Minha conta
    Diretor de O Artista é processado por plágio
    Por Rodrigo Torres — 3 de set. de 2014 às 11:30

    Vencedor do Oscar de direção, Michel Hazanavicious é acusado de ter copiado o roteiro escrito por Christophe Valdenaire em 1998.

    O Artista foi o grande sucesso da temporada 2011/2012 no cinema mundial. Do ponto de vista financeiro, os US$15 milhões de custo de produção foram transformados em US$133 milhões, números excelentes, especialmente para um filme mudo em preto e branco. Sua saga em premiações foi ainda mais vencedora: após sua premiére em Cannes, o filme passou pelos maiores festivais do mundo, somando 142 prêmios, dos quais se destacam cinco Oscars. Sucesso unânime  até ontem.

    Premiado pela Academia pela direção do filme, o cineasta francês Michel Hazanavicius foi acusado de plágio pelo escritor Christophe Valdenaire. A suposta vítima afirma ter escrito um roteiro para longa-metragem chamado "Timidity, la Sumphonie du Petit Homme" que trata do mesmo tema explorado por Hazanavicius em O Artista: a transição do cinema mudo para o sonoro.

    Em nota divulgada ao site Hexagones, o diretor premiado confirmou a existência do processo e disse estar "com a consciência tranquila", pois a acusação não procede: "Não sei até que ponto está convencido ou não de que houve plágio, mas o certo é que não tem nada a ver. Ele tem todo o direito de me atacar, e eu de me defender. A melhor resposta que posso dar é: leiam o roteiro e comparem os filmes".

    Valdenaire garante que o filme estrelado por Jean Dujardin e Bérénice Bejo (esposa do diretor) tem "inúmeros elementos parecidos incontestáveis" com o seu texto, cuja primeira versão foi escrita em 1998. Mas isso, só o tribunal responsável poderá julgar, após ler o seu roteiro. A audiência do caso acontece em 2015.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Gwen Stacy
      a capa lembra "...E O Vento Levou" pensei que era por isso
    Mostrar comentários
    Back to Top