Meu AdoroCinema
As Aventuras de Tadeo 2: O Segredo do Rei Midas
Críticas AdoroCinema
3,0
Legal
As Aventuras de Tadeo 2: O Segredo do Rei Midas

Toque de bronze

por
Versão espanhola do Indiana Jones, Tadeo Jones volta aos cinemas quatro anos após a animação As Aventuras de TadeoAs Aventuras de Tadeo 2: O Segredo do Rei Midas volta a seguir as aventuras do estudante de arqueologia Tadeo e da professora Sara, que viajam pela Europa em busca de templos que podem levar às peças que formam o amuleto do lendário Rei Midas. A lenda conta que quem usa o amuleto tem o poder de transformar tudo em ouro.

Em um lugar indefinido em termos de relacionamento amoroso, a dupla conta com a ajuda de seus animais de estimação e de uma múmia. E terão que enfrentar um vilão que sonha em colocar as mãos na relíquia.

O primeiro longa levava a turma ao Peru, oferecendo uma versão completamente estereotipada da América Latina. Também jogava contra a obra o fato de investir mais em referências do que numa história em si. Isso melhor bastante aqui. Temos referências presentes, especialmente a Indiana Jones, mas é algo menos exagerado. Mas isso, infelizmente, não significa que a trama é melhor desenvolvida.


Previsível e desinteressante, a premissa do longa não empolga o espectador. Por outro lado, há de se reconhecer a qualidade da animação digital. O filme é muito bem desenhado, comprovando que não é só em Hollywood que se faz uma animação 3D de qualidade.

Diretor do primeiro filme, Enrique Gato está de volta nesta continuação. Se é fã do original, tem tudo para aproveitar o novo. Sem arriscar além do suficiente para levar uma medalha de bronze, a produção investe em momentos divertidinhos, referências e personagens carismáticos, além de inserir uma história de amor e amizade no meio disso tudo.

A mudança para a Europa, passando por Espanha e Turquia, fez bem à trama, que deixa um pouco de lado a caricatura. Ainda tem o espanhol apaixonado que come paella, mas nada perto dos estereótipos de latinos trambiqueiros que vemos no anterior.
Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema

Comentários

Mostrar comentários
Back to Top