10 coisas que você (provavelmente) não sabia sobre O Regresso
De Lucas Salgado ▪ quarta-feira, 27 de janeiro de 2016 - 16h06

Drama com Leonardo DiCaprio é um dos favoritos ao Oscar 2016.

anteriorPróxima
1 / 4
Chega aos cinemas brasileiros nesta semana o aguardado drama O Regresso. Trata-se do mais novo longa do cultuado diretor Alejandro González Iñárritu, que recebeu todos os prêmios possíveis no ano passado com o incrível Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância). Em 2016, o cineasta volta a marcar presença na temporada de premiações e já levou para casa duas estatuetas do Globo de Ouro, Melhor Diretor e Melhor Filme - Drama. Leonardo DiCaprio também conquistou o Globo de Ouro de Melhor Ator - Drama e é tido como franco favorito na corrida pelo Oscar de Melhor Ator, o que marcaria sua primeira estatueta após cinco derrotas (uma como produtor).

Por sinal, o filme é recordista em indicações ao Oscar 2016, concorrendo em 12 categorias. Além de Melhor Ator, a produção concorre em Melhor Filme, Diretor, Ator Coadjuvante, Direção de Fotografia, Montagem, Direção de Arte, Figurino, Maquiagem e Penteado, Som, Mixagem e Efeitos Especiais.

Deixando as premiações de lado, é hora de falar de tudo aquilo que faz de O Regresso uma obra especial. Estamos diante de uma produção gigantesca e repleta de características próprias e especificidades. Para deixar os leitores ligados nesta grande estreia, o AdoroCinema preparou uma matéria especial com 10 coisas que você (provavelmente) não sabia sobre o filme. Confira!

10. Baseado em fatos reais


Quando você escuta "história do início do século XIX sobre um sujeito que trabalha como guia de uma companhia de exploradores e que após ser atacado por um urso é deixado para morrer pelos parceiro, mas que sobrevive e vai atrás de vingança", você pensa: estamos diante de uma fantasiosa história original. Mas não! O Regresso é baseado em fatos reais que aconteceram com Hugh Glass (1783-1833).

Ao longo dos anos, a história foi adaptada em diversas formas. O poema "The Song of Hugh Glass" (1915), o livro "Lord Grizzly" (1954) e o faroeste Fúria Selvagem (1971) são algumas das versões mais conhecidas. Em 2002, Michael Punke escreveu sua versão reimaginada da história no livro O Regresso, que agora foi adaptada por Iñárritu. O livro foi lançado no Brasil pela Editora Intrínseca.


anteriorPróxima

Recomendado para você

Ver comentários

Comentários