Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Duas Rainhas
    Média
    3,4
    101 notas e 12 críticas
    distribuição de 12 críticas por nota
    1 crítica
    3 críticas
    4 críticas
    2 críticas
    1 crítica
    1 crítica
    Você assistiu Duas Rainhas ?

    12 críticas do leitor

    FERNANDO R.
    FERNANDO R.

    Segui-los 1 seguidor Ler as 2 críticas deles

    0,5
    Enviada em 18 de abril de 2019
    Mais um exemplar da adulteração da história para fins ideológicos! A temática feminista perpassa toda a película, em falas impensáveis para a cultura do século XVI. É cansativo... há tempos pululam nas grades das redes de cinemas obras onde os roteiristas adulteram fatos e personagens conhecidos, apenas para promover discursos e narrativas falsas.
    Kamila A.
    Kamila A.

    Segui-los 2105 seguidores Ler as 515 críticas deles

    3,0
    Enviada em 4 de junho de 2019
    É muito importante a contextualização histórica feita no prólogo de Duas Rainhas, filme dirigido por Josie Rourke. Nele, ficamos conhecendo o cerne no qual esta história se apoia. Mary Stuart, a única descendente legítima do rei James V, da Escócia, após ficar viúva, retorna à Escócia, onde reassume o reino de seu país. A Escócia é uma localidade predominantemente protestante, Mary é católica, e a tensão entre as religiões será uma tônica do seu reinado. A volta de Mary também esconde uma pretensão maior: ela deseja ser declarada a herdeira natural do trono inglês, país também predominantemente protestante, e governado pela rainha Elizabeth I, a qual é solteira e não possui herdeiros. Desta maneira, boa parte de Duas Rainhas está dedicada à tensão política que se estabelece, não só entre Mary Stuart (Saoirse Ronan) e seus súditos escoceses, como também a que se desenvolve entre ela e a rainha Elizabeth I (Margot Robbie). Assim, vemos se desenrolar a ambição de Mary, que não hesita em fazer um casamento com um primo (Jack Lowden), de forma a tornar a sua linhagem ainda mais britânica e poder produzir o herdeiro que Elizabeth nunca viria a ter; em contraponto à figura da rainha da Inglaterra, que, com sua vocação para a solidão, entende que ter um companheiro é colocar ao seu lado alguém que conspiraria sempre contra seu reinado. Como drama político, Duas Rainhas é um filme muito intrigante, especialmente no desenho que faz dos erros cometidos por Mary Stuart, que, imersa em seus planos de expandir seu reino, não consegue enxergar que a verdadeira manipulada é ela. Como filme, a obra é muito bem feita, do ponto de vista técnico, como pode ser percebido no capricho de suas direção de fotografia, direção de arte e figurinos. Entretanto, assistir a Duas Rainhas não deixa de ser uma experiência frustrante. Imagina-se que o roteiro escrito por Beau Willimon se apoiaria justamente nas distinções entre as duas monarcas. Porém, o filme nos entrega muito poucas interações entre Mary e a rainha Elizabeth I. O nosso desejo era o de ver mais da relação entre as duas, principalmente, a partir do instante em que uma passa a depender demais da outra.
    Jackson A L
    Jackson A L

    Segui-los 1645 seguidores Ler as 562 críticas deles

    2,5
    Enviada em 24 de junho de 2019
    O filme tem uma bela fotografia (é o mínimo que se espera de um filme de época), algumas cenas confusas, mas uma boa aula de história. A maquiagem de Margot Robbie também ficou muito boa, está irreconhecível.
    Rodrigo Gomes
    Rodrigo Gomes

    Segui-los 1329 seguidores Ler as 507 críticas deles

    4,0
    Enviada em 3 de abril de 2019
    Um bom roteiro, marcado por uma delicada direção. Com excelente caracterização, feita de certa forma caricaturizada, temos uma visão de outro ponto de um importante e marcante fato histórico ainda que um pouco diferente. A interpretação é realizada com decência. Muito bom.
    Tarcísio Braga
    Tarcísio Braga

