Meu AdoroCinema
    Pixels
    Nota média
    2,4
    24 publicações
    • Almanaque Virtual
    • Diário de Pernambuco
    • Estado de São Paulo
    • Cineweb
    • O Globo
    • Screen International
    • Zero Hora
    • Cinemascope
    • Papo de Cinema
    • Blogs Pop
    • Boston Globe
    • CineClick
    • Cinema com Rapadura
    • Cinepop
    • Gazeta do Povo
    • Omelete
    • ScreenCrush
    • The Hollywood Reporter
    • Variety
    • Veja
    • Washington Post
    • Cinepop
    • Folha de São Paulo
    • Pipoca Moderna

    Cada revista ou jornal tem seu próprio sistema de avaliação, que será adaptado ao sistema AdoroCinema, de 0.5 a 5 estrelas.

    24 críticas da imprensa

    Almanaque Virtual

    por Emmanuela Oliveira

    A homenagem à fase áurea do fliperama, mais calorosamente humana e não tão descartável como a tecnologia atual, diverte crianças e adultos em igual medida, independentemente da mudança de hábitos de geração para geração.

    A crítica completa está disponível no site Almanaque Virtual

    Diário de Pernambuco

    por Júlio Cavani

    A aventura protagonizada pelo ator Adam Sandler faz uma combinação entre velhos e novos recursos do cinema de entretenimento de forma relativamente sincera [...]. "Pixels" tem características de ficção científica e de cinema de ação, mas é a comédia que se sobressai.

    A crítica completa está disponível no site Diário de Pernambuco

    Estado de São Paulo

    por Luiz Carlos Merten

    A diversão é garantida. Tantas referências, tantas citações, não são coisa de descerebrados, mas de 'gente grande'. É a suprema piada - os adultos da geração Comic-Con.

    A crítica completa está disponível no site Estado de São Paulo

    Cineweb

    por Nayara Reynaud

    Adam Sandler nem surpreende nem compromete com as suas piadas típicas e, em um elenco correto, quem chama mais a atenção é Josh Gad com as obsessões de seu personagem, Peter Dinklage, junto com Andrew Bambridge na versão adolescente, no pouco espaço que lhe é dado.

    A crítica completa está disponível no site Cineweb

    O Globo

    por André Miranda

    O filme tem o mérito de trazer um humor mais discreto, ainda baseado em estereótipos, mas menos do que nas produções anteriores de Sandler. Ainda assim nem sempre acerta no tom, sobretudo quando aposta no romance...

    A crítica completa está disponível no site O Globo

    Screen International

    por John Hazelton

    Há muita coisa acontecendo em Pixels: uma comédia genial, ação agradável, uma pitada de sci-fi [...] efeitos 3D atraentes e uma dose de videogame turbinada de nostalgia oitentista. [...] Mas, o conteúdo se mostra um tanto inofensivo para adultos e e insuficientetemente divertido para crianças.

    A crítica completa está disponível no site Screen International

    Zero Hora

    por Marcelo Perrone

    Enquanto as crianças de agora tentam imaginar como era possível se divertir com joguinhos tão, digamos, inocentes, os quarentões podem pescar aqui e ali algumas divertidas referências à cultura pop dá década que se recusa a morrer.

    A crítica completa está disponível no site Zero Hora

    Cinemascope

    por Ana Carolina Diederichsen

    Apesar de descartável, o longa dirigido pelo competente Chris Columbus é divertido. Representa uma espécie de “vingança nerd” contra a sociedade que os menosprezou e que agora só pode se salvar por causa deles. Para os saudosistas, tem gostinho de encontro com os amigos de infância.

    A crítica completa está disponível no site Cinemascope

    Papo de Cinema

    por Thomas Boeira

    "Pixels" encontra sérios problemas de ritmo, conseguindo divertir com uma cena de ação, mas levando o público quase ao sono profundo logo depois, como na festa que ocorre em determinado momento.

    A crítica completa está disponível no site Papo de Cinema

    Blogs Pop

    por Claudio Yuge

    Muitas das sequências são sustentadas por piadas comuns aos shows de stand-up comedy de Adam Sandler e Kevin James — que podem até ser, isoladamente ou num palco, engraçadas; entretanto, são insuficientes para sustentar uma trama.

    A crítica completa está disponível no site Blogs Pop

    Boston Globe

    por Tom Russo

    Possui pouca coisa inteligente ou empolgante o suficiente para manter sua atenção. Na verdade, "Pixels" é menos interessante para quem foi criança nos anos 80 do que para um público jovem demais para ter conhecido tanto o Pac-Man, como o Homem-Formiga.

