Minha conta
    Pets - A Vida Secreta dos Bichos 2: Voz de Max, Danton Mello conta como descobriu seu lado “gateiro” (Entrevista Exclusiva)
    Por Amanda Brandão — 11 de abr. de 2019 às 18:20

    A sequência das aventuras dos animais de estimação ganhou novo trailer com Dani Calabresa.

    As aventuras do cachorrinho Max e seus amigos estão de volta em Pets - A Vida Secreta dos Bichos 2, que acaba de ganhar novo trailer fofíssimo que revela a participação de Dani Calabresa no elenco. O filme que dá sequência à animação de 2016 traz mais uma vez os animais de estimação aprontando enquanto seus donos não estão em casa, enquanto o protagonista Max tem que se habituar com mais um integrante na família.

    Enquanto no original o personagem é dublado pela primeira vez pelo humorista Patton Oswalt, no Brasil a voz do cachorrinho segue com a voz de Danton Mello. Em entrevista exclusiva ao AdoroCinema, o ator falou sobre seu laboratório particular - já que tem cinco cachorros e dois gatos -, além de comentar sobre o que sentiu ao dublar a cena final do protagonista.

    Para ele, ser a voz de Max é um sonho antigo, já que acompanha animações desde criança: “Eu amo fazer dublagem, comecei a dublar muito cedo, mas acabei me afastando porque é muito difícil conciliar com a televisão. Aí surgiu esse convite para fazer o Max e é um sonho antigo porque eu sou pai e cresci vendo todas os desenhos, então sempre quis fazer um personagem grande em uma animação”.

    Ainda contando um pouco sobre a sua trajetória neste universo, Mello afirmou que a dublagem foi uma grande escola para ele. “Eu aprendi a usar a voz, a colocar voz, a colocar emoção na voz, porque a voz é o único recurso que você tem ali quando você está dublando, diferente do ator”, contou.

    Já o processo para dar voz à Max pela segunda vez, foi mais rápido, segundo ele, já que seguiu as ideias de seu trabalho em Pets - A Vida Secreta dos Bichos. “Em 2016, ouvi o original e percebi que ele tem uma voz mais grave e sugeri que seria legal se eu usasse eu usar o agudo e desafinar e os diretores curtiram a ideia, com isso trouxemos essa característica novamente”.


    Enquanto o desafio de Max no primeiro filme foi aceitar a presença de seu novo “irmão adotivo” Duke, Danton afirma que dessa vez o principal obstáculo do cachorrinho é entender a vida, dar espaço e liberdade para quem ama - sendo uma metáfora para a situação entre pais e filhos.

    “A dona do Max tem um bebê e ele fica super protetor, é uma grande mensagem para os pais, isso é lindo. Ele quer proteger, mas descobre que não, que a criança tem a vida dela e ela tem que seguir, tem que passar por obstáculos, por desafios. Então, assim, é isso que ele percebe, que não adianta ficar em cima, ele tem que mostrar os caminhos e ficar em paz, deixar a criança seguir. Eu não vou dar spoiler, mas é como se ele ‘cortasse o cordão umbilical’”, revelou o ator sobre a mensagem da animação que, por sinal, o fez chorar.

    “Ao gravar a cena final, eu comecei a ficar emocionado, teve uma hora que eu comecei a chorar e falei: ‘Não, para, para, deixa eu dar um tempo’. Eu não consegui chegar na última frase porque é muito lindo e o desenho é muito bem feito, é impressionante as expressões. Acho que é bem diferente do primeiro, pois além de ser uma grande aventura tem uma mensagem ali por trás muito bonita”, completou.

    Por fim, Danton Mello revelou que se divide entre cães e gatos, já que são muito diferentes, e contou como surgiu seu apreço pelos felinos: “Herdei duas gatinhas, quando minhas filhas quando foram morar fora, já tinham essas gatas que são duas irmãs, a Mimi e a Kitty, e não podiam levá-las então elas deixaram comigo. No começo fiquei com medo da adaptação com os cachorros, então passaram um tempo só dentro de casa, até que eu coloquei elas para fora e todos os animais se deram super bem. No inverno dormem juntos, fizeram amizade”.

    “Sou 50% cachorros e 50% gatos, é muito difícil escolher entre um e outro porque são muito diferentes. Os cachorros são aqueles bichos bobos, brincalhões, que se sujam. Os gatos você está sentado no sofá e elas surgem, começam a grudar em você, se esfregam no seu pé, se esfregam na sua perna, você faz carinho e ela ronrona, aí depois volta. É um bicho muito engraçado, mas é muito fofo”, completou.

    Com direção de Chris Renaud, Pets - A Vida Secreta dos Bichos 2 chega aos cinemas em 27 de junho.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top