Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Amor Sem Escalas
     Amor Sem Escalas
    22 de janeiro de 2010 / 1h 50min / Comédia , Drama
    Direção: Jason Reitman
    Elenco: George Clooney, Vera Farmiga, Anna Kendrick
    Nacionalidade EUA
    Ver o trailer
    Usuários
    3,9 515 notas e 44 críticas
    Adorocinema
    4,0
    notar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse e detalhes

    Ryan Bingham (George Clooney) tem por função demitir pessoas. Por estar acostumado com o desespero e a angústia alheios, ele mesmo se tornou uma pessoa fria. Além disto, Ryan adora seu trabalho. Ele sempre usa um terno e carrega uma maleta, viajando para diversos cantos do país. Até que seu chefe contrata a arrogante Natalie Keener (Anna Kendrick), que desenvolveu um sistema de videoconferência onde as pessoas poderão ser demitidas sem que seja necessário deixar o escritório. Este sistema, caso seja implementado, põe em risco o emprego de Ryan. Ele passa então a tentar convencê-la do erro que é sua implementação, viajando com Anna para mostrar a realidade de seu trabalho.

    Título original

    Up in the Air

    Distribuidor PARAMOUNT PICTURES
    Ver detalhes técnicos
    Ano de produção 2009
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades 5 curiosidades
    Bilheteria no Brasil 722 455 entradas
    Orçamento 30 000 000 $
    Idiomas Inglês
    Formato de produção -
    Cor Colorido
    Formato de áudio -
    Formato de projeção -
    Número Visa -

    Críticas AdoroCinema

    4,0
    Muito bom
    Amor Sem Escalas

    Sobre a Solidão

    por Francisco Russo
    Jason Reitman obteve destaque logo em seu primeiro longametragem, Obrigado por Fumar. No trabalho seguinte, Juno, foi indicado ao Oscar como diretor. Seus dois filmes já lançados e Amor Sem Escalas, péssimo título nacional, posuem algo em comum: a preocupação com o roteiro, em desenvolver o tema analisando-o com o mundo que o cerca. Aqui Reitman quer apresentar um pouco do mundo moderno, em especial como ele afeta as relações humanas. Tudo através do ponto de vista de Ryan Bingham, interpretado com desenvoltura por George Clooney.Bingham é daqueles solitários por opção. O trabalho faz com que percorra o país inúmeras vezes, mais permanecendo em aeroportos e hotéis do que em sua própria casa. Não há problema, ele gosta disto. Fincar raízes é seu grande temor. Uma consequência direta do duro emprego que possui, o de avisar as pessoas que estão demitidas. Toda a raiva, frustração e peso emo...
    Ler a crítica

    Trailer

    Amor Sem Escalas Trailer Original 2:01
    Amor Sem Escalas Trailer Original
    16 121 visualizações
    Pela web

    Elenco

    George Clooney
    Personagem : Ryan Bingham
    Vera Farmiga
    Personagem : Alex Goran
    Anna Kendrick
    Personagem : Natalie Keener
    Jason Bateman
    Personagem : Craig Gregory
    Ficha completa

    Comentários do leitor

    Elvira A.
    Elvira A.

    Segui-los 146 seguidores Ler as 266 críticas deles

    4,5
    Enviada em 2 de outubro de 2013
    Este filme levanta várias questões: como lidar com os sentimentos das pessoas demitidas, nestes tempos de crise financeira? Até que ponto vale a pena investir na carreira e perseguir objetivos meramente materiais? Laços familiares e amorosos são importantes, ou é possível ser feliz sozinho? As mulheres têm o mesmo direito que os homens de ser liberadas? Gostei especialmente das cenas do casamento da irmã de Ryan e da conversa dele com o ...
    Leia Mais
    Lucas O.
    Lucas O.

    Segui-los 17 seguidores Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 14 de julho de 2012
    Simplesmente maravilhoso, ele se torna até mesmo um filme onde você tem uma verdadeira lição de moral e de vida. Sem mais comentários, recomendo.
    anônimo
    Um visitante
    2,0
    Enviada em 4 de dezembro de 2013
    Amor sem Escalas é um daqueles filmes que não conseguem decolar (desculpa pela metáfora).Mas é que ndo em sua história inicial,Jason Reitman não consegue repetir bons começos,onde se mostrou em Juno e Obrigado por Fumar,que ambas ocasiões,ele conseguiu mostrar logo em seus primeiros minutos que veio mostrar bons trabalhos.Já em relação,a esse, o filme não tem um tipo especifíco de história,por muitas vezes,e confundindo a quem ...
    Leia Mais
    Ricardo L.
    Ricardo L.

