Minha conta
    Boa Sorte, Leo Grande
    Média
    3,5
    12 notas
    Você assistiu Boa Sorte, Leo Grande ?

    3 Críticas do usuário

    5
    1 crítica
    4
    2 críticas
    3
    0 crítica
    2
    0 crítica
    1
    0 crítica
    0
    0 crítica
    Tathianna Cinema
    Tathianna Cinema

    Seguir usuário Ler as 19 críticas

    4,0
    Enviada em 4 de setembro de 2022
    Boa sorte, Leo Grande

    Reino Unido, 2022

    Nancy é uma professora aposentada, que decide contratar um profissional do sexo, para realizar um desejo jamais atingido, até então: ter um orgasmo.
    Leo Grande chega ao quarto de hotel, resevado por ela, para o primeiro encontro. É constrangedor e nada promissor.
    A controladora e verborrágica Nancy, não consegue entrar no clima.
    Tem uma listinha com práticas sexuais, que supõe ser o bastante ou o ideal para levá-la ao orgasmo.
    O problema é que de início, ela quer seguir de maneira mecânica as práticas, como se fossem simples lições de casa.
    Nancy, decididamente desconhece o próprio corpo e o quão amplo é o prazer, não ficando limitado só ao sexo, em si.
    É por esse caminho, acertadamente, que o jovem Leo resolve seguir. Com bom humor e paciência, ele tenta quebrar o gelo, deixando o sexo, em segundo plano... a princípio.
    Nancy viveu durante 30 anos com um homem, cujo sexo entre eles era protocolar e sem criatividade. É insegura, rígida e reprimida. Mas quer mudar e agora, aos 60, questiona-se.
    Nos três encontros seguintes, as conversas são íntimas e reveladoras. O próprio Leo mostra-se mais vulnerável, apesar de toda segurança e beleza exaladas, externamente.
    Dentro do mesmo quarto insípido e sem graça, acontece um turbilhão de sensações, tensões, revelações e uma dança do casal de protagonistas: divertida, sensual, inspiradora e o gatilho para Nancy começar, a se libertar de suas amarras castratoras. É nesse clima que o prazer, finalmente chega; sem regras e sem Leo. Segura e confortável, Nancy consegue tocar o próprio corpo e atingir o seu objetivo máximo.
    O filme ainda tem tempo para nos presentear com uma linda e corajosa cena de Nancy, completamente nua, se olhando no espelho, satisfeita com o que vê e livre dos padrões e convenções, que tanto a oprimiram.
    Uma simpática dramédia, que tem como pano de fundo, a busca pelo prazer sexual, mas que mostra muito mais, sem no entanto se aprofundar, a ponto de ser um estudo.
    Está mais para um doce líbelo sobre as descobertas afetivas, emocionais, sensoriais e também sexuais de uma mulher na maturidade.
    Emma Thompson espetacular, como de hábito, para dizer o mínimo.
    Melhor dramédia do ano de 2022, seguramente.
    Milton R.
    Milton R.

    Seguir usuário Ler as 12 críticas

    4,0
    Enviada em 1 de setembro de 2022
    A Emma Tomhpson esta em un dos seus mehores momentos, direta simples e objetivo, uma comedia com um pouco de drama , revelando o que ha por tras daquela mulher que nao se permite ter os prazeres mais comum em uma relaçao sexual.
    Higor Miranda
    Higor Miranda

    Seguir usuário Ler a crítica

    5,0
    Enviada em 2 de agosto de 2022
    Eu adoro filmes que exploram o máximo do simples. É uma obra para quem aprecia diálogos bem construídos.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    • Melhores filmes
    • Melhores filmes de acordo a imprensa
    Back to Top