Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Vingadores: Guerra Infinita
    Críticas AdoroCinema
    4,0
    Muito bom
    Vingadores: Guerra Infinita

    Chegou a hora

    por Lucas Salgado
    Chegou o aguardado momento. Lançado em 2012, Os Vingadores - The Avengers marcou o primeiro grande encontro dos heróis do Universo Cinematográfico da Marvel. Ali, nos deparamos com Homem de Ferro, Thor, Capitão América, Hulk, Viúva Negra, Gavião Arqueiro. Três anos depois foi a vez de Vingadores: Era de Ultron, que contou com a adição de Feiticeira Escarlate, Mercúrio, Visão e Máquina de Combate. Agora, passados mais três anos, temos Guerra Infinita e um número de heróis que até constrange os dois primeiros filmes. 

    Após entrarem na franquia fazendo barulho com Capitão América 2 - O Soldado Invernal e Capitão América: Guerra Civil, os diretores Joe Russo e Anthony Russo agora assumiram o posto de responsáveis pela maior marca do Universo Marvel: Os Vingadores. E eles não decepcionaram. O desafio de Guerra Civil, de colocar vários heróis em um mesmo espaço, agora é ainda mais elevado, uma vez que temos vários espaços diferentes.


    Guerra Infinita retrata a empreitada definitiva de Thanos em busca das Joias do Infinito. Além de tentar descobrir onde se encontra a Joia da Alma, ele divide seu time em busca das restantes, sendo que duas estão na Terra. Sem entrar em maiores detalhes, a interessante como o filme consegue dividir sua narrativa por diversos pontos da galáxia, algo que ainda não havia acontecido.

    Ainda que falhe em apresentar melhor os membros da Ordem Negra, o filme tem como grande mérito o seu vilão. Pode parecer estranho falar isso em um filme com mais de 20 heróis, mas é Thanos que rouba a cena. Graças aos efeitos visuais que melhoraram muito desde a primeira ponta do personagem em Os Vingadores e a uma grande atuação/trabalho de voz de Josh Brolin. Ao contrário do que temos normalmente nos filmes da Marvel (salvo Loki e Killmonger), aqui estamos diante de um antagonista com profundidade e até mesmo humanizado. Sua missão é inaceitável, mas não é impossível se relacionar com sua jornada e, principalmente, com sua dor.

    Seguindo falando de Thanos, o filme se preocupa até em mostrar um pouco de sua história pregressa, especialmente com relação às filhas Gamora e Nebula. As interações do personagem com os heróis também são sempre interessantes e bem desenvolvidas. Não é mais um vilão genérico que será esquecido daqui a alguns dias.

    Do lado dos heróis, o principal destaque é Thor, que assume uma posição central na história, e sem o peso cômico visto em Thor: Ragnarok. A divisão de tempo entre os heróis (ou núcleo de heróis) é bem feita, mas alguns acabam pouco aproveitados, como Viúva Negra, Pantera Negra e até mesmo o Capitão América. Tony Stark segue roubando a cena e o Homem-Aranha é o principal alívio cômico, e funciona.

    Com um final apoteótico e obscuro, o longa abre caminho não apenas para Vingadores 4, mas também para outras produções do estúdio. Guerra Infinita é entretenimento de primeira qualidade e com uma escala raramente vista na tela grande. Nem tudo funciona, é bem verdade. Há certa frustração com o ápice da história e com o fato de que o filme não consegue entregar nada tão empolgante quanto a cena do aeroporto de Guerra Civil.

    Mas o principal mérito dos Russo está em unir todo mundo num mesmo filme. Usando uma metáfora óbvia de carnaval, podemos dizer que eles receberam nota dez em harmonia. Tudo funciona em sintonia e as transições de núcleos são bem interessantes. O núcleo de Guardiões da Galáxia traz músicas e cores no estilo da produção e o mesmo acontece quando a ação vai parar em Wakanda.


    Vingadores 3 acerta, inclusive, no uso de sua cena pós-crédito. Não há a utilização saturada de Guardiões Vol. 2. Temos apenas uma cena. E uma cena importante, que abre portas para o futuro e deixa um gostinho de quero mais. Um filme com um final impactante não merece várias cenas de piadinhas durante os créditos e, felizmente, isso não ocorre.

    Mesmo sendo o filme mais longo da Marvel, com quase duas horas e meia de duração, Avengers: Infinity War (no original) não possui problemas de ritmo. Na verdade, quando acaba, a sensação é de poderíamos ficar ali mais um tempinho. Infelizmente, teremos que esperar até 2019.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema

