Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Boneco do Mal
    Críticas AdoroCinema
    2,5
    Regular
    Boneco do Mal

    Não me surpreenda

    por Bruno Carmelo

    Esta produção de terror começa bem: a americana Greta (Lauren Cohan) é contratada para ser a babá de um garotinho num casarão inglês. Ela logo descobre que a criança, na verdade, é um boneco, criado como se fosse real pelos pais idosos que não conseguem aceitar a morte do filho verdadeiro. Diante deste comportamento atípico, a reação de Greta é verossímil: ela ri, debocha, mas aceita o jogo em função da seriedade dos pais. Eventualmente, sente pena por eles.

     

    Boneco do Mal - FotoA primeira parte de Boneco do Mal desperta interesse por brincar com elementos da percepção: o brinquedo nunca se move diante de Greta, mas os objetos somem ou se deslocam quando ela não o observa. Em todos os casos, persiste a dúvida: o boneco estaria assombrado, ou seriam apenas fatores possivelmente explicados pela ciência, como o vento derrubando objetos e o cansaço criando alucinações? Explora-se a questão importante do conhecimento humano entre a razão e a fé, a lógica e o misticismo. Enquanto isso, o diretor William Brent Bell faz um trabalho simples, mas cuidadoso na composição do ritmo e das imagens.

     

    Esta boa impressão é atenuada pelo segundo terço da história, quando entram em cena alguns truques fáceis dos filmes de terror: barulhos no quarto ao lado, efeitos sonoros destinados a provocar sustos baratos e pesadelos sombrios. Os melhores filmes de terror são aqueles que exploram a complexidade psicológica de seus personagens, por isto, é uma pena que a premissa potente ganhe um desenho de som tão genérico. Esta escolha é ainda mais lamentável porque as atuações são competentes, especialmente a de Jim Norton, que demonstra vigor com os diálogos. Lauren Cohan e Rupert Sanders também se saem bem.

     

    Boneco do Mal - FotoChega então o terço final da história, quando Boneco do Mal se transforma por completo. O filme sofre com a ânsia pueril de querer surpreender a qualquer preço, oferecendo uma reviravolta impensável ao público que já viu de tudo. O roteirista Stacey Menear acredita que está criando o novo O Sexto Sentido, mas sua solução para o conflito é tão absurda que despertou risos gerais na sala de cinema. Neste momento, a história perde seu sentido, os personagens contradizem suas ações e entra em cena um ator pavoroso, Ben Robson, contribuindo a afundar o projeto.


    O final deixa a impressão de desperdício. O material serviria a um horror psicológico complexo, mas sucumbe à tentativa espetacular de estar um passo à frente de seu público – e também dos personagens, e de qualquer sentido lógico. Para piorar, o roteiro abre a via para a possível sequência, algo que dificilmente acontecerá após os resultados modestos na bilheteria. Este é mais um projeto que troca seu potencial narrativo pela tentativa de chocar, “viralizar”, funcionar como um genial golpe de marketing. Mas como cinema, é sensacionalista e vazio.

