Minha conta
    Festival de Cannes 2017: Segurança é reforçada contra possíveis ataques terroristas
    Por Bruno Carmelo — 17 de mai. de 2017 às 10:15

    Uma série de medidas de restrição foram implementadas desde os ataques de Nice.

    Associated Press

    Com o início do festival de Cannes 2017, o governo francês decidiu reforçar a segurança para proteger um dos eventos mais midiáticos do cinema mundial. 

    "O risco de terrorismo é elevado na França", lembra o consultor Jeffrey A. Slotnick ao site Variety. "Houve três ataques nos últimos três anos e meio, todos em locais públicos". Um deles, muito próximo da cidade de Cannes, deixou 85 pessoas mortas em Nice. "Em qualquer situação com muitos famosos, que se trate de atores ou políticos, o risco é elevado", completa.

    Por isso, uma série de medidas foram adotadas, incluindo a limitação do espaço aéreo sobre o aeroporto de Cannes, a instalação de um sistema antidrones, o aumento do número de policiais e de armas disponíveis. Longos canteiros de concreto foram colocados nas calçadas, e bloqueadores de acesso retráteis foram instalados em ruas estratégicas dos arredores.

    Para os jornalistas e convidados, o acesso ao Palácio onde são exibidos os filmes foi limitado. Personalidades públicas podem solicitar veículos do festival para entrar e sair do prédio. Os carros são sistematicamente revistados, e os jornalistas passam por detectores de metais na entrada das salas.

    O governo garantiu que reuniões diárias entre organizações policiais são organizadas para prevenir ataques e articular novas medidas.

    O AdoroCinema já está presente em Cannes - são e salvo - para a cobertura diária com críticas, notícias, entrevistas e postagens nas redes sociais. Veja o nosso Guia do Festival de Cannes 2017.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top