Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Reine Sobre Mim
    Média
    4,0
    327 notas e 39 críticas
    distribuição de 39 críticas por nota
    13 críticas
    13 críticas
    7 críticas
    2 críticas
    4 críticas
    0 crítica
    Você assistiu Reine Sobre Mim ?

    39 críticas do leitor

    Gabriel Santos
    Gabriel Santos

    Segui-los Ler as 38 críticas deles

    4,0
    Enviada em 23 de novembro de 2020
    Ótimo filme, com uma atuação unica do nosso querido Adam Sandler. Destaco também as outras excelentes atuações dos outros personagens e também o ótimo roteiro, muito bem trabalhado.
    Paulo Cabrini Oliveira Mendes
    Paulo Cabrini Oliveira Mendes

    Segui-los Ler as 19 críticas deles

    5,0
    Enviada em 21 de junho de 2020
    Para minha pessoa a melhor atuação do Adam Sandler no cinema mistura um trauma baseado numa tragédia famíliar sobrecarga de problemas sociais psicológicos algo muito comum no qual teve uma grande amizade que de forma sem querer nada en troca esteve com o personagem nesse momento difícil algo que falta na vida cotidiana para muitas pessoas que sofrem com esse problema sério e pouco compreendido por pessoas que apenas chamam essas pessoas de loucos e outras rotulacoes displicentes já que não sabem o quanto isso prejudica o ser humano independente de classe social ou tipo de vida que leva sobre o filme excelente
    Paulo V
    Paulo V

    Segui-los Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 10 de setembro de 2019
    Com certeza um dos melhores filmes da carreira do Adam Sandler, eu sou muito fã do ator e nunca tinha assistido esse filme entre tantos que ja assisti dele, não sei como ele não recebeu um globo de ouro nesse filme, atuação impecável. E o filme todo é muito bem roteirizado e com uma trilha sonora muito boa, com uma ótima atuação do Don Cheadle para completar. è de longe um dos melhores filmes que eu ja vi desse gênero e para completar com um dos meu atores favoritos do cinema.
    Mayke F
    Mayke F

    Segui-los Ler a crítica deles

    3,5
    Enviada em 28 de agosto de 2019
    Reine sobre mim divide críticas na medida em que é difícil para muitos dissociar a figura e o trabalho do Adam Sandler do que o filme realmente pretende transmitir. O filme já começa sendo corajoso ao mexer com algo tão delicado - embora o faça de forma discreta - como o atentado de 11 de setembro. A figura e a interpretação de Sandler se encaixou perfeitamente com o que o filme queria transmitir. Isso porque, a postura imatura do personagem, o qual é um "quarentão desleixado", socialmente desajeitado com atitudes de adolescente, apegado a videogames, patinete e discos é exatamente o que se espera transmitir de um ex-pai de família, severamente traumatizado com uma tragédia que vitimou toda sua família. E isso não se resume somente as famílias das vítimas do ataque terrorista, certamente tocará a todos. Ou seja, a infantilização do personagem não foi em vão. Além disso, o filme valoriza a amizade, a compaixão, a redenção e a reflexão. Certamente, vale a pena conferir esse drama muito bem roteirizado e dirigido, com um ótimo elenco. Sem esquecer da trilha sonora fantástica.
    Marmotade C
    Marmotade C

    Segui-los Ler as 2 críticas deles

    4,0
    Enviada em 26 de abril de 2019
    Sim! Adam Sandler já teve um papel sério, que fugiu do esteriotipado "quarentão descolado". Um drama comovente, com alguns momentos embaraçosos, alguns toques de humor. Vale a pena assistir.
    Birovisky
    Birovisky

