Minha conta
    Warrior Nun: 5 motivos para assistir a nova série de ficção da Netflix
    Por Kalel Adolfo — 3 de jul. de 2020 às 19:45

    Se você adora produções de ação protagonizadas por mulheres, Warrior Nun pode ser uma alternativa divertida e vibrante.

    Warrior Nun, nova série da Netflix, começou a fazer barulho após a sua estreia na última quinta-feira. A trama maluca acompanha freiras lutando contra demônios na Espanha, e é uma adaptação da HQ “Warrior Nun Areala”, que polemizou bastante nos anos noventa. Porém, com uma proposta tão diferente, fica a dúvida: Será que vale a pena assistir?

    Para te ajudar a descobrir isso, nós separamos cinco motivos para fazer você conferir a produção. Veja a seguir:

    Alba Baptista é uma protagonista incrível

    O ponto mais alto de Warrior Nun é a personagem Ava, interpretada por Alba Baptista. A adolescente é extremamente carismática, e acaba tornando a produção muito mais interessante nos momentos em que está em cena.

    Um dos arcos mais agradáveis da série acontece logo no primeiro episódio, quando descobrimos que Ava deixou de ser paraplégica ao ganhar poderes. Assim como o público, a jovem fica tão feliz com a sua recuperação, que passa a aproveitar todos os pequenos prazeres da vida.

    Não demora muito para ela perceber que os seus “benefícios” virão com responsabilidades, mas mesmo assim, é extremamente prazeroso ver Alba Baptista desfrutando banalidades adolescentes pela primeira vez.

    São estes momentos que nos fazem enxergar a vulnerabilidade da personagem, e criar simpatia por ela. Tudo isso graças a atuação despretensiosa e cativante da atriz.

    As sequências de ação são bem coreografadas

    Não tem nada pior do que assistir a uma série de ação que não contenha boas sequências de combate. Mas para o alívio de todos, este não é o caso de Warrior Nun. Na produção, somos agraciados com altas doses de explosões, sangue e porradaria.

    Melhores séries de ação de todos os tempos

    A série é despretensiosamente divertida

    Apenas pelo título “Warrior Nun” (ou em tradução livre, Freira Guerreira), já é possível perceber que a série não será a obra mais sóbria que você encontrará no catálogo da Netflix. Isso não significa que a produção seja narrativamente rasa.

    Na verdade, a obra é bem equilibrada neste ponto. Ao mesmo tempo em que estamos vendo freiras atirando contra demônios, há espaço para momentos sérios, que trazem reflexões até mesmo sobre os valores éticos do catolicismo.

    Warrior Nun é semelhante à Buffy: A Caça-Vampiros

    Se você adorava Buffy: A Caça-Vampiros, e nunca encontrou um título tão divertido quanto, talvez fique satisfeito com Warrior Nun. Assim como na série protagonizada por Sarah Michelle Gellar, a produção da Netflix traz uma protagonista cativante, combates fantasiosos e uma grande quantidade de entidades demoníacas prontas para serem derrotadas por mulheres fortes.

    Buffy, a Caça-Vampiros: Roteirista do reboot diz que não quer replicar a série de Joss Whedon

    É uma boa opção para fãs de quadrinhos

    Para quem não sabe, Warrior Nun é a adaptação de “Warrior Nun Areala”, HQ polêmica que revoltou vários religiosos nos anos noventa. Diferente da série, os quadrinhos abordavam a trama de maneira sexual e extremamente violenta. Porém, caso você goste do gênero, vale a pena ler e depois comparar com a produção da Netflix.

    Warrior Nun: Conheça a série da Netflix sobre freiras caçadoras de demônios

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top