Meu AdoroCinema
A Origem
Sessões Vídeos Créditos Críticas dos usuários Críticas da imprensa Críticas do AdoroCinema Fotos
Filmes Online Curiosidades Bilheterias Filmes similares Notícias
Críticas AdoroCinema
5,0 Obra-prima
A Origem

Um sonho que não se esquece

por Lucas Salgado

Uma das muitas funções de um crítico de cinema é não se deixar influenciar por grandes expectativas. Um julgamento objetivo só será possível se analisado aquilo que o filme é e não aquilo que se esperava que fosse. Obviamente, como vivemos em um mundo globalizado, em que tomamos conhecimento dos grandes acontecimentos no momento em que ocorrem, algumas vezes não é possível escapar do nascimento de certa expectativa por um projeto tão elogiado e discutido como A Origem. Quando isso acontece, cabe ao crítico apenas assumir o que esperava do filme e como este se saiu diante desta expectativa, somado claramente às análises pertinentes de estrutura e conteúdo.

Desta forma, em tom confessional, admito que esperava que A Origem fosse um grande filme. Acontece que, ainda assim, estava errado. O longa é muito mais do que um "grande filme". Trata-se do melhor filme da carreira de Christopher Nolan, o que não é pouca coisa, tendo em vista que dirigiu Amnésia, Batman Begins e Batman - O Cavaleiro das Trevas, e o melhor de 2010, até a data de seu lançamento. Dizer que trata-se de uma obra-prima seria exagero, uma vez que para tanto devemos esperar para ver como o filme vai envelhecer, mas assumo o risco de afirmar que o longa virá a ser uma obra-prima.

A história gira em torno de um grupo de ladrões que rouba segredos valiosos do profundo subconsciente durante o sono das pessoas, quando a mente está em seu estado mais vulnerável. E só cabe dizer isso sobre a sinopse, para não cair na tentação de revelar detalhes importantes da trama.

Nolan é o diretor mais criativo de sua geração e com Inception (no original) esta criatividade atinge um ponto que somente os grandes gênios atingiram. Por essas e outras, o diretor tem sido constantemente (e erroneamente, diga-se) comparado com ícones do cinema como Stanley Kubrick e Federico Fellini. A própria ideia de criatividade e originalidade repele essas equivocadas comparações. Ser original, neste caso, significa ser único.

O longa promete ser tão significativo neste início de século XXI quanto Matrix foi no final do século XX. Os dois filmes, a propósito, têm muito em comum, principalmente o fato de criarem um universo fantástico através de efeitos visuais mas sem ignorarem a necessidade de um roteiro interessante. Neste sentido, A Origem até supera o referido filme, uma vez que, por mais que a complexidade seja parecida, deixa menos pontas soltas. Matrix, já prevendo continuações, deixou uma série de coisas a completar que acabaram mal solucionadas nos dois últimos filmes. Já no longa de Nolan isso não acontece, em que tudo o que precisava foi explicado.

Com mais uma brilhante atuação de Leonardo DiCaprio, um ator cada vez mais competente, A Origem tem como principal mérito o fato de abranger diversos gêneros cinematográficos sem fracassar em nenhum deles. É uma ficção científica fascinante, uma ação pungente e, por que não, um drama romântico de proporções surpreendentes. Marion Cotillard (lindíssima), Joseph Gordon-Levitt, Cillian Murphy, Michael Caine, Tom Berenger, Ken Watanabe e Ellen Page completam o elenco do filme. A atriz de Juno, inclusive, tem papel fundamental de representar a plateia na produção. É através de sua personagem, uma novata no grupo, que os espectadores tem acesso às explicações mais diretas sobre o universo fantástico.

Apesar de bem desenvolvido e explicado, e até por isso, é importante destacar que o filme exige do espectador curiosidade e perspicácia para captar suas principais nuances. Resumindo, o longa não trata o espectador como ignorante.

A Origem é uma união de multiplos acertos. A direção de arte e a fotografia são excepcionais, variando de forma significativa dependendo do sonho em foco. É interessante notar, no entanto, que o roteiro não usa a fiigura do sonho para tomar grandes liberdades com relação ao mundo real. Ou seja, não é porque estamos vendo um sonho que veremos estradas de tijolos amarelos ou elefantes voadores. A trilha sonora merece destaque a parte, com um trabalho excelente desenvolvido por Hans Zimmer. O compositor vencedor do Oscar realizou um trilha intensa, utilizando-se basicamente de duas notas musicais - lembrando o tema clássico de Tubarão, desenvolvido por John Williams. A música "Non, Je Ne Regrette Rien", cantada por Edith Piaf, está presente no longa e é muito mais que uma referência à personagem que rendeu o Oscar à Marion Cotillard. O tema principal composto por Zimmer é derivado justamente desta canção.

Primeiro trabalho completamente original de Nolan desde sua estreia na direção com Following (1998), A Origem é um sonho do qual você não vai esquecer quando acabar. Um filme para ser visto e revisto.  

Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema

Comentários

  • Tato M.

    Um dos melhores filmes da atualidade, roteiros como este sao dificeis de encontrar.

  • Rita P.

    Genial!!!

  • Wilken Vieira D.

    Diferente, Inovador, Genial, A Origem com certeza é um dos melhores filmes de ficção ciêntifica já feito super bom.

  • F?bio Torres

    Ótimo filme. Pra quem gostou de "Vanilla Sky", "Clube da Luta", "A Janela Secreta", "Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças", "Número 23" e "Ilha do Medo" certamente irá se amarrar nesse filmaço também.

  • Eduardo S.

    Simplesmente um dos melhores filmes dos últimos 10 anos, sem dúvida. Roteiro incrível, excelentes atores, direção impecável. Leonardo diCaprio mostra mais uma vez que é um dos melhores atores do momento, vem de uma sequencia excelente de filmes ótimos. Está no meu top 10 dos melhores filmes de ficção científica.