    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema

    Comentários

    • Silvana Vighini
      Como muitos disseram o filme foi bom mas o final matou o resto...uma pena. Se eu tivesse vindo aqui antes não teria perdido meu tempo. Por favor continuem dando spoiler... hahaha adooooroooo
    • Silvana Vighini
      Nossa Kelly, aqui em casa ninguém entende pq eu gosto de spoiler.... hahaha vou tirar print e mandar pros meus filhos. Eles acham que sou a única no mundo 😆
    • Pedro
      tava legalzinho...até o maluco sair o espelho...zuado
    • Asko Rush
      O final desse filme mata o filme todo,kkkkk.
    • Gabriela
      Posso explicar de acordo com minha percepção: era o Brahms quem assustava a Greta, tudo por uma questão do que podemos definir como ciúmes. Analisemos: quando a Greta está tomando banho, o próprio Brahms (não o boneco) rouba as coisas dela para que ela não saia com o Malcolm. E provavelmente também é ele quem a deixa trancada no porão durante a noite e rouba todas as roupas dela para que não haja nenhum risco de ela sair com o Malcolm. Não ha NADA de sobrenatural no filme, sendo o próprio caracterizado como um terror/suspense psicológico. Mas digo isso de acordo com minha percepção e opinião somente. Pela atenção, grata.
    • Rodrigo Couto
      Não tem nada de sobrenatural quando o boneco some de lugar e quando a roupa dela some no banheiro. Você viu a cena que a babá encontra o quarto escondido onde tinha uma cama com uma boneca usando o vestido sumido dela? Então nessa cena deixa claro que o assassino saiu do quarto escondido e pegou o vestido dela, ele também saia pra mudar o boneco de posição. Por isso que ela falou que o boneco era tímido, na verdade o assassino só saia do quarto quando ela não estava perto. Parece que você não viu o mesmo filme que eu.
    • Aline Gon
      Tem um muito parecido que foi produzido pelo Grande Guillermo del Toro e é mil vezes melhor, tanto em enredo quanto em jogo de cenas: O Orfanato. Apesar de que em algumas partes parece ficar monótono, no final tudo faz sentido e é um dos raros filmes de terror capazes de tocar a alma do Espectador. Recomendo!
    • Aline Gon
      (...)O roteirista Stacey Menear acredita que está criando o novo O Sexto Sentido(...), essa frase tem um tom de desdém muito maldoso. O filme pode não ser genial, mas cumpre seu papel de assustar, mesmo que o final, como estão dizendo, seja uma cagada. Pra mim foi uma boa surpresa o Brhams não ser quem aparentava ser, só acho que podiam ter maneirado mais nos esfeitos de filmes de terror tipo b, mas é como disseram: os Diretores fazem o filme já pensando na continuação.
    • Kelly Cristina Dos Santos
      Isso é comum em filmes de terror Joe... nos outros não tem tanto mimimi assim, porque a pessoa na realidade está com medo de ver o filme e quer saber se vai dormir essa noite ou não.Eu fazia isso quando era criança, lia os comentários, críticas e spoilers de propósito antes, pra ver se eu não ia me assustar muito com o filme. Eu nem me incomodo mais, aliás hoje adoro spoilers, assim me incentiva ver o filme com meus próprios olhos e ter a minha opinião sobre ele, então conta mais :V
    • Kelly Cristina Dos Santos
      Então hoje a maioria desses produtores e roteiristas, não pensam em fazer um filme bom, e sim um que tenha continuação pra continuar ganhando dinheiro. A história pode ser boa, ter um desenrolar muito bom, mas no final cagam, só pra ter o dois. Em vez de pensar vamos ver se esse vai dar certo primeiro, se der ai fazemos sequência, não eles já fazem o primeiro pensando no segundo...
    • Cesar S.
      Com todo respeito, quando você começa a ler comentários e/ou críticas sobre qualquer filme, já não sabe que todos aqueles que já assistiram, vão exatamente contar, falar do que se trata, publicar spoilers?
    • Cesar S.
      Sinceramente, o filme começou até que razoavelmente bem. Gostei da atuação da Lauren Cohan, estava perfeita no papel da babá. Porém, até a metade ainda despertou meu interesse, depois começou ficar chato e sem graça. Alguns efeitos previsíveis, da típica casa enorme onde há barulhos e coisas do gênero. Ainda assim, era o esperado. Mas depois realmente fugiu do que eu estava ainda apreciando, se tornou massante, e não gostei das cenas finais. Não é dos melhores filmes que já vi de terror e/ou suspense psicológico, mas do jeito que caminhava, eu esperava mais pelo desenrolar e pelo final. De uma forma geral, para mim ficou bem abaixo da média. Só restou mesmo de bom, a bela Lauren, que me agradou. Abraços!
