Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Mad Max: Estrada da Fúria
    Média
    4,5
    5149 notas e 748 críticas
    distribuição de 748 críticas por nota
    376 críticas
    223 críticas
    75 críticas
    29 críticas
    19 críticas
    26 críticas
    Você assistiu Mad Max: Estrada da Fúria ?

    748 críticas do leitor

    Samuel E.
    Samuel E.

    Segui-los 15 seguidores Ler as 24 críticas deles

    5,0
    Enviada em 29 de maio de 2015
    WHAT A LOVELY MOVIE!! Obrigado George Miller por essas 2 horas mais bem pagas do ano e pela dor na pálpebra de não conseguir piscar!!
    Bruno H.
    Bruno H.

    Segui-los 1 seguidor Ler as 2 críticas deles

    5,0
    Enviada em 20 de maio de 2015
    Aonde estiver escrito esqueça, substitua por algo como guarde na memória e saúda o novo ! Esqueça ( na verdade , guarde pra si , na sua memória) o " Dois homens entram, um homem sai " ! Esqueça a Titia, BarterTown , e esqueça o Lord Humungus , e o Papagallo . Sim, esqueça também as gangues de motoqueiros. Sem transparecer , esqueça também o Interceptador V8 Foco na fúria, na Furiosa e no deserto . 12 Horas após assistir a Mad Max -Estrada da Fúria , começo a digerir melhor o filme e as observações que se seguem são as mais próximas da imparcialidade que eu consigo chegar: -É um dos MELHORES filmes de todos os tempos . -A Fotografia ( levei séculos pra prestar atenção nisso ... ) é ANIMAL !!!!! -O Roteiro ?? Na boa, esquece isso, é Mad Max cara !!!!!! -As sequências de ação, perseguição , explosões, são insanas . -Entenda que Água > Combustível > Resto . -O Guitarrista é um capítulo a parte, dando tons de nervosismo e tensão a cada solo executado . -Os tons de terra, areia , lama ... Tudo soa perfeito. -"Não se vicie em água ! " essa frase , dita pelo vilão do filme , soa atual, sem ser clichê ou chavão. -Charlize Theron é gata, mesmo careca, suja, sem um braço e com aparência de fome . -O ritmo empregado é MUITO bom, sem lero lero, longas conversas ou ainda ganhos de cena . -Os veículos do filme , são MUITO animais e violentos !!! -Se você é fã, vai identificar algumas citações clássicas dos demais filmes. -Te coloca um sorriso no rosto , antes, durante e após o filme .
    Marcos A.
    Marcos A.

    Segui-los 50 seguidores Ler as 123 críticas deles

    5,0
    Enviada em 14 de maio de 2015
    SENSACIONAL. Tudo é bom neste filme, Charlize Theron devastadora como a Imperatriz Furiosa, Tom Hardy muito bem com o louco Max e muitos outros personagens excelentes. A trilha sonora é do Junkie XL é uma porrada só, com direito a guitarra de dois braços fumegante (só vendo para entender)... O filme não para um segundo, esteja em dia com seu exame cardíaco e entre na loucura do Excepcional Diretor George Miller. Estamos em Maio, mas vai ser difícil ter algum filme melhor do que este no ano. SENSACIONAL.
    Alex G.
    Alex G.

    Segui-los 1 seguidor Ler as 6 críticas deles

    3,5
    Enviada em 28 de maio de 2015
    Não conheço os outros para comparar, efeitos bons mas história não me agradou tanto.
    Jóckisan A.
    Jóckisan A.

    Segui-los 138 seguidores Ler as 194 críticas deles

    2,0
    Enviada em 30 de maio de 2015
    O filme é horrível, não tem nada que te prende a continuar assistindo. Você não sente a emoção dos personagens porque não sabe o que está se passando com eles e porque eles estão fazendo aquilo. História? Nenhuma. Motivo para tudo aquilo acontecer? Nenhum. Leiam a minha resenha completa no link abaixo:
    Luis J.
    Luis J.

    Segui-los 1 seguidor Ler a crítica deles

    0,5
    Enviada em 10 de julho de 2015
    É um filme do tipo "pipoca", ou seja, prepare-se para assistir sem nenhum compromisso com uma história bem fundamentada. Em 1º lugar, para quem assistiu os primeiros filmes do Mad Max sabe que o personagem era policial, perdeu sua família para gangues e, depois de se vingar, vaga pelo mundo sem rumo nem destino e descrente da humanidade num mundo pós-apocalipse. Já este novo Mad Max desconstrói o personagem, fazendo um tipo Indiana Jones que doutrina a sobrevivência, cujos familiares mortos voltam em sua mente como fantasmas culpando-o por não ter conseguido salva-los. Ou seja, simplesmente acabou com a essência do que é considerado como um "Louco" Max. Em 2º lugar, o filme não tem pé nem cabeça: No Mad Max original os sobreviventes vivem com o que restou da civilização, sendo que arma de fogo era artigo de luxo (apenas chefe de um grupos de salteadores e criminosos possuia, e ainda sim com pouquíssima munição). Já neste novo Mad Max, eles supostamente vivem num futuro acabado e mesmo assim dispõem de armamento (não tem nem comida e água direito mas a indústria bélica e automobilística com mineração e tudo ainda funciona?), guitarras e amplificadores (mesma coisa) e certas tecnologias (fogos de artifício, jatos pirotécnicos saindo dos carros e do braço da guitarra) que não condizem e servem apenas para enfeitar o visual de vilão de filmes B de super heróis de quadrinhos. E o enredo do filme? Apenas um Tom e Jerry, ou seja, fugindo o filme inteiro e ser caçado o filme inteiro por religiosos fanáticos kamikazes. Quem teve a satisfação de assistir um clássico como Mad Max 2 não merecia um retorno blockbuster como este, que ofende a inteligência do telespectador; mas se você estiver apenas a fim de ver explosões e perseguições, com o personagem Max como coadjuvante da rebelde com maquiagem de piche na cabeça... aí sim, será um "grande filme"!
    Nilson P.
    Nilson P.