    Comentários

    • luiz
      só assistir a saga que entenderia o filme
    • lucas
      primeiro filme q assiste
    • jonas
      Assisti todos os filmes a historia e simples, pegar as joias, o final foi perfeito
    • Christian
      um dos melhores, o bem vencendo o mal sempre acontece no filmes você já sabe o final, mas esse surpreendeu. A indicacao indicativa e acima de 12 anos, nem sempre o bem vence o mal.
    • Marcelo B
      Lembro da primeira vez que vi um filme de heróis. Superman. Fui com meus tios. Tinha 8 anos de idade. Na época assisti no drive in da Ilha. Nem existe mais isso hoje em dia, a gente assistia aos filmes de dentro do carro num telão enorme. Cara, fiquei maluco vendo o homem de aço com sua roupa azul e sua capa vermelha vencendo os inimigos do planeta. A partir dali, foi uma febre. Tornei-me fã não só dele, mas também do Hulk, Homem aranha, Capitão América e outros. Hoje com 47 anos devo ter assistido uns 10 mil filmes pelas minhas contas, o que de certa forma me transforma num bom crítico. E sabe galera, quando a gente fica mais de 2 horas na telinha vendo aquela batalha toda, é porque quer ver o bem vencer o mal. Fiquei tão decepcionado que desisti de passar o filme pro meu filho (tá na avó). Eu ia gravar pra ele ver depois. Mas depois de ver aquele final horrível com aquele vilão grotesco vencendo, desisti. A impressão que tive é que eles perderam a mão. Não é mais como antigamente. E passei a pensar assim depois de assistir Batman X Superman. Ridículo fazer dois heróis lutarem entre si. Não sei o que eles pensam, talvez queiram destruir a mística do bem contra o mal. Mas se fizerem isso, vão perder audiência, principalmente porque boa parte de seus telespetadores são crianças, que ao começar a se interessar por filmes assim, querem ver um final, um mínimo surpreendente. E que bom que eu sou um daqueles pais assiste antes pra analisar o conteúdo. Pode não parecer mas esse tipo de entretenimento tem sim enorme poder de formação de personalidade, como por exemplo o senso de justiça. Odiei o filme e to sendo sincero. Sem contexto, sem linha histórica, cheio de clichês... E um final nada legal. Imagina o que meu filho pensar ao ver um camarada que sai matando um monte de gente boa e no final sai ileso? Não dá. Pra mim o pior filme da Marvel. Vou pensar se verei a continuação.
    • Maria C
      Deveriam ter pedido o Superman emprestado para a DC..Bom passatempo... gostei.
    • Regi Major
      deve gostar da dc
    • Regi Major
      vcs são piadas como criticos kk
    • Jucelio N.
      Parabéns pela crítica. Reflete tudo que achei sobre o filme ..
    • Fabrício Couto
      E esse seu por que, amigão? Sabia que tá errado? POR QUE é usado no início ou meio de frases, já sim o PORQUE é usado para explicar algo, coisa que você não fez nessa sua primeira sentença.Acéfalo, burro e analfabeto é você, além de ignorante e prepotente.
    • matheus
      e que e feito para criancas com imaginacao nao gente sem imaginacao
    • matheus
      E que vc nao e crianca para emaginar.dai vc fica pensondo oq vai falar para estragar os comentarios.NE nao e verdade
    • Guilherme Daniel Ramos
      Primeiro avengers que presta e vale o dinheiro do ingresso. Pena q vcs não dao muito valor aos filmes, aposto que só vao ao cinema para entrar na onda e chegam la pra assistir e vao mexer no celular
    • Guilherme Daniel Ramos
      Tu deve ser dos caras que acham Avengers 1 e 2 bom. Primeiro vingadores bom é esse. Inimigo forte e cômico como eu sempre quis.
    • Guilherme Daniel Ramos
      Tem gente que é mt burra mesmo, o primeiro vingadores que presta e os caras reclamando. Avegers 1 vilão fraco e sem nexus. Avengers 2 Ultron fraco demais tbm, se tivesse metade da força dos sentinelas de X-Men Dias de um futuro esqueçido ja estava bom. Agora o primeiro avengers bom com um vilão cômico e que realmente funciona. Finalmente acertaram Nota 9/10 Avengers 1 Nota 4/10Avengers 2 Nota 3/10
    • Fa G
      O filme é bom ,o melhor que gostei foi a união dos heróis não todos mais a maioria estava presente no filme, enquanto ao Thanos acho que ele não é um vilão e sim um fascista que tinha um pensamento que achava correto mesmo que através de seus métodos nada convencionais metade do universo deveria ser sacrificado ,enquanto ao final do filme acho que irá ter uma sequência
    • Bruno Souza
      Filha, nego que assiste filme de heróis, não tá nem aí pra ficar pagando de cult, como você e seus comentários... Às vezes, a pessoa quer relaxar e assistir algo divertido... E outra, foda-se o que você diz ser refinado... Quanto aos filmes de heróis, você não é obrigada à gostar, mas ficar na internet hateando, faz você parecer uma criancinha mimada, que não aceita o sucesso de algo que não é a sua praia, pelo simples fato de você não gostar... Se enxerga!
    • Eder Peracchi
      Assisti somente neste fds e minha nota foi 8/10, achei bacana mas nada extraordinário,
    • disqus_Q1R7Y8jh4G
      Filme ruim e sem nexo, histórias corridas(várias histórias paralelas aliás), sem enredo, vilão fora do contexto dos quadrinhos e do que era no inicio do universo Marvel, péssimo!!!
    • Angelo
      Concordo. Filme simplesmente nem deveria existir de tão ruim. A pior merda que a Marvel lançou.
    Mostrar comentários
    Back to Top