Meu AdoroCinema
Se Beber, Não Case! Parte III
Críticas AdoroCinema
3,0
Legal
Se Beber, Não Case! Parte III

Ato de coragem

por Francisco Russo

São raras, raríssimas, as séries que ousam mudar de rumo quando não há um forte motivo para tanto  - leia-se queda brusca de bilheteria. Não era este o caso de Se Beber, Não Case!, visto que o segundo filme faturou US$ 586 milhões nas bilheterias ao redor do planeta, cerca de US$ 120 milhões a mais que o original. Entretanto, diante das críticas recebidas de que a sequência nada mais era do que a repetição do primeiro em outro local – sai Las Vegas, entra a Tailândia -, o diretor Todd Phillips resolveu radicalizar. Se Beber, Não Case! Parte III deixa de lado boa parte do tom cômico dos filmes anteriores, que beirava o absurdo e abusava bastante do politicamente incorreto, para contar uma história que tem por função seguir em frente na trajetória dos personagens. Ou melhor, de dois deles: Alan (Zach Galifianakis) e Chow (Ken Jeong), que movem basicamente tudo o que acontece nesta nova continuação.

Se Beber, Não Case! Parte III - Foto

A história começa dando destaque a Chow, mostrando como ele conseguiu escapar de uma prisão tailandesa. Pano rápido para Alan, que enfrenta problemas em casa. Aos 42 anos e ainda dependendo dos pais, ele se recusa a tomar a medicação receitada e, com isso, está mais descontrolado do que nunca. A súbita morte do pai, seu melhor amigo, complica ainda mais as coisas, trazendo uma raiva incontida que se manifesta através de birras típicas de criança quando quer chamar a atenção. Preocupado com o cunhado, Doug (Justin Bartha) chama seus velhos amigos Phil (Bradley Cooper) e Stu (Ed Helms) para ajudá-lo no plano de levar Alan a uma clínica médica, onde possa se tratar. Não demora muito para que o quarteto pegue a estrada, mas logo é incomodado pela gangue liderada por Marshall (John Goodman), que está atrás de... Chow!

Se Beber, Não Case! Parte III - FotoA presença do vilão da história se dá a partir de uma boa sacada dos roteiristas, aproveitando um diálogo sem muita relevância do primeiro filme da série. Tem início então o grande duelo do terceiro filme, que coloca de um lado o bando de lobos formado por Alan, Phil e Stu e do outro o próprio Chow. Se nos filmes anteriores o personagem de Ken Jeong sempre teve destacado o lado bizarro, seja pelo comportamento ou o perfil politicamente incorreto, aqui ele é lembrado pelo que realmente é: uma pessoa perigosa e ameaçadora. Esta é a primeira grande surpresa do filme, já que existem diversas sequências que exploram a tensão decorrente da simples presença de Chow. É claro que suas características marcantes não foram esquecidas – a risada típica do personagem está lá – e ele até faz rir em certos momentos, mas sua participação na história possui um tom bem mais pesado que o habitual.

Mais pesada é também a história como um todo, bem mais dramática do que nos demais filmes da série. Não apenas pela nova ameaça, muito mais séria do que um apagão sofrido após uma noite de bebedeira e drogas, mas também pela presença da violência. Além de um Chow até então inédito, o filme traz um tom sério decorrente do processo de amadurecimento de Alan, que acontece ao longo de toda a trama, e também da inevitável tensão decorrente das ameaças de Marshall e, é claro, Chow. Ou seja, o filme até tem momentos cômicos, mas possui também um lado dramático e de suspense que surpreende não propriamente pelo que acontece, mas por sua presença em uma série cujo humor politicamente incorreto sempre foi sua marca registrada.

Se Beber, Não Case! Parte III - FotoO mais curioso desta mudança de rumo é que, já na reta final, Se Beber, Não Case! Parte III oferece ao espectador uma sequência que é a cara dos filmes anteriores, como se perguntasse a todos se preferiam algo neste estilo ou a proposta oferecida por este terceiro filme. Soa como uma espécie de provocação de Todd Phillips, no sentido de provar aos detratores que poderia fazer algo diferente mas que isto não seria, necessariamente, melhor. Uma demonstração de ousadia e uma certa petulância, que surpreende também pela Warner Bros ter topado embarcar numa franquia de sucesso com uma proposta tão diferente do que vinha sendo feito até então.

Apesar de ser bem diferente dos demais filmes da série, Se Beber, Não Case! Parte III não é ruim. Pelo contrário, chama a atenção justamente pela ousadia e a aposta no diferente. Entretanto, é preciso ressaltar que o filme está longe de provocar gargalhadas como nos episódios anteriores e que, nesta nova proposta, os personagens de Bradley Cooper e Ed Helms foram reduzidos a coadjuvantes de Alan e Chow, sem que algo realmente relevante aconteça a eles. Destaque para a trilha sonora, com vários sucessos refletindo o estado de espírito dos personagens, e o lado autorreferente à série, com diversas citações aos eventos ocorridos com o trio principal não apenas em Las Vegas, mas também na Tailândia.

Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema

Comentários

  • Leandro V.
    Acho que gostei tanto dessa parte justamente pelo o que você citou em sua crítica, afinal todo o resto do planeta estava se perguntando se eles iriam repetir a mesma formula dos outros dois filmes, e inteligentemente e até com muita ousadia e maestria, os produtores seguiram para outro lado. E quer saber?... Adorei esse fechamento dessa séria, eles podiam ter matado a franquia com um terceiro filme fraco, mas pelo o contrario, acabaram fazendo muita gente sair triste do cinema por um único motivo: Por esse ser (aparentemente) o último da série e todos nós vamos sentir falta desses caras. A ponto de ficarmos na esperança para vir um quarto filme, mas dai se aparecer um quarto filme a chance de dar "meleca" é muito grande. Talvez seria melhor eles ficarem por ai mesmo
  • Leandro D.
    Gostei do filme, não é tão engraçado quanto o primeiro, mas é muitoo melhor que o 2°. Fique na Sala até o final..rs abs
  • Cleusa Maria M.
    Gostei muito do filme... só foi ruim o que fizeram com a coitada da girafa!!! que dó!!! Mas, foi tão bom quanto os primeiros... copiando e acrescentando o que está escrito na crítica acima: "Apesar de ser bem diferente dos demais filmes da série, Se Beber, Não Case! Parte III não é ruim".... é ótimo!
  • serginho
    gostei ...
  • Alessandra S.
    Preferi os primeiros filmes, mas, o filme é ótimo, super recomendo
  • Renan C.
    Pra mim, o filme é ótimo! Fiquei preocupado de cara, por causa da mudança de rumo, mas ficou show de bola, um final épico mesmo. Tô com uma ponta de quero um 4° filme, mas também prefiro que tenha terminado nesse mesmo, pra não fazer besteira num próximo e matar a franquia. Super recomendo, vá ao cinema, que terá risadas garantidas.
  • Luiz Paulo A.
    Otimo filme, recomendo a todos!
  • J?nior P.
    O filme é incrível... =), #ri muito!
  • Narizinho C.
    eu o verei de fato.
  • Vilma D.
    fui assisti ele ontem,ri muitooooé ótimo,,adorei
  • Davison M.
    nunca deveria ter tido o segundo e o terceiro filmeo primeiro é genialo segundo é copia e este terceiro é a comédia mais triste que eu ja vi, meu deus, era pra ser um filme de drama, ação ou comédia?meio que misturaram os 3 nessa porcaria
Mostrar comentários
Back to Top