    Segui-los 9234 seguidores Ler as 1 590 críticas deles

    4,0
    Enviada em 14 de setembro de 2015
    Um filme poderoso de George Clooney e Vera Formiga, tendo esses atuações muito boas e cativantes, um roteiro bem feito e muito amoroso, um filme que gira em torno de Clooney, sendo ele um pessoa melancolica e triste pela vida que levava e por suas varias decepções!! Muito bom mesmo!!!
    44 Comentários do leitor

    Fotos

    48 Fotos

    Curiosidades das filmagens

    Estreia?

    Jason Reitman começou a escrever o roteiro de Amor Sem Escalas em 2002 e pretendia fazer dele sua estreia no cinema.

    Crise econômica

    Segundo Reitman, a crise econômica mundial mudou completamente o tom do filme, já que o exibido em cena é mais realista do que se o filme tivesse sido feito anos antes, com a economia fortalecida.

    Experiência real

    Com exceção dos atores de renome, todos os demitidos vistos em cena não são atores, mas pessoas que passaram por esta situação recentemente. A produção publicou anúncios em Saint Louis e Detroit, chamando pessoas para participarem de um suposto documentário sobre os efeitos da recessão. Nas filmagens elas foram orientados a encarar a câmera como se ela fosse a pessoa que o demitiu, tendo a chance de reagir ou não, segundo sua vontade.
    5 curiosidades

    Últimas notícias

    Oscar 2018: 25 indicados a melhor filme que já esquecemos
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    domingo, 25 de fevereiro de 2018
    Charlize Theron mostra como é difícil ser mãe no trailer de Tully
    NOTÍCIAS - Lançamentos
    quinta-feira, 11 de janeiro de 2018
    Da mesma roteirista de Juno.
    Dicas do Dia: Straight Outta Compton – A História do N.W.A. estreia no streaming
    NOTÍCIAS - Lançamentos
    domingo, 12 de novembro de 2017
    Pode preparar a pipoca que hoje também tem O Sexto Sentido e uma maratona especial de Mad Max!
    9 Notícias e Matérias Especiais

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    • Rondinelle R.
      bj
    • silmara d.
      Bom filme, mas não chega a ser excelente. Não tem muita ação, nem muito romance. Eu achava que ele ia se apaixonar pela novinha. Enfim, um fime que so se salva pq tem George Clooney.
    • Senhor Ivan
      Sempre gostei dos filmes do Jason Reitman,sempre vem com bons dramas ou boas comédias.Amor sem Escalas é uma mistura dos dois gêneros.Não gostei da novidade,o ritmo é arrastado,e ainda sobra tempo para uma arriscada num romance fraquinho.-19 de Fevereiro de 2018-Dou nota 4/10
    • Lucas S.
      Um dos meus filmes favoritos e meu favorito do Jason Reitman. História emocionante, trilha sonora maravilhosa (assim como todos do Reitman), ótimo elenco esse filme decolou a carreira da Anna Kendrick, tanto que foi indicada ao Academy Awards. É também um daqueles filmes maravilhosos que nos fazem refletir sobre nossa vida no final.
    • Senhor Ivan!
      Amor sem Escalas é um daqueles filmes que não conseguem decolar (desculpa pela metáfora).Mas é que verdade.Apostando em sua história inicial,Jason Reitman não consegue repetir bons começos,onde se mostrou em Juno e Obrigado por Fumar,que ambas ocasiões,ele conseguiu mostrar logo em seus primeiros minutos que veio mostrar bons trabalhos.Já em relação,a esse, o filme não tem um tipo especifíco de história,por muitas vezes,e confundindo a quem esperava ver mas um bom trabalho dele.A grande expectativa do filme,fica mesmo pelo o elenco,com George Clooney,encabeçando a história,acompanhado de perto pelas lindas Anna Kendrick e Vera Farmiga.
    • ADEMAR
      Um filme leve, descontraido, tratando de assuntos sérios, dispensa de funcionários, solidão e também foca sem cair na mesmice, o lado prazeiroso. Recomendável.
    • Brenda Pereira Cunha
      O filme tem tudo para deprimir, mas sempre que assisto até o final me sinto bem melhor (não saber dizer o porquê)
    • Lucas O.
      Brilhante!
    Mostrar comentários
    Back to Top