    Segui-los 18 seguidores Ler as 61 críticas deles

    4,0
    Enviada em 18 de fevereiro de 2019
    A história do filme é fantástica para meios históricos e mostra até que ponto as pessoas vão pelo poder, os diálogos são uma marca forte desse filme e um roteiro que tem uma certa fluidez, os personagens são marcantes. Porém não traz fatos novos ou fatos surpreendentes, apesar de ter uma boa fotografia e um excelente figurino, a direção se torna fraca, o dialogo final é surpreendente e revelador. A minha nota no adoro cinema é 4,0/5 e na minha lista pessoal é 8,4/10. Assinado por: Tarcísio Braga
    Luiz Antônio N.
    Luiz Antônio N.

    Segui-los 6899 seguidores Ler as 1 178 críticas deles

    3,0
    Enviada em 2 de março de 2019
    Mary, ainda criança, foi prometida ao filho mais velho do rei Henrique II, Francis, e então foi levada para França. Mas logo Francis morre e Mary volta para a Escócia, na tentativa de derrubar sua prima Elizabeth I, a Rainha da Inglaterra. mais um filme com duas indicações ao Oscar que não tinha dado tempo de eu assistir e mais uma vez uma história muito interessante de se conhecer a única coisa que eu não sou muito fã de filmes dessa época a maioria das vezes é muito cansativo e muito comprido mas esse até que achei interessante ⭐⭐⭐
    Berenice R.
    Berenice R.

    Segui-los 1 seguidor Ler as 13 críticas deles

    4,0
    Enviada em 14 de setembro de 2019
    Para quem assistiu o ótimo seriado Reign, este filme é como se fosse uma continuação. Muito bom! A história é envolvente, bom entretenimento.
    gabriel f
    gabriel f

    Segui-los 2 seguidores Ler as 13 críticas deles

    3,0
    Enviada em 22 de maio de 2019
    Mary queen of scots seria melhor se as tentativas de colocar subtextos na história aqui representada não causasse tanta bagunça, oque acaba tirando muitas vezes o peso dramático do filme. Apesar disso eu gostei nota 7,1
    Mauro A
    Mauro A

    Segui-los Ler as 32 críticas deles

    3,5
    Enviada em 9 de abril de 2019
    PRIMEIRAMENTE QUERO CRITICAR OS TRADUTORES DE PLANTÃO. O título original do filme é Mary Queen Scot, ou seja "Rainha Maria da Escócia". Não sei a necessidade desse povo em mudar o título. Quanto ao filme em si, o contraste entre uma mulher e outra é extremamente cuidadoso graças, também, ao caprichoso design de produção, que transborda cenários, cores e luzes naturais, além de elegantes figurinos, que fazem com que o filme seja visualmente gracioso. E a fotografia! Cada frame parece um quadro de Rafael Sanzio ou Rembrandt. O filme prende o espectador, tanto que eu não saí da poltrona para fazer xixi, mas... que ideia a do roteirista em começar o filme com um spoiller? No decorrer da trama você vai ver a luta das rainhas Mary e Elisabete brigando pelo poder mas, pelo que viu nas cenas do início, já sabe quem vai sair ganhando, ora! No mais, já li a respeito de que a história não é 100% real, foram inseridas tramas paralelas (como o encontro de ambas) para dar mais agilidade na trama. Assim sendo, dou a nota 3,5 porque achei-o uma excelente diversão.
    SAMUEL L.
    SAMUEL L.

    Segui-los Ler as 37 críticas deles

    5,0
    Enviada em 11 de junho de 2019
    1. Eu gostei. 2. É um filme para pessoas inteligentes. 3. História de fatos reais. 4. me fez lembra A rainha Branca e a rainha de Copas
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top