    Segui-los 125 seguidores Ler as 196 críticas deles

    4,0
    Enviada em 6 de dezembro de 2017
    Sem espaços e aqui acaba-se o ódio com Adam Sandler, que filme: h t t p s : / / rezenhando . wordpress . com /2017/12/06/rezenha-critica-reine-sobre-mim-2007/ Desde que este filme foi para as locadoras em meados de 2007 fico naquela de assisto ou não assisto e há dez anos procrastinei este momento. Sempre a capa me chamou atenção, tanto que meu projeto pessoal (em breve divulgarei aqui) será baseado nela e depois que acabei de assistir este filme com um “leve suor” escorrendo pelos olhos fiquei me perguntando porque não assisti antes. Incrível como estes atores que são subestimados por gente chata da crítica (me incluo nessa) surpreendem quando saem da sua nuvem de conforto, vide Os Meyerowitz (confira crítica aqui) e Walter Mitty (confira crítica aqui), exemplos que pude ter o privilégio de “rezenhar” por aqui. Confiram a “rezenha” crítica de Reine Sobre Mim e desmitifiquem esta neura com o coitado do Adam Sandler ksksksks. Reine Sobre Mim mergulha em um dos maiores traumas estadunidenses, o onze de setembro, é baseado na história de um homem chamado Charlie Fineman que perde sua família toda na tragédia, a mulher e suas filhas. O peso em cima do personagem é desumano e o impacto desta tragédia é evidente na vida de Charlie, só que ao reencontrar um velho amigo, George Johnson, ambos começam a se ajudar de alguma forma. O filme não centraliza apenas em Fineman como em Johnson também, um dentista casado e com família mas que reclama da falta de aventuras na vida e a monotonia que a vida de casado traz. Ele encontra um Fineman o reflexo do queria ser, um homem livre para beber e sair para aonde quiser e a hora que bem quiser, entretanto a jogada de mestre muito bem dirigida e roteirizada está na instabilidade de Fineman e as situações de conflitos com Johnson quando tenta de alguma forma adentrar mais afundo na relação de amizade. Com o desenvolvimento você vai chega a ficar meio receoso com o rumo que ambos tomam sem nenhuma perspectiva de melhora, entretanto em dado momento quando finalmente a amizade começa a contribuir com a vida de ambos o filme toma uma guinada linda e com um desfecho incrível quando Fineman finalmente resolve falar sem surtar, estes surtos inclusive colaboram para um momento dramático do filme. O elenco é bastante conhecido contando com Liv Tyler e Donald Sutherland como suporte, inclusive o Donald como Juiz aparecendo poucos minutos impôs respeito na atuação, muito boa. A trilha sonora também emociona, mesmo porque Fineman anda pra lá e pra cá com um fone de ouvido e seu Ipod em cima de um patinete, então volta e meia é uma oportunidade para ele colocar uma música que casa bem com a cena, vida a que mais toca do Pearl Jam, cover do The Who com o nome do filme, fora esta as demais são tão bem escolhidas que as baixei para ouvir. Me emocionou, foi melhor do que esperava, não apenas pela situação de Fineman e todo o peso que seu personagem carregava, mas pela importância da amizade nestas horas, para os dois lados da moeda, as benesses que uma amizade verdadeira traz só pode ser contada por quem realmente tem um amigo de verdade e assistindo o filme você sente isso, a nota só não é mais alta porque no ponto alto da obra cometeu o mesmo erro que Aftermath (confiram crítica aqui) em não explorar melhor o que o personagem principal sofria ao expor tudo para fora. Iria assistir de novo? Sim. Minha nota é 4/5.
    Martins M.
    Martins M.

    Segui-los 1 seguidor Ler as 12 críticas deles

    3,0
    Enviada em 17 de março de 2016
    É um filme bom (mediano). Com atuação do Adam Slander num drama que explora o Estresse Pós Traumático, após um evento que devastou sua vida. Somente não gostei do vocábulo sexual, que é desagradável de ouvir quando se está num ambiente famíliar (fica a dica).
    Mateus M.
    Mateus M.

    Segui-los 6 seguidores Ler as 2 críticas deles

    3,5
    Enviada em 5 de junho de 2015
    Atuação impressionante e pouco convencional de Adam Sandler que interpreta um papel dramático do personagem Charlie Fineman. Apesar da bela história, ótima trilha sonora e atores fabulosos o filme é razoavelmente bom para aqueles que esperam um tradicional de Sandler, entre tanto, pode ser considerado UM DOS melhores de sua carreira.
    Magali d.
    Magali d.

    Segui-los Ler as 2 críticas deles

    5,0
    Enviada em 29 de maio de 2015
    Adorei esse filme. Adorei o Don Cheadle, a atuação dele é perfeita nesse filme. Não sabia que o Adam Sandler sabia atuar de forma dramática. Antes eu gostava só do "Faz de conta que acontece", agora tem outro filme que eu gostei.
    Maria T.
    Maria T.

    Segui-los 8 seguidores Ler a crítica deles

    4,0
    Enviada em 29 de novembro de 2014
    Estamos acostumados a ver o ator Adam Sandler em papéis cômicos, neste filme ele mostrou que também se sai bem eu outros gêneros. Tem um bom roteiro, as músicas são ótimas, os atores também. É um filme de extrema sensibilidade, me deixou tocada, e me fez pensar e me deixou consternada com todos aqueles que sofreram com o atentado. Vale a pena assistir.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top