    A crítica completa está disponível no site Boston Globe

    CineClick

    por Daniel Reininger

    Se você adora o trabalho de Sandler, mesmo as fracas comédias mais recentes, tem tudo para amar Pixels. Se você não suporta o ator, mesmo em suas melhores produções, vai detestar esse longa com certeza.

    A crítica completa está disponível no site CineClick

    Cinema com Rapadura

    por Thiago Siqueira

    O que dói mais em “Pixels” é o fato que o longa tinha tudo para se tornar o filme definitivo de games nostálgicos e ser uma ode aos anos 1980. Acabou desperdiçando tudo isso e se revelando apenas mais uma comédia de ação com o selo Adam Sandler de mediocridade...

    A crítica completa está disponível no site Cinema com Rapadura

    Cinepop

    por Alan Leonel

    Adam Sandler não é diretor, mas "Pixels" se parece com a maioria dos filmes protagonizados pelo ator/produtor. [...] Engraçado? Às vezes. Mas nunca pelas piadas, sempre pelo carisma dos atores...

    A crítica completa está disponível no site Cinepop

    Gazeta do Povo

    por Anderson Gonçalves

    Tudo bem que em um filme desses não era de se esperar um roteiro dos mais brilhantes, mas até mesmo as piadas soam batidas. Mesmo as referências à década de 80 parecem forçadas e, se para quem é familiarizado com a época não funcionam direito, imagine com uma plateia mais jovem.

    A crítica completa está disponível no site Gazeta do Povo

    Omelete

    por Marcelo Hessel

    O trabalho de computação gráfica encontra algumas soluções criativas para mostrar a física dos jogos no mundo real [...]. Hollywood gosta de dizer que o que faz um bom filme são seus personagens, porém, os de "Pixels" infelizmente estão mais deslocados aqui que os invasores do espaço.

    A crítica completa está disponível no site Omelete

    ScreenCrush

    por Matt Singer

    "Pixels" é um filme sobre um fã de videogame que pode reviver a sua infância, namorar uma bela mulher e se tornar um herói internacional sem nenhum esforço. Em meio a toda essa empolgação, Adam Sandler parece tão deprimido quanto os críticos de cinema obrigados a assistir às suas comédias...

    A crítica completa está disponível no site ScreenCrush

    The Hollywood Reporter

    por Todd McCarthy

    Uma comédia de piadas prontas que perde o gás com uma hora (é baseada num curta) e deveria ter sido aparada para 90 minutos. Embora ostensivamente focada nas pessoas de 40 anos, [...] deverá funcionar melhor para os filhos desses veteranos, que acharão o Frogger e o Q*bert "oh, que fofo".

    A crítica completa está disponível no site The Hollywood Reporter

    Variety

    por Justin Chang

    Uma boba viagem nostálgica aos anos 80 melhor apreciada por quem esperou anos para que a inteligência refinada de Adam Sandler e a maestria cinematográfica de Chris Columbus finalmente convergissem. Para os 99% restantes da população [...]

    A crítica completa está disponível no site Variety

    Veja

    por Raquel Carneiro

    O longa cômico arranca risadas honestas, tem um visual incrível, além de um forte apelo com a cultura pop dos anos 1980. Porém, o roteiro tropeça em ingenuidades do "filme família" e erra ao eleger Sandler como herói.

    A crítica completa está disponível no site Veja

    Washington Post

    por Stephanie Merry

    "Pixels" é o equivalente cinematográfico de uma listícula do Buzzfeed intitulada “50 Coisas Que Só Crianças dos Anos 80 Conseguem Entender". [...] Acaba sendo um filme do Adam Sandler. Um que já vimos antes: um caloteiro imaturo corteja uma garota linda ou inteligente.

    A crítica completa está disponível no site Washington Post

    Cinepop

    por Raphael Camacho

    Personagens sem carisma, embalados ou não pelas piadas americanizadas de Sandler, um roteiro repleto de falhas e uma direção que beira somente ao razoável transformam "Pixels" em uma grande e intensa experiência sonolenta.

    A crítica completa está disponível no site Cinepop

    Folha de São Paulo

    por Douglas Lambert

    Tudo o que havia de original no curta francês acabou diluído em mais um "filme do Adam Sandler". Seus clichês estão todos lá: do perdedor destinado a algo maior às piadas sem graça que parecem não saber quando acabar.

    A crítica completa está disponível no site Folha de São Paulo

    Pipoca Moderna

    por Renné França

    Sandler ficou de longe vendo uma ideia original, a pegou e fez seu próprio filme. “Pixels” tinha tudo para ser o revival definitivo da década de 1980, mas terminou chato como aquele cara que não para de encher o saco até virar dono do fliperama.

    A crítica completa está disponível no site Pipoca Moderna
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top