Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Musical que satiriza o universo de Harry Potter ganha montagem brasileira
    Por Renato Hermsdorff — 1 de ago. de 2015 às 07:55
    facebook Tweet

    Versão tupiniquim de ‘A Very Potter Musical’ – criada por ator de Glee – foi elaborada pelos alunos de teatro da UNIRIO, sob supervisão do mesmo orientador de ‘The Book of Mormon’, e traz referências de É o Tchan a ‘quadradinho de oito’.

    E daí que é “teatro universitário”? No fim de 2013, os alunos de teatro da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), sob orientação do professor Rubens Lima Jr., montaram uma versão nacional para o ácido musical da Broadway “The Book of Mormon”, dos mesmos criadores de South Park. Foi o tititi da temporada teatral carioca – e não só entre o meio acadêmico.

    Com bem menos pompa, mas sem perder a piada, agora os estudantes da universidade, sob orientação do mesmo Lima Jr., estrearam a versão nacional de “A Very Potter Musical”. A peça foi criada pelo ator Darren Criss (Glee) em 2009. “A gente pega o universo criado pela JK Rowling e sacaneia tudo”, explica o diretor Julio Angelo.

    Tudo é tudo mesmo, e as referências vão de É o Tchan à dança do “quadradinho de oito”, passando pelo pastor Silas Malafaia (se pensou em Malfoy, bingo!) até Frozen – Uma Aventura Congelante. “Não tem nenhum momento em que a gente se leve a sério”, ele completa.

    A gente brinca muito com essa coisa do menino que sobreviveu”, resume Gabriel Contente, o intérprete de Harry Potter. “Aqui no musical, ele deixa o ego assumir, então vira um pop star”.

    Da mesma forma como em “The Book of Mormon”, por se tratar de uma montagem acadêmica, os realizadores não precisaram gastar nenhum galeão ou sicles ou nuques – tostão mesmo – para adquirir os direitos do texto, desde que não haja cobrança de entrada.

    Gratuito, portanto, o espetáculo está em cartaz no Teatro Vera Janacópulos, na reitoria da UNIRIO (Av. Pasteur, 296, no bairro da Urca, no Rio de Janeiro). As apresentações começam sempre às 19h e as senhas são distribuídas no local uma hora antes do espetáculo. “Na estreia, no último domingo [26 de julho], tivemos que dispensar mais de 300 pessoas”, não comemora a produtora Juliana Souza. Ou seja, já dá para perceber o quão concorrido o espetáculo está.

    A má notícia é que a temporada, em princípio, é curtíssima. Só há mais duas apresentações agendadas, para os próximos domingo e segunda-feira, 2 e 3 de agosto. Porém, para que se prorrogue – a exemplo de “The Book of Mormon” –, devido ao sucesso, não será necessário nenhum passe de mágica.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top