    Enviada em 10 de março de 2013
    "Alice no País das Maravilhas", "A Fantástica Fábrica de Chocolate" e alguns dos filmes da disney/pixar são a prova que um conto/história infantil podem ser caricatos, mas sem perder a fidelidade a história, fazendo com que o telespectador "compre" o enredo e saia do cinema com a sensação de ter visto um bom filme, mesmo que seja apenas por entretenimento. "Oz, Mágico e Poderoso" é um filme caricato, porém segue no viés contrário, é um misto de atuações regulares, furos no roteiro, personagens clichês que, nem em cenas no qual a intenção é emocionar o filme funciona. Quando se fala em qualidade técnica o filme é louvável, principalmente nos minutos iniciais, a tecnologia 3D foi bem aproveitada. Todavia, a chegada em Oz, que deveria ser o deleite do filme, é quando o mesmo começa a desandar...
    Phelipe V.
    Phelipe V.

    Segui-los 365 seguidores Ler as 204 críticas deles

    1,5
    Enviada em 9 de março de 2013
    "Oz: Mágico e Poderoso" parte de uma premissa bastante interessante, a de um prequel do clássico absoluto da dos anos 30, que poderia gerar uma pérola cinematográfica, caso tivesse sido pensado pra ser algo além de um filme infantil bobo e esquecível. Sam Raimi ainda tem muito crédito comigo, então até esperava que fosse sair uma coisa interessante desse projeto. Me animei quando ele ingressou no projeto, mas não deveria. Parece que o diretor deixou o filme ainda mais equivocado do que ele poderia ser. Bom, diretor de atores ele nunca foi e todo mundo sabe. Então, é compreensível que James Franco esteja tão medíocre no papel. Ele até tenta, tem cenas muito boas que salvam certas coisas no filme, mas jamais sustenta tanta incoerência narrativa. São situações fakes criadas sem o menor pudor, plots twists que não fazem sentido, e nem conflito de verdade o filme tem, pelo contrário, toda a batalha travada pelas bruxas de Oz soa extremamente banal, pra não dizer sem sentido. As atrizes que fazem as personagens antagônicas do filme merecem um destaque a mais. Não por estarem boas, mas sim, por atuarem extremamente mal. Michelle Williams ao menos não é uma surpresa, afinal, ela é mesmo uma atriz MUITO sem graça, além da mais fraca apadrinhada por Hollywood nesse milênio, e aqui não faz absolutamente nada diferente do que vem fazendo desde que surgiu: tentativas fracassadas de emocionar (apesar de não atingir um tom diferente sequer), irrisórias construções de personagens e uma incapacidade fora do comum de emitir expressões faciais. Mas a decepção mesmo vem em Mila Kunis, que é uma atriz tão interessante, mas aqui erra, e feio, na tentativa de criar uma personagem completamente boa, chegando a gerar duvidas sobre suas reais intenções (tamanha superficialidade de reações). Sua cena de choro quando descobre estar "abandonada" por Oz é uma candidata fortíssima a maior vergonha-alheia do Cinema em 2013. Pelo menos há Rachel Weisz, tentando nuançar uma personagem jogada num roteiro que não dá a mínima base para isso. Além de em certo ponto do filme, ser totalmente esquecida (por que ela aceitou fazer esse papel mesmo?). A decisão de transpôr a imagem do inicio do filme para o Preto & Branco, numa clara alusão às produções da época do filme original é louvável (o momento em que finalmente vemos as imagens em colorido é muito bonito e EXTREMAMENTE bem feito), porém não se justifica por não passar de uma introdução manjada. A personagem de Michelle Williams, por exemplo, surge ali, e depois em Oz novamente, e simplesmente NÃO EXISTE menção alguma de explicar o porquê daquele ser surgir no filme de novo. E olha que a dúvida persiste em Oz logo quando a revê pela primeira vez. A impressão que dá é que os roteiristas simplesmente esqueceram que aquilo existiu, ou simplesmente negligenciaram, numa clara subestimação da inteligência do espectador. Esse filme, aliás, tem uma das coleções mais DETESTÁVEIS de personagens secundários que eu já vi em um filme de fantasia. O anão Knuck é o rabugento clichê que é sempre trollado de alguma forma, o macaco que serve como um sidekick para o protagonista tem umas tiradas absurdamente sem graças (como todo o texto do filme, diga-se de passagem) e é muito - muito mesmo - desnecessário e a boneca China Girl é inacreditavelmente INSUPORTÁVEL. Em certos momentos senti uma vontade absurda de tacar aquela boneca na parede e despedaçá-la de uma vez. Esse apêndice de O Mágico de Oz parece ser muito diferente dentro da filmografia de seu diretor, porém não é tanto. A bruxa completamente má que nasce em Theodorah é típica de Raimi, seus gritos em alto e bom tom: idem. A transformação final de Evanora em uma velha caindo aos pedaços (literalmente) também, inclusive com os closes no rosto que o cineasta faz funcionar tão bem em seus clássicos "terrir". Só se esqueceu que esse aqui não era pra ser encaixado nesse gênero, muito pelo contrário, seus exageros só fazem estragar o que já estava ruim, já que o uso do CGI com tanta força (que em certos momentos deixa a desejar) simplesmente não combina. Até a alusão a Tomas Jefferson é mal usada. E é triste, uma verdadeira lástima que um filme tão absoluto e atemporal quanto O Mágico de Oz, de Victor Fleming, tenha sido lembrado e homenageado dessa forma tão porca e descaradamente mercenária.
    André da S. Ribeiro
    André da S. Ribeiro

    Segui-los 45 seguidores Ler as 43 críticas deles

    2,0
    Enviada em 26 de outubro de 2013
    Não tenho mt a dizer, esse filme apresenta efeitos mt bons, porém particularmente eu não gosto mt de filmes de magia, ainda mais quando ela é usada exageradamente, como no caso deste filme e o pior erro desta produção foi seu roteiro extremamente infantil, um dos filmes mais decepcionante do ano!
    Thomas Jefferson
    Thomas Jefferson

    Segui-los 132 seguidores Ler as 133 críticas deles

    2,0
    Enviada em 9 de abril de 2014
    Um bolo cheio de piadas, recheado de lindos efeitos. Mas o filme se torna completamente cansativo. Com um 3D que escapa, mais não muito. Apenas a Trilha Sonora salva o filme. Pois nem o Roteiro é digno de elogios.
    Vanessa K.
    Vanessa K.

    Segui-los 7 seguidores Ler as 28 críticas deles

    4,5
    Enviada em 23 de junho de 2020
    Amei esse filme e nem esperava muito dele me surpreendi...Se vc gosta de alice no país das maravilhas, branca de neve e o caçador veja sem medo...pois ele é +ou - no estilo desses dois citados ...vejam...
    Wiris Siqueira
    Wiris Siqueira

    Segui-los 14 seguidores Ler as 46 críticas deles

    4,5
    Enviada em 27 de junho de 2013
    Muito bom! Excelente trilha e efeitos especiais. Divertido do começo ao fim!
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top