Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Elvis & Madona
    Críticas AdoroCinema
    4,0
    Muito bom
    Elvis & Madona

    Uma Inusitada Comédia Romântica

    por Francisco Russo

    Publicado originalmente em 10/08/10

    O Festival de Gramado chegou à sua metade e, ao menos por enquanto, nenhum filme obteve reação popular tão positiva quanto Elvis & Madona, a inusitada comédia romântica onde seus protagonistas são um travesti e uma lésbica.

    Sim, é isso mesmo. Simone Spoladore (Lavoura Arcaica) é Elvis, fotógrafa de coração e entregadora de pizza por necessidade. Logo em sua primeira entrega ela conhece Madona (Ígor Cotrim), um travesti que enfrenta problemas com o amante João Tripé (Sérgio Bezerra). É o início de uma amizade que, pouco a pouco, se transforma em amor.

    Em coletiva concedida nesta segunda, o diretor Marcelo Laffitte contou de onde tirou a ideia para este relacionamento insólito. "Um dia assisti a um programa de auditório, destes em que as pessoas lavam roupa suja, em que um pai tinha abandonado a família para se tornar travesti. Anos depois ele se reaproximou dos parentes, mas se apaixonou pela namorada do filho."

    O protagonista Ígor Cotrim revelou que teve um longo trabalho de preparação com Simone Spoladore, para encontrar a química necessária para o casal. "Fui com a Simone assistir a diversos shows de travestis, na Lapa. Em um deles vi um homem com um travesti, em uma mesa. O travesti estava com a cabeça encostada no ombro dele. Na hora disse a Simone que era isto que tínhamos que atingir, esta naturalidade de casal mesmo sendo uma situação tão diferente."

    Objetivo alcançado, e com méritos. Com excelentes atuações do casal protagonista, Elvis & Madona diverte pela forma como a trama é conduzida, sem preconceitos e também sem excessos. O universo retratado é apresentado de forma bastante fiel, usando gírias próprias que provocam risadas pelo inusitado.

    Sem temer que o tema afaste o público dos cinemas, Marcelo Laffitte complementa: "É a história de um sonho que passa por questões homossexuais. É o retrato do país em que vivemos hoje, onde há esperança de que sonhos possam ser realizados."

    Elvis e Madona tem previsão de lançamento nos cinemas para janeiro de 2011, com 40 cópias. "Nossa distribuidora acredita nele como um filme de férias. Então enfrentaremos os blockbusters de verão. Será Elvis e Madona contra Batman", dispara o diretor, que logo corrige: "Se bem que ano que vem não terá Batman, mas está valendo."

    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema

    Comentários

    Mostrar comentários
    Back to Top