    Segui-los 23 seguidores Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 15 de maio de 2015
    Acabei de voltar do cinema, atordoado, sem respirar. Se o interesse seu, caro leitor, é saber nota, a darei de cara, antes da minha opinião, a nota do filme é: 9,8. Explico porque não foi dez no decorrer do texto. Mad Max: Estrada da Fúria é um filme que te espanca, do início ao fim, sem parar, não há um momento se quer do filme que dá para você dar uma pausa e ir ao banheiro, ou mesmo catar uma moeda que possa ter caído do seu bolso! O filme começa te dando um chute certeiro na cara, e não para um segundo de te bater! Um filme que remete de forma magistral aos filmes de ação da década de 1980, porém, aprendendo com todos os erros da época, corrigindo-os, recheando de efeitos especiais animais, e com um fundo de crítica política mais densa do que qualquer filme de Stalone, Bruce Willis ou Arnold Schwarzenegger. A nova releitura de George Miller não é só o melhor filme da franquia que eu tanto amo e que se iniciou em 1979, é o melhor filme de 2015 (sim, não tenho nenhum medo de afirmar isto, mesmo sabendo que ainda tem a volta de Jurassic Park, 007, e mesmo o tão aguardado por este super fã de Star Wars aqui Despertar da Força), e digo mais, é o MELHOR filme de ação da DÉCADA! Filmaço, com ''f'' maiúsculo, filmaço com letras garrafais! A mistura da mente surtada e genial de George Miller,um diretor capaz de absorver e interpretar as mazelas humanas em um ambiente pós-apocalíptico e caótico como ninguém, com um Tom Hardy surtado, em um dos papéis mais esquizofrênicos de sua grande carreira(um dia ainda verei este cara ganhando um Oscar), que me fez esquecer que o grande Mel Gibson já foi Mad Max, de uma Charlize Theron totalmente incorporada a mitologia da franquia, um Nicholas Hoult irreconhecivelmente bem, um ambiente escroto (não há uma palavra melhor para definir, me perdoem o termo), insalubre, caótico, e humano(pois é só entender um pouco de humanidade e suas relações entre si e com a natureza para reconhecer nossa espécie e a falência da mesma neste filme), deu extremamente certo! Mais do que isso, criou um filme novo, diferente da trilogia clássica, que já era excepcional (se você analisar a lista que eu criei dos melhores filmes da minha vida, Mad Max ocupa uma posição de top 10), porém, ao mesmo tempo fiel a mitologia, tudo isto porque a Warner, o melhor estúdio de cinema do planeta na minha opinião, investiu no cara certo, o criador da franquia, para este remake! Miller mostrou que ainda é um baita diretor de cinema, mostrou que é possível renovar algo já construído, ensinou aos outros como se faz um blockbuster, como se usa o gênero ação a favor do seu filme, criou um filme que destoa e muito da atual Hollywood, onde tudo é tão igual, criando um remake original, brilhante, que te faz pular da cadeira de tão impactante, e ainda te faz refletir, pois a mitologia de Mad Max faz todo sentido para o fim que este planeta no qual habitamos está tomando! Recomendo demais a todos irem ao cinema e assistirem este filmaço, que só não ganhou 10 porque deixa algumas lacunas de explicação a desejar!
    Almir S.
    Almir S.

    Segui-los 166 seguidores Ler as 214 críticas deles

    4,5
    Enviada em 29 de maio de 2015
    Ótimo, o melhor filme do ano, ação frenética do começo ao fim, trilha sonora espetacular, ótimas interpretações e um 3d que realmente salta da tela. assisti 2x no Imax e queria ver mais de tão bom que é o filme e muito raramente um filme me faz essa sensação. recomendadissimo.
    Carlos G.
    Carlos G.

    Segui-los 1 seguidor Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 14 de maio de 2015
    Este quarto filme da franquia Mad Max talvez seja o mais espetacular, desde que você senta até o ultimo minuto não há trégua na ação, cada uma mais elaborada que a outra, as maquinas são um espetáculo a parte muito criativas e dentro do espirito de decadência da humanidade. A trama se desenvolve sem muitos diálogos mas também não precisa pois o cenário, a maquiagem e o figurino dizem tudo. É um filme para se ver varias vezes de tão incrível que é, recomendo a quem gosta de ficção , é um dos melhores que ja tive o prazer de ver.
    Luanbrasil
    Luanbrasil

    Segui-los 5 seguidores Ler as 20 críticas deles

    0,5
    Enviada em 17 de maio de 2015
    Efeitos especiais, uma trilha sonora cativante, e, fotografia de primeira salvam o filme. Roteiro ruim de doer e interpretações fracas detonam o filme que poderia ter uma performance top. Claro que a movimentação do filme prende o expectador a uma história bem básica sem qualquer novidade. É de fato inevitável comparar com o filme antigo. De "Mad" realmente não tem nada. Os vilões estão mais para filmes infantis e, aqui para nós, escolheram o ator errado para substituir Mel Gibson, que mas parece ator de filme "Branca de Neve e os 7 Anões". Perderam uma boa oportunidade de fazer algo infinitamente melhor.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top