Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    É briga! 20 filmes com tensão nos bastidores
    Por Bruno Carmelo — 14 de ago. de 2015 às 06:00
    facebook Tweet

    O produtor não gostava do diretor que não gostava da atriz que não gostava do ator que não gostava de ninguém.

    9. O Iluminado (1980)

    Stanley Kubrick é conhecido como um gênio temperamental que torturava os seus atores, mas nenhum deles sofreu tanto quanto Shelley Duvall em O Iluminado. Ele detestava o trabalho da atriz, gritava frequentemente com ela e, quando recebia perguntas de Duvall sobre cenas específicas, respondia: "Você sabe atuar? Então atue".

    A famosa cena da porta quebrada à machadadas foi repetida nada menos que 127 vezes, porque Kubrick nunca ficava satisfeito com o desempenho da atriz. No final, ela acabou arrancando alguns tufos de cabelo, terminou a cena com o nariz sangrando e gritando com Kubrick.

    O filme foi prejudicado pelas brigas? Não. A atriz reclamou desse trabalho, o próprio Stephen King detestou o resultado final, mas O Iluminado se tornou um grande sucesso de crítica, e um clássico do cinema. Kubrick continuou trabalhando, com os mesmos métodos controversos de sempre.



    10. Os Pássaros (1963)

    A obsessão de Alfred Hitchcock por suas atrizes já foi muito discutida e documentada: o cineasta admitiu ter se apaixonado por várias atrizes principais, que recusavam seus flertes. Muito preocupado com os enquadramentos e a composição, o diretor sempre desprezou o trabalho de seu elenco, que descrevia como "gado".

    Em Os Pássaros, o cineasta colocava Tippi Hedren em situação de estresse permanente: além de lançar um pássaro contra a cabine telefônica sem avisar a atriz (para captar sua reação real), ele prometeu usar apenas pássaros mecânicos, e lançou dezenas de aves verdadeiras em direção à atriz. Por incrível que pareça, as cicatrizes em seu rosto são reais.

    O filme foi prejudicado pelas brigas? Não. Os Pássaros é um clássico, e Hitchcock continuou desprezando e punindo suas atrizes por paixões não correspondidas. Já a carreira de Tippi Hedren foi praticamente destruída por esta produção: como tinha um contrato de sete anos e não aceitava fazer outras produções após Marnie, ela foi impedida de aceitar novos filmes, e acabou esquecida pelos estúdios.

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    • -Hiei- (Ri-Rei segundo Rodney)
      Sobre o Zodíaco, concordo plenamente, acho um filme muito chato e superestimado. Com relação ao Lars Von Trier, com exceção dele ter sacrificado um burro (um animal de verdade) em um dos seus filmes - o que é um absurdo, não vejo tantos problemas nele porque gosto de algumas alegorias dispostas nas suas obras.
    Mostrar comentários
    Back to Top