Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    10 curiosidades sobre Os Cavaleiros do Zodíaco
    Por Rodrigo Torres — 12 de set. de 2014 às 10:18
    facebook Tweet

    Guia em 10 partes com tudo que você precisa saber para ficar por dentro da mitologia de Saint Seiya. É ler a matéria e correr para o cinema!

    O fenômeno Saint Seiya

    O escritor e ilustrador Masami Kurumada se inspirou nas mitologias grega e romana para criar o seu mangá mais famoso: Saint Seiya, conhecido no resto do mundo como Os Cavaleiros do Zodíaco. Sua publicação aconteceu entre 1986 e 1991, na revista Weekly Shōnen Jump, sendo transformado em animê pela Toei Animation ainda no ano de sua criação e abandonado já em 1989, bem antes de seu sucesso no Brasil.

    Essa história teve início há 20 anos recém completados, no dia 1º de setembro. De segunda a sexta, por volta das 18h30, era dada a hora da criançada interromper o "pique", largar a partida de futebol e colar na frente da televisão, sintonizada na saudosa Manchete, para assistir ao mais novo fenômeno da TV brasileira. A maioria aí deve se lembrar até hoje do inesquecível refrão de "Guardiões da Galáxia".

    Capa do primeiro volume do mangá original.
    O sucesso avassalador do anime foi porta de entrada para a venda de revistas "Herói" e outras, dedicadas a séries japonesas, e uma infinidade de produtos licenciados CdZ: roupas, álbuns de figurinhas (em algumas capitais, coleções diferentes eram comercializadas simultaneamente) e os mais variados tipos de bonecos, dos pirateados de borracha aos detalhados  e caros – bonecos da Bandai, com armadura desmontável, desejo de consumo de onze em cada dez fãs da série.

    Assim, Saint Seiya mostrou ao mercado o potencial que mangás e animes, antes restritos a nichos, tinham junto ao público brasileiro. A obra de Kurumada foi divisora de águas, responsável por um novo boom de abertura da cultura oriental para aquela geração e as seguintes. Em suma: sem Os Cavaleiros do Zodíaco, dificilmente haveria Dragon Ball Z, Pokemón, Yu-Gi-Oh! e Naruto.

    Prova disso é lembrar das dezenas de animes que ficaram no passado: Shurato, Samurai Warriors, Sailor MoonYu Yu HakushoSuper Campeões e muitos outros que até alcançaram relativo sucesso em seu tempo, mas não emplacaram junto ao público geral até os dias de hoje. Enfim, essa enxurrada de desenhos japoneses em território nacional só aconteceu graças à recepção positiva de CdZ. Além de uma extensa legião de fãs, esse é o seu principal legado no Brasil.

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    • Edson Silva
      Verdade nobre colega, mas é isso que dá deixar amadores criar esse Post
    • Diogo L.
      eu gostou dos cavaleiro dos zodiaco
    • Miguel D.
      Que bosta, pegaram a crítica do filme de outro post pra colocar como "10° Curiosidade"Tá precisando de estagiário??? Contrata eu!
    • Miguel D.
      Seya está para Kurumada assim como Helena está para Manoel Carlos
    • Priscila P.
      Adorei o novo visual do Máscara da Morte, cheio de piercing, bem louco, muito legal mesmo. Mas zoaram até com a personalidade dele... A única coisa que até combinou com essa nova personalidade dele foi a loucura e atração por morte, bem como diz seu nome. Mas zoaram demais com ele. Momento musical de CDZ.Não nego que caí na gargalhada quando ele ficou de cuequinha de couro pedindo arrego. kkk
    • Richard Moraes
      o Adoro Cinema ainda com esse sistema que voce precisa ficar carregando pagina por pagina ate o final da lista tem que arrumar isso ae é pessimo só isso precisa mudar
    Mostrar comentários
    Back to Top