Meu AdoroCinema
O Ébrio
O Ébrio
Data de lançamento 28 de agosto de 1946 (2h 00min)
Direção:
Elenco: Vicente Celestino, Alice Archambeau, Rodolfo Arena mais
Gênero Drama
Nacionalidade Brasil
Usuários
3,12 notas
notar :
0.5
1
1.5
2
2.5
3
3.5
4
4.5
5
Vou ver

Sinopse e detalhes

Jovem do interior, com grande talento para a música e boa situação financeira, Gilberto Silva se vê totalmente despossuído quando seu pai perde a fazenda. Sem o apoio dos parentes, o rapaz migra para a cidade grande, perambulando pelas ruas, até que, desesperado, ao entrar numa igreja, o padre ouve os seus pedidos de ajuda e convida-o a viver no anexo da sacristia. O religioso incentiva-o a procurar um emprego e, também, a explorar as suas habilidades artísticas. O grande sonho de Gilberto, porém, é entrar para a faculdade de medicina. Ainda assim, ele acaba se inscrevendo para um programa de calouros da rádio.

Distribuidor -
Ver detalhes técnicos
Ano de produção 1946
Tipo de filme longa-metragem
Curiosidades 5 curiosidades
Orçamento -
Idiomas Português
Formato de produção -
Cor Preto & Branco
Formato de áudio -
Formato de projeção -
Número Visa -
Pela web

Elenco

Vicente Celestino
Personagem : Dr. Gilberto Silva
Alice Archambeau
Personagem : Marieta
Rodolfo Arena
Personagem : Primo José
Victor Drummond
Personagem : Padre
Ficha completa

Fotos

Curiosidades das filmagens

O Ébrio

Foi um dos filmes mais populares do Brasil, ficando duas décadas em cartaz e tambem o filme brasileiro do qual mais cópias se tiraramna época (500). À época do lançamento, superou com facilidade a bilheteria em Farrapo Humano, de Billy Wilder, que gerava constantes comparações por tratar do mesmo tema.

Restauração

Em 1998 o filme foi restaurado e relançado pela Riofilme. O processo custou R$ 300 mil e levou dois anos para ficar pronto. O Ébrio foi reconstituído quadro a quadro, tanto a imagem quanto o som, e até uma aparelhagem especial foi usada para recuperar o som original. Foram adicionados 25 minutos inéditos.

Burocracia

Em 2002, O Ébrio foi exibido em Paris, no Festival do Cinema Brasileiro, que lotou o L’Arlequin, na Rive Gauche. Na volta, a única cópia recém-restaurada foi retida na Alfândega do Rio, no Departamento de Importação (GDIMP), apesar de toda a documentação de exportação estar correta.
5 curiosidades

Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

Mais filmes similares

Comentários

Mostrar comentários
Back to Top