  • Eron Roma

    Pode assistir sossegado, ótimo filme!

  • Alessandro C.

    muito bom!!!!

  • KletosKassaki

    Para ver e rever várias vezes.

  • mila_sport

    Genial.Um sonho, num sonho...

  • Tiago B.

    Meu filme favorito!! Number 1 !! Inteligente, impactante, impressionante, foi muito além de tudo o que eu esperava de um filme de ação.

  • Renan P.

    Fantástico, do começo ao fim!

  • Mauricio P.

    Acho que todo mundo devia ver esse filme, bom de mais, e depois que acaba parece que você acorda de um sonho tambem

  • Elvira A.

    É preciso prestar muita atenção ao enredo e se deixar levar por ele. O enredo é instigante. Leonardo Di Caprio tem feito boas escolhas profissionais, conseguindo mostrar várias facetas do talento.

  • Bruno J.

     Um dos Filmes mais inteligentes que ja vi na vida, vai demorar muito pra aparecer outro filme a esse nível de criatividade. 

  • Marcos Guedes

    simplismente: ÓTIMO!

  • Fernando D.

    incrivelmente otimooo

  • Leandro T.

    sem palavras para esse filme!

  • Thiago Petherson

    Então, Filme COMPLEXO AO EXTREMO. Se vc não curte raciocinar, não
    assista. Se vc curte raciocinar pouco, também não assista. Se você curte
    raciocinar medianamente, tb não assista. Esse filme é pra poucos. E
    muitas pessoas que dizem que esse filme é bom, dizem isso pra não se
    sentir por baixo, pra não dizer que não entendeu o filme. ( Porque é
    feião dizer que não entendeu um filme né, HAHA ', meio que
    constrangedor, suahsuhasua, pelo menos pra mim ). Se você é como eu, e
    adoro filmes complexos e não se satisfaz quando assistiu um filme e não
    entendeu. ESSE FILME É RECOMENDÁVEL. Do contrário, nein perca seu tempo
    ... NOTA 8,5

  • tyler durdennnn

    filme sensacional!!top ten!!.

  • Juddy K.

    Adorei esse filme, é incrível! Um dos poucos que fazem você pensar. Muito inteligente e bem elaborado. Um dos melhores que eu já assisti.

  • Gisele B.

    Tô louca pra ver esse filme.

  • marcelo J.

    Esse é um típico filme que se tiver continuação como teve MATRIX iriam estragar com ele.

  • Thiago Petherson

    Hans Zimmer brincou na trilha sonora desse filme ...

  • Enio

    Essa é minha maior decepção no cinema desde a trilogia Matrix. Acreditava muito nesse projeto pelo fato de ter um conceito muito "denso" e complexo.
    A primeira parte do filme foi como deveria ser, embora o diretor tenha exagerado ao explicar o argumento, como se tivesse falando pra uma criança... mas até ai tudo bem.
    O problema é que Nolan, ao desenvolver a trama, deixou de explorar o conceito e se concentrou em cenas de ação.
    O que sobrou de possitivo foram as atuações de DiCaprio (respeitavel e talentoso) e a composição de Hans Zimmer, que apesar de ser previsível, nunca decepciona.

  • Vanessa N.

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk né

  • tyler durdennnn

    ok campeao

  • delhmc

    Temática interessante (Imersão em cascata em sonhos e compartilhamento de pensamentos/objetivos em estado de sono) e atuações bacanas. É um filme mais complexo e precisa de atenção, dessa forma, vai a dica: Não assista com sono, senão vai ficar chato e você vai desistir de vê-lo até o final, rs Um bom passatempo, reflexivo e com muita ação...

  • Alan M.

    Espetacular! O diretor Chris Nolan realmente tem algo a oferecer em meio a tantos filmes de ficção que se amontoam. Di Caprio é um dos melhores atores que nunca ganharam Oscar. Nada de explicações, uma experiência que exige do espectador reflexão e imersão na história tal qual seu protagonista.

  • Washington S.

    O Nolan passou 10 anos pensando em fazer esse filme, não que ele tenha feito algo ruim e sim pelo contrario foi bem feito, só acho que ele deveria ter deixado mais claro esse final, muita gente tem duvidas se o pião cai ou não, o personagem interpretado pelo Leonardo Di Caprio tem dois totem, talvez o personagem não saiba disso, um é o pião o outro é a aliança que aparece sempre que ele está sonhando, na vida real essa aliança some, agora se você ficou na duvida assista o final do filme novamente.

  • Ivan Sousa

    A direção de Nolan nesse longa impressiona em todos os espectros,seu filme é literalmente a prova que ainda hoje nos dias atuais é possível ter ideias originais,e ser bem lembrado por isso. Os Efeitos especiais são muito bons, me arrisco em dizer que foi o filme que melhor usou os efeitos em favor da trama,cidades se contorcendo,coisas explodindo, cenários girando e explodindo tudo bem feito. As atuações são muito boas, principalmente a de Tom hardy e o Leonardo DiCaprio,seus personagens são tão cativantes na vida real e no sonhos.A atriz Ellen Page é uma das surpresas do elenco,a jovem atriz de 24 anos provou saber atuar no meio de tanto outros atores mais velhos e famosos,sua personagem é muito interessante questionadora como uma jovem deve ser

  • Dani C.

    este é o tipo de filme que vale a pena ver e rever inumeras vezes, realmente excelente, conteudo muito bom e muito interessante.. quem não gostou simplesmente não entendeu!! recomendo!!

  • Dani C.

    zzzzZzZzzZzzZzzZzz!!

Mostrar comentários