Minha conta
    Diretor de Azul é a Cor Mais Quente leiloa Palma de Ouro para pagar novo filme
    Por Felipe Ribeiro — 7 de jun. de 2017 às 16:15

    Abdellatif Kechiche também vai leiloar outros itens do longa ganhador de Cannes em 2013 para a finalização de Mektoub, My Love.

    Getty Images

    Para conseguir pagar o seu próximo filme, o diretor Abdellatif Kechiche está leiloando a Palma de Ouro que conseguiu no Festival de Cannes em 2013 com o filme Azul é a Cor Mais Quente. O leilão, que também vai incluir pinturas à óleo do filme estrelado por Léa Seydoux e Adèle Exarchopoulos, foi uma drástica decisão tomada para a finalização do drama Mektoub, My Love, que foi interrompido por dificuldades financeiras.

    Segundo uma declaração ao The Hollywood Reporter, Kechiche afirmou que o filme já estava em fase de pós-produção quando o banco responsável por financiar o longa bloqueou repentinamente sua linha de crédito. Devido a um acordo de não divulgação entre financiadores e a empresa produtora, o valor que precisa ser arrecadado não foi divulgado.

    Mektoub, My Love contará a história de Amin, um jovem roteirista que retorna à casa da sua família no Mediterrâneo para passar férias. No local, ele se apaixona por uma mulher chamada Jasmine e conhece um produtor que tem interesse em realizar seu primeiro filme. Quando a esposa do produtor se interessa por Amin, ele se vê envolvido num triângulo amoroso. O filme não tem previsão de lançamento.

    Último filme lançado por Kechiche, Azul é a Cor Mais Quente gerou polêmicas não só pelo seu conteúdo sexual, mas também pela tensão nos bastidores entre Léa Seydoux e o diretor. Na época, a protagonista alegou que havia abuso de confiança e horas de trabalho excessivas. Como resposta, Kechiche disse que se arrependia de ter lançado o filme, mas depois voltou atrás e atacou a atriz pelas declarações negativas.

     

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top