Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Killing Eve: 5 motivos para ver a série do Globoplay
    Por Redação — 17 de ago. de 2020 às 16:01
    facebook Tweet

    A terceira temporada da série com Sandra Oh e Jodie Comer chega em agosto no Brasil.

    Um dos destaques do catálogo da GloboplayKilling Eve se tornou uma queridinha do público e da crítica. Já levou Globo de Ouro, já levou Emmy, já levou BAFTA... Sua popularidade é tão grande que a renovação para quarta temporada está garantida, antes mesmo da terceira parte estrear no Brasil.

    Felizmente, essa data não demora mais: os novos episódios de Killing Eve chegam ao Globoplay em 20 de agosto. A trama segue acompanhando a dupla obsessão que existe entre a investigadora Eve (Sandra Oh) e a serial killer Villanelle (Jodie Comer). Pensando nisso, aqui estão cinco motivos para conferir já a série produzida por Phoebe Waller-Bridge, a premiada criadora de Fleabag.

    Sandra Oh é nossa rainha

    Sinceramente, como não começar essa lista falando de Sandra Oh? A atriz já tinha sido premiada por seu longo trabalho como a médica Cristina Yang, em Grey's Anatomy, mas alcançou uma nova fase de sua carreira com Killing Eve, assumindo finalmente o posto de protagonista. Além de ter um dos papéis principais da atração, ela ainda assume o posto de produtora executiva, ajudando a construir tal amada série. 

    Jodie Comer é a Villanelle perfeita

    Jodie Comer não era tão conhecida como sua colega de cena, mas conquistou o mundo quando aceitou viver a assassina Villanelle. Trata-se de uma personagem dona de figurinos fabulosos, frases icônicas e sotaques variados. É um grande desafio interpretar uma psicopata debochada, mas ainda trazer empatia para a personagem. Só que Comer acerta em cheio, aproveitando todas as nuances e se tornando um dos principais destaques da série. 

    Killing Eve é cheia de reviravoltas

    Se você gosta de se surpreender, Killing Eve é a série certa para você. Ao longo da primeira temporada, as ações de Vilanelle são sempre imprevisíveis, num jogo de gato e rato fascinante, em que ficamos esperando o real confronto entre as duas protagonistas — que culmina num encontro quase fatal. Já o segundo ano inverte as posições do jogo, enquanto uma nova assassina aparece, algo que faz Eve e Villanelle trabalharem no mesmo time. O que a terceira temporada reserva para nós?

    Os cenários de Killing Eve são um charme

    Se o roteiro afiado de Killing Eve mistura drama com um toque de humor; suas qualidades também podem ser vistas nas telas. Perfeito para escapar da rotina, a série apresenta diversas locações incríveis do Reino Unido, além de ser ambientada em cenários paradisíacos de Itália, Espanha, Rússia, Alemanha, França, Polônia e Amsterdã. E em todos esses lugares, Villanelle usava figurinos de acordo e de tirar o fôlego, é claro. 

    Killing Eve chega ao Brasil pelo Globoplay

    A cereja no bolo é sua presença exclusiva no recheado catálogo da Globoplay, que já traz outros sucessos internacionais como The Good Doctor, ManifestThe Handmaid's Tale e o universo de The Vampire Diaries. Dentre as séries nacionais de qualidade como Hebe e Ilha de Ferro, a plataforma também tem causado burburinho por inserir novelas clássicas da Rede Globo em seu catálogo, mas sempre conversando com o público jovem da geração atual. 

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top