Minha conta
    Amazon cancela série de David O. Russell
    Por Renato Furtado — 16 de out de 2017 às 11:12

    Caríssimo projeto não sairá do papel por causa do escândalo Harvey Weinstein.

    Não será dessa vez que David O. Russell (O Lado Bom da Vida) realizará a transição para a televisão. O cineasta comandaria um caríssimo show policial para o Amazon Prime, mas a companhia de streaming decidiu cancelar a produção por causa do escândalo Harvey Weinstein. O ex-magnata de Hollywood, acusado de assédio sexual e estupro por mais de 30 mulheres, seria o produtor do seriado.

    "Nós apoiamos a decisão do Amazon face às recentes notícias, e em respeito a todos que foram afetados, decidimos que seria melhor não dar prosseguimento à série", declaram Russell e os protagonistas da finada série, Robert De Niro e Julianne Moore, em um comunicado oficial conjunto.

    O seriado, que abordaria o mundo da máfia e já tinha duas temporadas garantidas no Amazon Prime, encontrou problemas desde o início. Segundo o Indiewire, executivos da HBO se recusaram a ouvir a proposta de Russell por causa do orçamento estratosférico demandado pelo realizador — cada episódio custaria por volta de US$ 1 milhão e só o salário de De Niro giraria em torno dos US$ 750 mil. No fim das contas, o show policial teria sido adquirido pelo Amazon por aproximadamente US$ 160 milhões, que ainda terá um prejuízo de mais US$ 40 milhões por causa do valor investido nos roteiros não produzidos.

    Caso Russell não diminua o valor do projeto e não encontre outro estúdio disposto a bancar sua astronômica proposta, a série policial tem grandes chances de entrar para o limbo da televisão. Weinstein, um dos maiores e mais influentes produtores de Hollywood nas últimas décadas, certamente foi instrumental para assegurar o contrato do cineasta com o Amazon. Recentemente expulso da Academia do Oscar, o produtor hoje é investigado pelas polícias de Nova Iorque e Londres e também pela Scotland Yard por causa das denúncias de abuso sexual — reveladas pelo jornal The New York Times, pela revista New Yorker e por inúmeras atrizes como Angelina JolieGwyneth Paltrow e Rose McGowan.

    A outra série do Amazon Prime que seria produzida por Weinstein, The Romanoffs, de Matthew Weiner (Mad Men), não será cancelada. Como as filmagens já haviam sido iniciadas, a companhia de streaming decidiu dar continuidade à produção, anunciando que desligou-se por completo da Weinstein Co. Produtora responsável por sucessos do Oscar como O Artista e O Discurso do Rei, a empresa demitiu Harvey, seu cofundador, no início da semana passada e pode fechar as portas por causa do escândalo.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top