    • José Neto
      Eu gostei do final mais lógico porque não gosto de filmes de terror (são mentirosos e eu não acredito em nada sobrenatural), porém decidi arriscar e ver esse. O final fica em aberto mesmo, e a explicação para mim seria: O menino de 8 anos matou sua amiga na floresta, a família forjou um incêndio na casa pra dizer que ele estava morto e assim mantiveram ele vivo por 20 anos escondido pra não ser preso (só não sei como não acharam o corpo dele no incêndio fizeram até túmulo, talvez por ser uma cidadezinha e sendo anos atrás, com polícia ruim hauahuauaha). Aí a família meio maluca acha uma baba perfeita pra ele, que passou 20 anos escondido e queria uma mina! huAUAHUIAaUH Bom, pensei nisso pro final, mas o fato de no começo acontecerem coisas sobrenaturais que não tem explicação foi pra tentar enganar o público, como o boneco sumir da mesa só da mulher virar de lado, ou a roupa e o colar caindo no banheiro e o cabelo dela também. Podiam ter sido mais realistas, mas gostei até, prefiro suspense do que terror. Obs.: geral deu spoiler então estou dando tb, espero que estejam lendo isso dps de ver o filme. Bjs e abcs.
    • Venenop Forte
      Você sequer me conhece e demonstra o injustificável intuito de desvendar os meus hábitos literários; que prerrogativa você tem para isto? Adoro literatura clássica brasileira, principalmente Machado de Assis, José de Alencar, além dos pré modernistas como Monteiro Lobato e Lima Barreto, no quesito literatura internacional adoro George Orwel, Edgar allan Poe, Gabriel Garcia Marques, José Saramago e também já li Moi Chan. Não seja precipitado em julgar alheios, principalmente quando você não conhece nada sobre a pessoa, além disso, ainda que meus hábitos literários se restringissem à literatura popular, isso sequer diria respeito a você, e, a qualquer modo, não me classificariam como uma pessoa inapta a dar meu parecer sobre uma obra. Seu comentário foi preconceituoso e muito tolo.
    • Joe
      Guarde os abraços pra tua bolacha de suvaco peludo. O que você busca é saber se deve ou não ver um filme se não viu, e entender filme que não entendeu (porque é uma anta) se viu. Não me importa. Zebu, merda, Estou sempre aqui lendo comentários que agregam, não é o caso dos teus. kkkkk... e de onde vem essa raiva? Lê tudinho que escrevo e a verdade te dói. Não tem opinião própria, repito. E só descobre se um filme que viu foi bom depois de ler os palpites dos outros.
    • Luisa Soares
      Ô zebu! Mto me admira que tu esteja nesse site. No meio de pessoas inteligentes. Cada um que comenta fazendo uma BOA CRÍTICA está positivamente colaborando com a proposta do Adoro Cinema. Uma lástima que tu esteja aqui, digitando merda. Mas faz parte. Pessoas sem educação e sem noção estão por toda parte. Tu é só mais um fazendo a sua parte.Porém não me importa! Estou sempre aqui lendo comentários que agregam, não é o caso dos teus. Abracos
    • Joe
      A única irritada aqui é você, pateta, não tem independência intelectual, é ovelha que segue opiniões nas próprias escolhas, porque é incapaz de definir critérios sobre se uma coisa vale a pena ou não ser vista. Se todos forem burros e dizerem que um filme ruim é bom você o assiste, se todos forem burros e dizerem que um filme bom é ruim você não assiste, e onde busca referências? Num espaço de comentários, onde 90% não sabe nada. Leia resumos do filme disponíveis em lojas virtuais como livrarias, que expõem resumos simples das capas dos DVDs/BlueRays, não pensou nisso ainda, sua anta dependente?
    • Luisa Soares
      Ta louco? Não sabe dissertar sobre o filme sem dar spoiler?? Ainda quer que ninguém reclame?? Se toca ô!! Ler crítica é diferente de ler spoiler espertinho! Não gostou do meu comentário? Grande bosta, faço assim mesmo.
    • claudivan n.
      Concordo contigo V F, assisti ao filme e acho que o mal não está no boneco, mas na cabeça de quem escreveu o roteiro.
    • claudivan n.
      JOE ! JOE ! JOE !
    Mostrar comentários
    Back to Top