Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Renée Zellweger se transforma em Judy Garland no primeiro trailer de cinebiografia
    Por Nathália Gonçalves — 10 de mai. de 2019 às 19:39
    facebook Tweet

    Renasce uma estrela!

    Foi revelado o primeiro trailer de Judy, cinebiografia da icônica estrela de O Mágico de Oz, que traz Renée Zellweger como uma Judy Garland no final de sua carreira. A atriz ganhadora do Oscar solta a voz com "Somewhere Over the Rainbow", mostrando uma grande transformação para sua primeira protagonista nas telonas desde O Bebê de Bridget Jones, de 2016.

    O filme foca no último ano antes do falecimento de Garland por overdose aos 47 anos de idade, quando a atriz realizou uma série de shows na casa noturna Talk of the Town, em Londres. No trailer, a personagem ainda aparece andando pela estrada de tijolos amarelos, indicando que veremos um pouco do início de sua carreira.

    Para se preparar para o papel, Renée Zellweger fez aulas de música, estudou as coreografias das populares performances de Garland no Talk of the Town e leu muito sobre a vida da icônica atriz e cantora. Em entrevista à People, Zellweger contou que passava duas horas na cadeira de maquiagem diariamente para aplicar próteses, lentes de contato e perucas, o que de acordo com ela foi "definitivamente um exercício de paciência".

    O longa ainda deve abordar os conturbados relacionamentos de Garland com músicos, fãs, agentes e até mesmo sua família. Finn Wittrock (American Horror Story) interpreta seu quinto marido, Mickey Deans; Rufus Sewell (The Man In the High Castle) encarna seu terceiro esposo, Sid Luft, com quem a estrela teve a filha Lorna, vivida no filme por Bella Ramsey (Game of Thrones). Já sua filha mais famosa, Liza Minnelli, — que ela teve com o diretor Vincente Minnelli — é interpretada por Gemma-Leah Devereux (The Tudors).

    Dirigido por Rupert Goold, mais conhecido por seu trabalho no teatro, Judy é baseado na peça "End of the Rainbow", criada por Peter Quilter. "Por 40 anos, Judy Garland riu, amou e entreteu independente do que a vida jogasse em seu caminho e seu público a adorou por isso. Mas ela pagou o preço com uma infância perdida para Hollywood, exaustão emocional e o desejo de uma vida normal para além do arco-íris. É uma história poderosa e emocionante e eu espero que inspire novas audiências a descobrirem o seu legado", Goold contou em entrevista à Variety.

    A cinebiografia, que gerou polêmica ao receber a desaprovação de Liza Minelli, está prevista para estrear em 27 de setembro nos Estados Unidos. Porém, por enquanto Judy não possui data de estreia no Brasil.

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top