Minha conta
    The Walking Dead está envolvido com racismo por causa de camisa de Lucille
    Por Laysa Zanetti — 22 de fev. de 2017 às 18:55

    Entenda.

    A marca varejista britânica Primark vai descontinuar as vendas de uma camiseta de The Walking Dead após ter recebido reclamações de que a estampa teria mensagens subliminares racistas. Trata-se de uma estampa com os dizeres "Eeny Meeny Miny Moe", com a Lucille -- o bastão de beisebol usado por Negan -- por cima.


    Dentro do contexto de The Walking Dead, a estampa remete ao momento em que Negan escolheu quem ele iria matar no primeiro episódio da sétima temporada. Mas historicamente, a rima tem origens racistas (Eeny meeny miny moe, catch a nigger* by his toe), e fora de contexto (sobretudo para aqueles que não conhecem a série) pode realmente soar bastante ofensiva.

    No entanto, alguns fãs estão bastante chateados e discordam da decisão feita pela Primark, chegando a pedir que a camiseta volte a ser vendida. Em nota oficial, a marca pediu desculpas pelo ocorrido.

    "A camiseta em questão é uma mercadoria licenciada para a série de TV norte-americana, The Walking Dead, e a citação e a imagem são retiradas diretamente da série. Qualquer ofensa causada pelo design foi completamente não-intencional e a Primark pede desculpas por isso."

     

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top