Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Enrolados
    Críticas AdoroCinema
    4,0
    Muito bom
    Enrolados

    Essência Disney

    por Francisco Russo

    Já em Branca de Neve e os Sete Anões, o primeiro longa-metragem de animação da história, muito do que viria a ser chamado de essência Disney foi estabelecido. Uma história vinda de um conto de fadas, com princesas e vilões bem estabelecidos, animais humanizados, canções emblemáticas e uma alta dose de magia. Foram estes ingredientes que fizeram com que o estúdio do Mickey, ao longo das décadas, se estabelecesse no imaginário coletivo dos espectadores. Pode-se sequer saber do que o filme trata, mas se possui o selo Disney já se tem de antemão uma ideia geral do que ele apresentará ao público. Esta afirmação é também aplicada a Enrolados, a 50ª animação produzida pela Walt Disney Pictures. O filme nada mais é do que um retorno, com qualidade, aos bons momentos do estúdio.
     
    A começar pela escolha da história. Rapunzel é um conto de fadas clássico e extremamente popular. Afinal de contas, quem ao menos não ouviu falar da história da jovem com cabelos quilométricos que vive presa em uma torre? Em Enrolados a base é mantida, mas o contexto e certas características da protagonista são modificados. Rapunzel agora possui dons mágicos, que têm papel fundamental na condução da trama, e um perfil que em muito lembra as adolescentes de hoje. Desde a excitação por viver algo novo à ousadia em se arriscar em situações supostamente perigosas, passando por uma certa bipolaridade, presente na divertida cena em que enfim deixa a torre onde viveu por quase toda sua vida.

    Outra novidade é a presença de uma forte figura masculina, Flynn Ryder. Ladrão, meio cafajeste e galanteador, Flynn é tudo aquilo que Rapunzel não esperaria de um homem e, pode-se dizer, o oposto do também clássico príncipe encantado. Sua presença desencadeia as principais cenas de ação do filme, graças em grande parte ao seu histórico. Neste ponto, a escolha de Luciano Huck como seu dublador na versão brasileira caiu bem. Apesar de seu explícito sotaque paulista, Huck conseguiu dar a Flynn a malandragem e o jogo de cintura necessários ao personagem.

    Diante deste conjunto, Enrolados consegue entreter e, em certos momentos, encantar usando a velha e boa fórmula Disney de animação. Os animais aqui não falam, mas possuem expressões como se humanos fossem - o camaleão Pascal é o melhor exemplo. As canções funcionam dentro do contexto da história e também ao ouvido, como a bela "Sua Mãe Sabe Mais", além de renderem momentos divertidos, como a cena musical no bar. Tudo regado a uma animação de qualidade, que provoca um forte impacto visual nas sequências da represa e na linda cena em que Rapunzel e Flynn assistem, em um barco, o lançamento de centenas de balões luminosos. Um filme feito para crianças e adultos, mantendo a essência Disney de animação de forma a atualizá-la sem perder suas melhores características.

    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema

    Comentários

    Mostrar comentários
    Back to Top