Meu AdoroCinema
Os Mercenários
Média
4,1
1116 notas e 53 críticas
11% (6 críticas)
23% (12 críticas)
28% (15 críticas)
21% (11 críticas)
15% (8 críticas)
2% (1 crítica)
Você assistiu Os Mercenários ?

53 críticas do leitor

Fernando M.
Fernando M.

Segui-los 17 seguidores Ler as 49 críticas deles

3,0Legal
Enviada em 27/04/15

A nova película de Sylvester Stallone tem mais testosterona que um frasco de anabolizante. Não só por ser um filme de ação de política simples: muita luta, perseguição em alta velocidade, sangue jorrando com todo o sensacionalismo oitentista. Mas por reunir vários atores simbólicos desse tipo de cinema. Estou falando de Dolph Lundgren, que se notabilizou em filmes como Rocky 4, Soldado Universal e Homem de Guerra. De Jet Li, ator o qual muitos saudosistas enxergam (um tanto exageradamente) como uma espécie de continuador de Bruce Lee. Falo também da participação especial de Bruce Willis, ícone da legendária saga "Duro de Matar"... do velho Arnold Schwarzenegger... do Mickey Rourke... sem contar a presença de uma nova geração de atores de filmes de ação e lutadores profissionais, como Eric Roberts, Jason Statham, Gary Daniels, Randy Couture e Steve Austin. O filme não tem maior ambição que resgatar o cinema de ação dos anos 1980, capitaneado por um dos grandes símbolos da época, Sylvester Stallone. Isso fica evidente já nos primeiros minutos, em que Gunnar (Dolph Lundgren) parte um homem literalmente ao meio com uma rajada de balas de grosso calibre. Ou antes, quando a câmera repousa justamente em um símbolo de caveira, representando o grupo de "soldados da fortuna" liderados por Barney Ross (Sylvester Stallone). Tudo isso serve como porta de entrada para uma história simples recheada de coreografias de luta, mortes escabrosas, perseguições, tráfico de drogas, ditadores... os genuínos clichês da era de Charles Bronson (1921-2003), James Coburn (1928-2002) e do imortal Chuck Norris. Tudo praticamente começa quando o grupo liderado por Barney Ross é contratado por um certo Sr. Church (Bruce Willis), agente da CIA. A ideia é que eles se infiltrem numa ilha da América Latina e assassinar seu ditador (David Zayas). A ilha é uma mescla indistinta de México, Cuba e Norte do Brasil. Embora, Mangaratiba (RJ), locação de parte das filmagens, apareça timidamente aqui e acolá. Quando Barney Ross e seus soldados durões lá chegam e conhecem Sandra (Gisele Itié), eles descobrem a verdadeira raiz do problema. Que o implacável ditador é na verdade uma marionete na mão de um mercenário truculento, ex-agente da CIA. Com voltas e reviravoltas de videogame, com a mocinha Sandra representando dentro daquela constelação de machões a estrelinha do nacionalismo romântico (ou, no aspecto mais amplo, a humana mensagem de se sacrificar por um sonho), o grupo seleto de Barney Ross deixa a pequena ilha praticamente de pernas para o ar. "Os Mercenários" é um filme mórbido. E é dirigido cheio de maneirices. O roteiro é basicamente conduzido por diálogos curtos. Talvez em busca de um maior efeito dramático, é que haja pausa grande entre uma fala e outra, preenchida por um sorrisinho, um meneio de cabeça, um gesto. Fora também os cortes cartesianos de cenas, os giros de câmera, além dos enquadramentos nervosos. Essa busca se nota com clareza absurda na cena em que Barney faz que foge no avião, mas depois ele volta com tiros e explosões, para exterminar seus perseguidores. O artifício é básico, muito clichê, mas em nada deve das águas que Stallone bebe. Lamentável constatar os efeitos especiais primários, principalmente no último bloco da trama. A destruição do palácio presidencial é tão forçada e artificial, que parece uma justaposição de imagens, sendo o palácio uma maquete de papel maché. E a cena do indivíduo em chamas? Não dá para convencer. "Os Mercenários" é um filme mais que parado no tempo. É um filme saudosista, nostálgico, retrógrado. Talvez a sua grande qualidade seja essa sinceridade, a de não propor mudança nenhuma, depois de quase trinta anos de um estilo consagrado. Procurar brilhantismo, questões complexas, personagens complicadas e alta densidade psicológica neste filme, será uma tarefa fã. Mas quem procura 100 minutos de muita adrenalina em um filme descompromissado, truculento, divertido, "Os Mercenários" é uma boa pedida.

