Minha conta
    Brazilian Crime Story: 10 Casos Brasileiros que renderiam ótimas séries
    Por Laysa Zanetti — 16 de abr. de 2017 às 08:24

    Ryan Murphy, 'please come to Brazil'.

    Carlinhos

    Até hoje sem solução, o caso do menino Carlinhos trata-se do sequestro de Carlos Ramires da Costa, de 10 anos, que foi retirado de dentro de sua casa no Rio de Janeiro em 1973. Apesar das longas investigações e dos inúmeros suspeitos que foram interrogados pela polícia, o caso jamais foi solucionado, e muitas variáveis compuseram o cenário. A suspeita chegou a recair sobre os próprios pais do menino, envoltos em dívidas e tidos como relapsos, e até amigos ou funcionários. Há ainda o relato de que vários policiais envolvidos na investigação ficaram paranóicos com o caso devido à ausência de pistas concretas.

    Esquema PC

    Abordando um período polêmico, confuso e marcante da história político-social brasileira, uma temporada deste nível poderia narrar desde a investigação do Esquema PC Farias à deposição do ex-presidente Fernando Collor de Mello e, por fim, até o mistério da morte de Paulo César Faria. Trata-se, novamente, de uma grande análise em potencial de um importante quadro político nacional, que faz muita referências à forma como a política é vista hoje em dia pela população (de forma deveras cansativa).

    Goleiro Bruno

    O “The People v. O.J. Simpson” brasileiro (em termos), o caso do Goleiro Bruno de uma certa forma assemelha-se bastante ao do ex-jogador de futebol americano por tratar-se de uma figura pública do esporte. O caso de Bruno e Macarrão é ainda mais recente, mas tem um desfecho ainda mais inusitado, quando o goleiro foi solto neste ano e, numa ótima reflexão de vários aspectos da sociedade brasileira, foi contratado por um outro time e voltará aos campos.

    Chacina da Candelária

    A sombria história da Chacina da Candelária, ocorrida em 1993 no centro do Rio de Janeiro pelas mãos de policiais militares, é uma reflexão sobre a violência institucionalizada brasileira, e também pode servir para analisar historicamente a marginalização dos negros e menores de idade sem-teto. Até hoje uma passagem aterrorizante da história do país, a dramatização teria o potencial de alertar a população para um dado triste: esses crimes continuam acontecendo.

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top