Minha conta
    Ken Loach critica 'confiança' da TV britânica em produções de época: "Falsa nostalgia"
    Por Laysa Zanetti — 18 de out. de 2016 às 18:43
    Atualizado 19 de out. de 2016 às 00:45

    Diretor do mais recente vencedor da Palma de Ouro disse que as produções da TV no Reino Unido 'colocam a cabeça para dormir.'

    Diretor de Eu, Daniel Blake, Ventos da Liberdade, Kes, Felizes Dezesseis e outros grandes sucessos do cinema europeu, Ken Loach está há muito estabelecido como uma voz criativa e socialmente consciente no Reino Unido. Agora, Loach revelou que não lhe agradam muito os rumos da TV britânica.

    Ken Loach
    Em recente entrevista concedida ao Radio Times (via Independent), Loach criticou os rumos das produções televisivas locais. "Essa visão rosada do passado, é uma escolha que as distribuidoras fazem. Não se preocupem com o que está acontecendo agora, apenas se afundem em falsa nostalgia. É história ruim, é drama ruim. Coloca a sua cabeça para dormir", disparou.

    De fato, muitos dos grandes sucessos produzidos pelas emissoras do Reino Unido se tratam de dramas de época, como Downton Abbey, Victoria, War and Peace, Poldark, Call the Midwife – para citar apenas alguns. Embora não necessariamente ruins, Loach destacou que esse tipo de produção é "o oposto do que uma boa emissora deveria fazer, que é estimular e envigorar."

    Em seu cinema, Loach foca exatamente em temas realistas. Seu último longa, o vencedor da Palma de Ouro Eu, Daniel Blake, narra a história de um inglês viúvo de meia-idade batalhando para conseguir ganhar seu benefício do governo após ter sofrido um ataque cardíaco que o impossibilitou de voltar a trabalhar. Leia a nossa crítica aqui e responda nos comentários: O que você achou da declaração do cineasta?

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top