nannyBt
nannyBt

Segui-los 17 seguidores Ler as 22 críticas deles

0,5Horrível
Enviada em 09/02/11

Me arrependo até agora de ter pago pra ver esse filme. Peguei na locadora achando que, pelo elenco, seria um ótimo filme. Mas que decepção...

Srta Green
Srta Green

Segui-los 26 seguidores Ler as 13 críticas deles

3,0Legal
Enviada em 16/08/10

Ótimo elenco, boa produção, introsamento total entre oa atores...Filme muito bom, apela em alguns momentos...mas o conjunto da obra é muito bom, prende a atenção. Elenco de primeira, e Gielle Itié, provando que mereceu papel de destaque. Resumindo: Bom elenco, boas atuações, bom introsamento, boa produção, boa direção...muito bom!

Senhor Ivan
Senhor Ivan

Segui-los 463 seguidores Ler as 2 819 críticas deles

4,0Muito bom
Enviada em 06/08/10

Me senti assistindo a uma série de filmes dos anos 90.Quando se tinha todos esses caras aí,atuando em grandes filmes,lógico que cada um no seu né!Mas essa segunda reunião desses mitos,não foi uma grande coisa de se espantar como foi o primeiro.Pois o filme não traz nem o mínimo da ação que conteve no seu antecessor.Até porque tivemos a saída de um dos melhores no filme,que é Jet Li,isso não foi muito aceitável.E por cima,ainda temos um dia apagado de Jason Sthatam e Stallone.Mas ainda de Van Damme,uma péssima aposta.

Sidney  M.
Sidney M.

Segui-los 35 seguidores Ler as 806 críticas deles

4,5Ótimo
Enviada em 05/02/17

Quando Sylvester Stallone dirige pode se preparar para boas cenas de ação. E aqui Os Mercenários não decepciona, é ação do inicio ao fim. Ótimas cenas de luta(o diferencial da trilogia).

cinetenisverde
cinetenisverde

Segui-los 18 seguidores Ler as 980 críticas deles

2,0Fraco
Enviada em 16/01/17

Usando uma steady cam e iniciando no tom de documentário, __Os Mercenários__ traz uma gangue de atores milionários que, em seus devidos personagens unidimensionais, fazem operações de guerra por uns trocados. A primeira cena, aliás, resume bem o que teremos no resto das cenas de ação: muito sangue. Tanto sangue que, no início, vemos o resto da matança através de uma lente de visão noturno, para não afastar de imediato o espectador que ainda verá muitas cabeças explodindo e corpos rolando.

I don't know .
I don't know .

Segui-los 8 seguidores Ler as 112 críticas deles

3,5Bom
Enviada em 05/10/15

Um bom filme, com bons atores, atuação impecável do Jason, sou um pouco suspeito para falar dele por ser um fã do trabalho dele, em fim achei fraco em questão da escolha do vilão. Em questão da produção está de parabéns, com ótimos efeitos, não deixou a desejar em momento algum, apesar de que achei bem fraco esse enredo de inicio, no entanto teve muita ação para compensar.

gamerG m.
gamerG m.

Segui-los 1 seguidor Ler as 9 críticas deles

4,0Muito bom
Enviada em 03/10/15

A idéia de Stallone em juntar todos os brucutus dos anos 80 e 90, foi fantástica. O filme possui ótimas cenas de ação, com muito tiro e explosão, um dos melhores filmes de ação dos últimos 5 anos.

Benvindo A.
Benvindo A.

Segui-los 1 seguidor Ler as 2 críticas deles

3,0Legal
Enviada em 11/08/15

faltou história nesse filme mas as cenas de ação velem a pena

Nathalia P.
Nathalia P.

Segui-los Ler as 48 críticas deles

4,0Muito bom
Enviada em 24/04/15

Muito boa jogada deste filme... Forçado! Muita ação e diversão do inicio ao fim

Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema
Back to Top